Visitantes online: 2146
logo topo

quarta-feira, 24 de maio de 2017

03/05/2017

08:54

Fala Garotinho - 03 de maio de 2017



03/05/2017

07:45

Com habeas corpus negado pelo STJ, Cabral vai continuar em Bangu 8

Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

Por 4 votos a zero, a Sexta Turma do STJ negou os pedidos de habeas corpus de Sérgio Cabral e seu operador, Carlos Emanuel Miranda, o Avestruz. A defesa de Cabral alegava que não havia motivo para a prisão preventiva, mas o STJ aceitou os argumentos do juiz Marcelo Bretas, que alegou que a permanência do ex-governador na cadeia é fundamental para evitar que ele cometa novos crimes. Assim, Cabral permanecerá em Bangu 8. Aliás, Sérgio Cabral é réu em 7 processos da Lava Jato, seis no Rio e outro no Paraná.


02/05/2017

18:38

Eduardo Paes enrolado na Lava Jato

As provas da propina depositada no exterior

Reprodução do blog Época Esporte Clube, da Época online
Reprodução do blog Época Esporte Clube, da Época online

Tenho dito e repetido que uma coisa é uma delação falar em doação eleitoral de caixa dois, outra é provar. Até porque já se sabe, por exemplo, no caso da Odebrecht, que dentro da empreiteira houve executivos que desviaram dinheiro, que disseram à direção que teria sido repassado a políticos, quando eles próprios enfiaram no bolso. Tanto assim que a Odebrecht parou de pagar advogados de alguns delatores, porque a direção do grupo constatou o golpe de alguns executivos. Mas há casos que não resumem ao depoimento de um ou outro delator. É a situação de Eduardo Paes. Como podem ver abaixo não se trata apenas de um depoimento existem as provas de depósitos de propinas, provenientes das obras olímpicas, depositadas no exterior.



Segundo Benedicto Júnior, o operador de Eduardo Paes era seu chefe de gabinete, Marcelo Parente, que morreu em 2009, na queda do avião da Air France que caiu no Oceano Atlântico. A partir daí, Paes repassou a tarefa de operar os pagamentos de propina a Pedro Paulo, seu braço-direito. A Odebrecht relatou o pagamento de propinas de R$ 9 milhões no Brasil e US$ 5,75 milhões – em torno de R$ 11,67 milhões na cotação daquela época - no exterior.

O dinheiro saiu de uma offshore da Odebrecht, a Innovation Research, e via Meinl Bank, um banco situado em Antígua (uma ilha do Caribe) foi depositado em contas indicadas por Pedro Paulo, nas offshores Waterford (Bahamas) e Siwa (Suíça).

Abaixo vejam os as provas documentais do pagamento das propinas. Ou seja, Eduardo Paes e Pedro Paulo vão afundar na Lava Jato.

Reprodução da Época online
Reprodução da Época online


02/05/2017

17:39

A generosidade e o "idealismo" de Paulo Magalhães Pinto

Reprodução da Época online
Reprodução da Época online

Está aí mais um exemplo de cara de pau. Em depoimento ao juiz Marcelo Bretas, o ex-assessor de Sérgio Cabral, Paulo Fernando Magalhães Pinto confessou que o ex-governador comprou dele metade da lancha Manhattan, avaliada em mais de R$ 5 milhões. Paulo Fernando, que também emprestava um apartamento de luxo em Ipanema para José Mariano Beltrame, revelou que gastou cerca de R$ 1 milhão com o aluguel de uma sala comercial no Leblon para Cabral, além do pagamento de três funcionários. Questionado pelo juiz Marcelo Bretas, Paulo Magalhães Pinto disse que sempre foi idealista e acreditava no projeto político de Cabral, e, pasmem, foi mais longe, dizendo que arcou com as despesas do ex-governador porque "talvez ele não tivesse recursos para isso". Como é que é? Deve achar que todo mundo é trouxa.



02/05/2017

16:11

Situação preocupante na linha sucessória presidencial

Eunício Oliveira, Cármen Lúcia, Michel Temer e Rodrigo Maia
Eunício Oliveira, Cármen Lúcia, Michel Temer e Rodrigo Maia

Michel Temer pode ser cassado este mês pelo TSE. É claro que recorrerá de eventual decisão pela cassação. Mas seu sucessor imediato, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é investigado em inquérito na Lava Jato, onde é acusado na delação da Odebrecht, de ter recebido propina em troca de ajudar a aprovar na Câmara projetos de interesse da empreiteira. Se virar réu não poderá assumir a Presidência da República. O STF decidiu que réus não podem assumir a Presidência. Logo em seguida vem o presidente do Senado, Eunício Oliveira, que está na mesma situação de Rodrigo, investigado na Lava Jato, mas com acusações ainda mais amplas e pesadas. Se virar réu também não poderá sentar na cadeira de Presidente da República. Essas duas hipóteses, sobre Rodrigo e Eunício, não são improváveis. Portanto se Temer tiver que sair sobrará para a Presidente do STF, ministra Cármen Lúcia assumir a Presidência da República. Esse é uma das situações vexaminosas em que se encontra a República.

02/05/2017

15:02

Guerra urbana assusta cariocas

Reprodução do Extra
Reprodução do Extra

O Rio de Janeiro volta a viver cenas de terror com traficantes incendiando ônibus e caminhões em duas das principais vias de acesso à cidade, a rodovia Washington Luiz e a Avenida Brasil. Foi ação de traficantes da Cidade Alta, em Cordovil que tentaram durante a madrugada invadir a comunidade de Parada de Lucas. Passageiros saíram dos ônibus aterrorizados. Os bandidos sabem que o poder de reação da Polícia Militar está comprometido. Só um helicóptero policial está em operação, a maioria dos caveirões também está parada, e o número de viaturas que podem circular está muito reduzido (grande parte está quebrada), além de faltarem armas e munições em boas condições de uso. A entrada do PCC no Rio de Janeiro está provocando uma invasão de territórios com guerras pelo controle de comunidades estratégicas. E em meio a essa guerra que vem recrudescendo a cada dia, nem Pezão, nem o secretário de Segurança, Roberto Sá tomam alguma providência. Só mesmo a intervenção federal pode salvar o Rio de Janeiro neste momento.

02/05/2017

13:41

Michel Temer está com os bispos católicos atravessados na garganta

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online

Para Michel Temer pior do que a greve e as manifestações da última sexta-feira foi a posição da maioria dos bispos da Igreja Católica no Brasil, que se posicionou contra as reformas trabalhista e previdenciária, inclusive estimulando os padres a abordarem o tema nas suas paróquias. Aliás, a mesma posição tomada pelas igrejas Metodista e Luterana. Para vocês terem uma ideia, de acordo com o IBGE, o Brasil tem 64% de católicos, e entre as nossas instituições, a Igreja Católica, desfruta de muito mais credibilidade e influência do que os sindicatos. Por isso, Temer, embora não vá expressar publicamente, ficou indignado com o apoio dos bispos católicos à luta contra as reformas. Não esperava um posicionamento tão contundente e maciço.

02/05/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (Terça - 02/05)

Parte 1




Parte 2

02/05/2017

10:39

O choque de realidade de Eduardo Cunha

Eduardo Cunha comemorando a eleição como presidente da Câmara e lavando marmitas (montagem do Globo)
Eduardo Cunha comemorando a eleição como presidente da Câmara e lavando marmitas (montagem do Globo)

Em fevereiro de 2015, o então deputado Eduardo Cunha se elegia presidente da Câmara dos Deputados. Achou que tinha a República a seus pés, que era inatingível. Mas veio a Lava Jato e começou a afundar. Em julho de 2016, investigado por quebra de decoro, não resistiu e renunciou à presidência da Câmara. Em setembro do ano passado foi cassado, e um mês depois preso por ordem do juiz Sérgio Moro, que acabaria condenando-o a 15 anos e quatro meses de prisão, em fevereiro deste ano. Cunha aina é réu em mais dois processos da Lava Jato, além de responder mais cinco inquéritos. Ou seja, a situação ainda vai piorar.

Hoje Cunha lava as marmitas do Complexo Médico-Penal de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde está preso, porque para cada três dias de trabalho a pena é reduzida em um dia. Quem diria, o todo-poderoso Eduardo Cunha, frequentador dos hotéis e restaurantes mais luxuosos do mundo, adepto de vinhos caríssimos e pratos sofisticados, lavando marmitas no presídio.

02/05/2017

09:02

Fala Garotinho - 02 de maio de 2017

02/05/2017

07:54

"A greve do dia 28 de abril continua"

Reprodução da Veja
Reprodução da Veja

A manchete acima é o título de um documento divulgado ontem, 1º de Maio, pelas seis maiores centrais sindicais: CUT, CTB, CSB, UGT, Força Sindical e Nova Central. Anunciaram que se o governo insistir com a aprovação das reformas trabalhista e previdenciária, da forma que estão os projetos, vão fazer uma greve geral de dois dias e "invadir" Brasília para pressionar o governo e o Congresso. A greve geral que o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, em nome do governo, classificou de apenas uma "baderna generalizada", vai continuar. E a pesquisa Datafolha, divulgada no domingo mostrou que 75% dos brasileiros estão contra a reforma da Previdência, enquanto 61% são contrários à reforma trabalhista, onde o índice menos expressivo se explica porque muita gente não compreendeu bem o que muda nas regras trabalhistas.

01/05/2017

11:04

Garotinho e a Carta-testamento de Getúlio Vargas

01/05/2017

10:16

Trabalhador brasileiro não tem nada para comemorar

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

O presidente Michel Temer anunciou que a crise "está começando a terminar", mas os números do IBGE mostram que o desemprego continua aumentando, agora pela metodologia oficial chegou a 14,2 milhões, mas na prática deve estar beirando os 25 milhões de desempregados. A reforma trabalhista, aprovada pela Câmara, é outro massacre contra a classe trabalhadora, assim com a reforma da Previdência, que ainda via ser votada. Temer é o carrasco dos trabalhadores.

A reprovação de Temer atingiu o patamar de Dilma, às vésperas da votação do impeachment na Câmara. A população reprova Temer, as reformas trabalhista e previdenciária, e não tem esperança que o atual governo vá melhorar a vida das pessoas.

Diante desse quadro, Temer nem vai fazer pronunciamento em rede de televisão, quer evitar um panelaço. Vai limitar-se a postar um vídeo nas redes sociais, onde, é claro, vai vir com a lorota de que as reformas vão melhorar a vida dos trabalhadores e que a crise está terminando.

Em tempo: Daqui a pouco, às 10h30, vou fazer um live no Facebook falando do Dia do Trabalhador, sobre as reformas e lembrando a Carta-Testamento de Getúlio Vargas.

01/05/2017

09:00

Fala Garotinho - 1º de Maio de 2017



30/04/2017

15:58

Todos os caminhos da propina levam à ALERJ

Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro
Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

Nas delações do ex-presidente do TCE e de seu filho consta que Jorge Picciani comandava o esquema da "caixinha da Fetranspor", e que era o presidente da ALERJ quem repassava a propina aos conselheiros do Tribunal de Contas.

Dois dos principais operadores do esquema de corrupção de Sérgio Cabral, Luiz Carlos Bezerra e Sergio de Castro Oliveira, o Serjão, presos na Lava Jato no Rio, eram lotados na ALERJ.

E agora a delação do ex-subsecretário de Saúde, Cesar Romero, braço-direito de Sérgio Côrtes, revelou que a atual chefe de gabinete do presidente da ALERJ, Fabiana Gil e a diretora de Recursos Humanos da Casa, Ana Paula Liberal recebiam mesada de R$ 5 mil do esquema de corrupção montado na Secretaria Estadual de Saúde.

Aliás, não vai demorar para a Lava Jato chegar a vários deputados estaduais do grupo de Sérgio Cabral.

30/04/2017

13:35

Garotinho: "Sim, eu sou rebelde"

Há anos ouço isso: "Garotinho arruma muita confusão. É rebelde demais. Ninguém controla." É verdade. Entre o caminho da covardia e da rebeldia, escolhi o segundo, mesmo sabendo ser o mais difícil, pois os poderosos adoram os políticos domesticados. As vaquinhas de presépio.

Ocorre que não são os rebeldes que criam injustiças no mundo, ao contrário, são as injustiças que geram pessoas rebeldes, que não aceitam conviver com tantas situações onde a mentira prevalece e o dinheiro compra consciências.

Entre ser alienado, acomodado, covarde, vendido ou corrupto, prefiro mesmo a rebeldia consciente, que é uma ideologia nova, nascida da indignação contra o estabelecido, contra 500 anos de espoliação dos pobres e trabalhadores.

Não confunda revoltado com rebelde.

A revolta pura e simples não muda o destino de ninguém. A rebeldia leva à reflexão e à ação, e ambas conduzem à transformação, que é diferente da mudança.

Sim, eu sou rebelde e não tenho medo de dizer e assumir isso.

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 ProximoUltimo