Visitantes online : 928 sexta-feira, 26 de agosto de 2016
25/08/2016 17:44
Lula e Dilma
Lula e Dilma


Lula nunca escondeu em conversas com políticos que culpa Dilma pelo PT ter sido apeado do poder. Se queixava que ela não ouvia ninguém, nem a ele, e por isso se isolou politicamente e acabou afastada. Lula ainda tentou articular uma reação, mas parou pelo caminho quando percebeu que não havia mais chance de volta. O PT anteontem, extraoficialmente, rompeu com Dilma quando a cúpula do partido se negou a aprovar um documento defendendo a proposta dela sobre a realização de um plebiscito sobre novas eleições, além de incentivar manifestações contra o impeachment. Seguiu a posição do presidente do partido, Rui Falcão que já havia se manifestado contrário à proposta de Dilma. Notem que hoje, quando está começando o julgamento, nem Lula, nem Rui Falcão, nem parlamentares foram ao Palácio da Alvorada prestar solidariedade a Dilma, o que ocorreria fatalmente em outra situação. Para Lula e o PT, Dilma já era, e ela sabe que foi abandonada.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


25/08/2016 16:31
Manchete do Estadão
Manchete do Estadão


O presidente Michel Temer decidiu que não subirá em nenhum palanque eleitoral, nem do PMDB. A decisão foi tomada, obviamente, depois da leituras das últimas pesquisas, onde seu índice de reprovação só é um pouco melhor do que Dilma, na época em que foi afastada. Então teremos uma eleição peculiar em que nem o presidente da atualidade, nem o anterior (no caso Dilma) não servirão como cabos eleitorais. A avaliação é que hoje estar ao lado de Temer tira mais votos do que agrega. Isso pode até mudar, mas não há tempo hábil até o dia 2 de outubro para esse cenário ser revertido.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


25/08/2016 15:29
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que seria uma espécie de primeiro-ministro de Temer, garantiu que não haverá aumento de impostos. Mas o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles vem com um discurso diferente, segundo ele, "hipótese de o governo aumentar impostos temporariamente para reequilibrar as contas públicas não deve ser descartada". Tem político que suspeita que o governo vai esperar passar as eleições municipais para vir com uma proposta de aumento de impostos. Vamos aguardar.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


25/08/2016 14:36
Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo


Antigamente a estrela vermelha era destaque em todas as propagandas eleitorais do PT. Mas hoje a maioria dos candidatos tenta esconder a estrela de todas as formas, vide o exemplo do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Num olhar rápido na propaganda de Haddad nem dá para perceber a estrela, que deixou de ser vermelha, ficou branca e escondida dentro do número 13. São os petistas envergonhados. Por isso muitos candidatos estão abrindo mão até de ter Lula no palanque, Dilma então, nem se fala.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


25/08/2016 13:11
Reprodução do G1
Reprodução do G1


Depois de três horas e meia de sessão até agora nenhuma das 4 testemunhas, marcadas para hoje, ainda foi ouvida. Os senadores passaram o tempo todo discutindo questões de ordem e houve bate-boca depois que a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) disse que metade do Senado não tem moral para julgar Dilma. A "tropa de choque" de Dilma formada pelos senadores petistas Gleisi, Lindbergh Farias (RJ) e Fátima Bezerra (RN), além de Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), continua tentando de todas as formar protelar o julgamento e irritando a maioria dos senadores. O presidente do STF, Ricardo Lewandowski suspendeu a sessão para acalmar os ânimos, mas a temperatura ainda vai subir muito. O julgamento recomeça às 14 horas.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


25/08/2016 11:51
Reprodução do jornal Metro
Reprodução do jornal Metro


Sem Marcelo Freixo (PSOL) e os candidatos dos chamados partidos nanicos acontecerá hoje o primeiro debate entre os candidatos a prefeito do Rio. A bem da verdade, pelo horário e pela falta de engajamento da opinião pública com a campanha eleitoral, a audiência será fraca. Mas o que acontecer no debate vai reverberar nas redes sociais e será usado no horário eleitoral, que terá início amanhã. Será uma oportunidade para quem assistir começar a se posicionar sobre o voto, acompanhando as propostas e analisando as posturas dos candidatos.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |


25/08/2016 11:08


A ordem no Palácio Guanabara é jamais usar a expressão "privatização" no caso da CEDAE, e sim "concessão", que os marqueteiros consideram mais digerível pela opinião pública. É mais uma enrolação. Mas os trabalhadores da CEDAE já marcaram um protesto para o dia 6 de setembro, em frente ao BNDES. E faço questão de reproduzir o texto enviado por amigo e colaborador do blog, Vicente Portella, homem da CEDAE, que esclarece bem o que aconteceu com a concessão da água e esgoto em Niterói. Muita gente não sabe como as coisas funcionam, nem os problemas que a privatização da CEDAE pode acarretar.


"Garotinho, os Cedaeanos já estão na luta, com ato marcado para o dia 06/09 em frente ao BNDES. É o movimento "A água é nossa", com a participação dos moradores de várias comunidades atendidas com água de qualidade com tarifa social. OBS: A empresa águas de Niterói tomou todos os bens da Cedae na cidade: prédios, redes de água e esgoto, tubulações, elevatórias etc, ou seja, não investiu um centil, apenas se apropriou de bens públicos. Além do mais a água que ela vende é da Cedae e a empresa privada paga menos da metade do preço de custo por m³ por conta de uma decisão judicial. Além de ter a água subsidiada pelo estado a Àguas de Niterói cobra ao consumidor muito mais caro por essa água do que os moradores atendidos pela Cedae pagam no Rio de Janeiro. Assim é mole, né? Ser empresa privada sustentada pelos impostos da população, pelo dinheiro público, é o melhor dos mundos. Não haveria como prestar um serviço ruim. Na verdade só a roleta é privatizada em Niterói..."

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |


25/08/2016 09:53


Como podem ver acima, apenas 2% dos cariocas avaliam o presidente em exercício, Michel Temer como ótimo e 10% como bom. Já a reprovação está nas alturas: 29% de péssimo e 13% de ruim. Temer não está longe dos índices negativos de Dilma na época em que foi afastada. Outras pesquisas restritas feitas em cidades e estados, embora com variações, apresentam um quadro semelhante com enorme reprovação e muito pouca aprovação. E até agora Temer não vem fazendo aquilo que anunciou no seu pronunciamento após a posse como interino. Ou seja, se Temer não der uma guinada rápida não vai demorar a ter o povo nas ruas pedindo a sua saída.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


25/08/2016 09:01
Reprodução do Correio Braziliense
Reprodução do Correio Braziliense


Dentro de mais alguns minutos terá início a sessão do Senado que julgará a presidente afastada, Dilma Rousseff. A previsão mais otimista é que termine na terça-feira, mas pode se estender por mais um dia. Hoje serão ouvidos duas testemunhas de acusação e duas de defesa. Amanhã serão ouvidas mais duas testemunhas de defesa. A acusação abriu mão apresentar mais testemunhas para apressar o julgamento. O presidente do STF, Ricardo Lewandowski está sendo aguardado no plenário, caberá a ele presidir a sessão. Dilma irá depor na segunda-feira quando deverão ocorrer manifestações do lado de fora do Congresso. Ninguém acredita que Dilma conseguirá escapar do impeachment.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


24/08/2016 19:35


A pesquisa do IBOPE sobre a sucessão municipal do Rio também avaliou o governador em exercício, Francisco Dornelles. Como podem ver o resultado é uma tragédia. Tem zero de ótimo e apenas 6% de bom. Em compensação tem 31% de péssimo e 16% de ruim.


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [8] | |


24/08/2016 18:49
Michel Temer e o deputado Paulinho da Força (SDD-SP)
Michel Temer e o deputado Paulinho da Força (SDD-SP)


Está tudo combinado entre Michel Temer e o deputado Paulinho da Força (SDD-SP). Logo após o julgamento do impeachment será recriado o Ministério do Desenvolvimento Agrário, atualmente é secretaria subordinada ao Ministério da Casa Civil. O ministro deverá ser o deputado Zé Silva (SDD-MG). E paralelamente Paulinho da Força está criando a Força Rural, que vai concorrer com o MST. Embora não seja falado publicamente, a Força Rural será beneficiada por verbas gordas, como os governos Lula e Dilma faziam com o MST. O objetivo é enfraquecer o Movimento dos Sem-Terra, ligado umbilicalmente ao PT. Mas para ganhar estatura a nova Força Rural ainda vai ter que comer muita poeira marchando pelo interior pelo país.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


24/08/2016 17:34
Reprodução do G1
Reprodução do G1


O discurso do presidente da República em exercício, Michel Temer, hoje, em solenidade no Palácio do Planalto soou como música para os empresários. Segundo Temer, a reforma trabalhista que o governo vai apresentar ao Congresso depois das eleições, é a saída para manter os empregos. O que o governo vai propor ainda não se sabe, mas é elementar que vai mexer em direitos dos trabalhadores. É como se dissesse: "Vocês vão perder os anéis, mas vão ficar com os dedos". Mas o governo enfrentará dura resistência de todas as centrais sindicais, que irão pressionar de todas as formas os deputados e senadores.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [6] | |


24/08/2016 16:27
Eduardo Paes, amigo das empreiteiras, no BRT da Transolímpica ao lado de seu secretário Rafael Picciani, amigos da empresas de ônibus, e cuja empresa da família fornece brita para as obras da Prefeitura do Rio
Eduardo Paes, amigo das empreiteiras, no BRT da Transolímpica ao lado de seu secretário Rafael Picciani, amigos da empresas de ônibus, e cuja empresa da família fornece brita para as obras da Prefeitura do Rio


Na sexta-feira será aberta aos carros de passeio a Transolímpica, via expressa que liga o Recreio dos Bandeirantes a Deodoro. Só que o prefeito Eduardo Paes decidiu criar - é o legado olímpico - mais um pedágio na cidade. A concessionária, liderada pela empreiteira Camargo Corrêa (detém 66,66%), quer que o pedágio seja de R$ 6,50. E não custa lembrar que a Camargo Corrêa foi uma das principais doadoras da campanha de Paes, que tem que bater o martelo sobre o preço do pedágio até amanhã, porque o valor precisa ser publicado no Diário Oficial.

O que sei é que nos bastidores está em curso um acordo para beneficiar a empreiteira, envolvida no Petrolão. Por isso quero aqui mostrar números, antes de Paes anunciar o preço. O trecho com cobrança de pedágio tem 13 quilômetros, é a mesma extensão da Ponte Rio - Niterói (13,3 quilômetros). O pedágio da ponte é de R$ 4. Para efeito de comparação na Linha Amarela, com 25 quilômetros, o pedágio custa R$ 5,90. Dito isso é óbvio que o pedágio da Transolímpica não poderia ser acima de R$ 4. Mas podem apostar que ficará bem acima desse patamar, afinal Paes é parceiro da empreiteira. Vamos ver o "legado" que Paes vai deixar para o bolso dos motoristas.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


24/08/2016 15:04
Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247


Já se sabe que a notícia que o secretário de Comunicação de Michel Temer, Marcio Freitas recebeu ilegalmente R$ 240 mil, através de sua empresa, quando era assessor de imprensa da vice-presidência foi fogo amigo que veio do Palácio do Planalto. Por trás disso está uma guerra entre os dois principais assessores de Temer, o ministro Eliseu Padilha e Moreira Franco. Ambos querem controlar a verba de publicidade do governo, que em setembro terá licitação de R$ 300 milhões. Ambos querem derrubar o atual secretário de Comunicação e indicar apadrinhados. Quem vencerá essa guerra?

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


24/08/2016 13:53
Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online


Ontem, a dois dias do início do julgamento de Dilma, o comando do PT se reuniu. Por 14 votos a 2, a cúpula petista rejeitou a proposta de Dilma de um plebiscito sobre novas eleições. Dilma queria uma posição de apoio do PT, mas ouviu um não rotundo, como diria Brizola. Mais do que isso, o PT vetou o texto que incentivava protestos contra o impeachment. Também ontem, Dilma participou em São Paulo de um ato da Frente Brasil Popular contra o impeachment, mas Lula nem deu as caras. Está mais do que claro que, para Lula e o PT, Dilma é carta fora do baralho, lavaram as mãos. Impeachment é problema dela, para os petistas é página virada. Nada que surpreenda vindo do PT, que tem abandonado sucessivamente suas lideranças encrencadas no Mensalão e Petrolão, que o diga José Dirceu.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


24/08/2016 12:30
Eduardo Paes
Eduardo Paes


O prefeito Eduardo Paes sempre trabalhou com um cenário em que após a Olimpíada estaria com sua aprovação lá no alto para transferir muitos votos para seu "queridinho" Pedro Paulo, que aparece com apenas 6% na pesquisa divulgada pelo IBOPE, metade do segundo colocado, Marcelo Freixo (PSOL), e 21 pontos percentuais atrás do líder, Marcelo Crivella (PRB). Mas, segundo o IBOPE, seu planejamento foi por água abaixo. A pesquisa que terminou de ser feita na segunda-feira, um dia após o término da Olimpíada mostra Paes com mais reprovação do que aprovação. Consideraram a administração ótima ou boa 27%; regular, 40%; ruim ou péssima, 32%. Não souberam avaliar ou não responderam 1%. E não esqueçam que Paes descarregou milhões e milhões de reais em propaganda pouco antes da Olimpíada. Além disso vão começar a vir à tona, por conta da investigação do MPF e do TCU, as negociatas olímpicas com o dinheiro público, logo a reprovação de Paes vai aumentar.


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


24/08/2016 11:22
Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder


Começa amanhã pela manhã o julgamento final da presidente afastada Dilma Rousseff. Por isso Michel Temer tem aberto espaços na agenda dos últimos dias para receber senadores indecisos ou que o Palácio do Planalto acha que poderiam mudar o voto. Temer não quer surpresas. No momento 51 senadores já declararam publicamente que vão votar pelo impeachment. São necessários 54 votos para o afastamento definitivo de Dilma. O relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) foi aprovado por 59 votos a 21. O Palácio do Planalto sonha com 63 votos pelo impeachment. Por isso Temer está negociando e, claro, oferecendo cargos para conseguir mais votos.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


24/08/2016 09:45
Marcelo Freixo; abaixo pesquisa do IBOPE
Marcelo Freixo; abaixo pesquisa do IBOPE


A primeira pesquisa em tempo de campanha eleitoral mostra Marcelo Crivella (PRB) liderando com mais do dobro do segundo colocado, Marcelo Freixo (PSOL). Crivella, na verdade, tem mais do que a soma do segundo e terceiro colocados. A surpresa foi ver Flávio Bolsonaro (PSC) tecnicamente empatado com Freixo. Bem atrás vem o pelotão formado por Jandira Feghali (PCdoB), Pedro Paulo (PMDB), Índio da Costa (PSD) e Carlos Osório (PSDB).

Rejeição

Marcelo Crivella (35%), Jandira Feghali (35%), Pedro Paulo (33%), Flávio Bolsonaro (31%), Marcelo Freixo (25%), Cyro Garcia (22%), Índio da Costa (21%), Osorio (20%), Alessandro Molon (18%) e Carmen Migueles (18%).

Reparem que está todo mundo embolado. Até Freixo, embora com rejeição menor, aparece com 25%. É uma situação mais favorável a Crivella do que em outras eleições.

Vale lembrar que este ano a campanha é mais curta. Só faltam 39 dias para a eleição, praticamente um mês e uma semana. O certo é que pelo grande número de candidatos a eleição do Rio será decidida no 2º turno. Hoje iriam para essa disputa Crivella e Freixo.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [12] | |


23/08/2016 18:01
Reproduções de O Dia e da BBC Brasil
Reproduções de O Dia e da BBC Brasil


É bom que o MPF e TCU investiguem mesmo para valer os gastos da Olimpíada. Não há nenhuma transparência e o prefeito Eduardo Paes e o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman insistem em esconder como foi usado o dinheiro público. Se depender da CPI da Câmara do Vereadores dificilmente alguma coisa irá acontecer, afinal Paes e o PMDB vão manobrar de todas as formas. O povo do Rio e do Brasil tem o direito de saber como o dinheiro foi gasto.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [10] | |


23/08/2016 16:49
Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo


Se tem dado certo para Eduardo Cunha o método da chantagem política, Waldir Maranhão segue os mesmos passos. Como Temer vai viajar à China no início de setembro e Rodrigo Maia assumirá interinamente o lugar dele, caberá a Waldir Maranhão ocupar nesse período a presidência da Câmara. Por isso está enviando recados ao Palácio do Planalto e cobrando a vaga de vice-presidente de Gestão de Ativos de Terceiros da Caixa Econômica Federal, cargo que mexe com fundos de pensão. E assim segue a política brasileira...

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 ProximoUltimo

Facebook


Twitter


Vídeos

Busca
Histórico
Links
Todos os Direitos Reservado
Fotos Anthony Garotinho