Visitantes online: 1873
logo topo

sábado, 19 de agosto de 2017

16/08/2017

18:44

Sem acordo na delação de Eduardo Cunha

Não será com Rodrigo Janot à frente da Procuradoria Geral de República que sairá a delação de Eduardo Cunha, preso há 10 meses em Curitiba. Os procuradores acham que Cunha está querendo proteger muita gente, a começar por seus amigos do PMDB do Rio. Dessa forma foi suspensa a negociação da delação premiada.

O que não se sabe é se Cunha preferiu esperar a posse de Raquel Dodge, em setembro, para retomar as negociações na esperança de obter condições melhores, o que é uma faca de dois gumes afinal ninguém sabe como será a postura da sucessora de Janot.

Não sei se é o caso de Cunha, mas alguns advogados da Lava Jato estão orientando clientes propensos a aderirem à delação que é melhor esperar a posse de Raquel Dodge para ver qual vai ser o ritmo da Lava Jato. Mas é claro que é uma aposta no escuro.

O fato é que a suspensão da negociação da delação de Cunha é uma notícia maravilhosa para o Palácio do Planalto, que sabe que o ex-presidente da Câmara tem munição para fazer um grande estrago e quem sabe até derrubar o governo.


16/08/2017

17:55

Delírio do PT-RJ

Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja

Os petistas fluminenses sonham com o Governo do Rio em 2018. Querem encontrar um nome palatável para a classe média. Só pode ser delírio. O PT do Rio sempre foi muito fraco, e estou me referindo ao período anterior ao governo Sérgio Cabral no qual teve participação destacada com vários secretários. Só deixou o governo no dia 28 de fevereiro de 2014, antes da campanha eleitoral para tentar convencer a população de que não tinha nada a ver com essa gestão. O resultado foi o fracasso de Lindbergh Farias ao Governo do Estado, que não conseguiu ter nem 10% dos votos. E ainda não tinha vindo à tona a roubalheira do Governo Cabral nem a do PT nacional. Imaginem agora, pós-Lava Jato e Calicute como o PT está ainda mais queimado no Rio de Janeiro. É por isso que Lindbergh já cogita nem disputar a reeleição para o Senado porque sabe que será muito difícil, está mais propenso a se candidatar a deputado federal.

16/08/2017

15:43

Advogado nomeado pelo juiz Ralph Manhães renuncia à defesa de Garotinho e afirma que o juiz não está cumprindo a Constituição

Leia a íntegra:

.

16/08/2017

15:15

Peemedebistas querem enrolar os eleitores

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Não existe marqueteiro que consiga mudar a imagem do PMDB. Mas algumas lideranças do partido acreditam que vão conseguir passar a perna nos eleitores mudando o nome da sigla para MDB (Movimento Democrático Brasileiro), como era nos tempos da ditadura quando o partido estava à frente da luta democrática. Em setembro o PMDB se reúne em convenção para decidir se troca o nome. Alegam os peemedebistas que a volta do nome MDB remete a Ulysses Guimarães, Tancredo Neves, Teotônio Vilela e outros nomes que encabeçaram a luta pela democracia.

Convenhamos que o PMDB de Michel Temer, Eduardo Cunha, Eliseu Padilha, Moreira Franco, Renan Calheiros, Romero Jucá, só para citar alguns nomes nacionais, ou de Sérgio Cabral, Pezão, Jorge Picciani, Eduardo Paes, no nível estadual pode mudar o nome para o que quiser que jamais será associado aos fundadores do partido.

Mas não é só o PMDB que acha que a mudança de nome pode engabelar o eleitorado. O PTN virou Podemos; o PEN deve mudar para Patiotas; o DEM pode virar Mude; o PP cogita se chamar Progressistas; e até o PT já andou debatendo a ideia, mas não foi adiante; e podem apostar que outros partidos seguirão o mesmo caminho.



16/08/2017

13:48

Rio de Janeiro sitiado por traficantes e milicianos

Reprodução da capa do Extra
Reprodução da capa do Extra

Gravíssima a situação do nosso estado em todas as áreas, mas especialmente na segurança pública. Um documento sigiloso da Secretaria de Segurança Pública a que o jornal Extra teve acesso revela que há hoje 843 áreas do estado que são controladas por bandidos. E não são apenas comunidades, há bairros inteiros que estão sob o domínio de quadrilhas de traficantes ou milicianos. O crime organizado derrotou o poder público, que não tem condições de enfrentá-lo de igual para igual porque não há dinheiro nem para colocar as viaturas policiais circulando nas ruas. A população está à mercê do terror desses bandidos que determinam quem pode e quem não pode entrar nessas regiões, cobram pedágios e taxas de moradores e comerciantes.

Essa situação, infelizmente, para mim não é surpresa. Venho avisando há anos que os governos Cabral / Pezão estavam enganando a população com a farsa das UPPs, que era aplaudida por toda a mídia. Os leitores do blog lembram que desde 2008, quando foi inaugurada a primeira UPP, no Dona Marta, eu alertava que deixar os bandidos soltos e permitir que eles fugissem era um equívoco sem tamanho, que depois eles voltariam e nesse meio tempo de "exílio" expandiriam suas atividades para outras regiões, inclusive o interior do estado.

O que estamos vendo hoje é culpa da irresponsabilidade de Cabral e Pezão, mas também é fruto da omissão e conivência do ex-secretário José Mariano Beltrame, que quando viu a "pacificação" ruir abandonou o barco para tentar se eximir de culpa pela tragédia que hoje está instalada no Rio de Janeiro.

16/08/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (16/08/2017)

16/08/2017

09:25

Fala Garotinho (Quarta, 16/08/2017)

16/08/2017

07:38

Exclusivo! Pezão monta esquema com dinheiro do Detran para gastar com assessoria e publicidade

Pezão, Vinícius Farah (presidente do Detran) e Sérgio Cabral; abaixo reprodução do Diário Oficial
Pezão, Vinícius Farah (presidente do Detran) e Sérgio Cabral; abaixo reprodução do Diário Oficial

Depois do escândalo da licitação para alugar jatinho executivo para suas viagens, Pezão apronta mais uma vez, conforme mostra o Diário Oficial desta terça-feira.

Reparem que o DO traz portaria conjunta do Detran com a Subsecretaria de Comunicação Social, datada de 10 de agosto. A decisão repassa R$ 6 milhões do Detran para a Subsecretaria de Comunicação Social responsável pelos gastos com assessoria de imprensa e publicidade.

Mas o mais "interessante" é observar o artigo 3º, no final da portaria, que afirma que a decisão tem efeito retroativo a 1º de janeiro de 2017. Ou seja, agora no dia 10 de agosto, Pezão está pegando R$ 6 milhões de Detran para serem usados a partir de 1º de janeiro (quase 8 meses atrás).

Quem entende o mínimo de administração pública sabe que o dinheiro do Detran está sendo desviado para pagar agências de publicidade e a assessoria de imprensa que trabalham para o governo Pezão.


15/08/2017

18:05

Nova reportagem do SBT sobre a Operação Chequinho

O SBT Rio volta a trazer informações sobre o processo contra Garotinho.



15/08/2017

16:14

É preciso barrar o jatinho de Pezão

Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

Em boa hora o Ministério Público Estadual anunciou que vai investigar a licitação em que Pezão quer gastar R$ 2,5 milhões para alugar jatinho executivo, com "serviço de excelência", para suas viagens. Espero que o MP Estadual consiga barrar na Justiça esse absurdo.

Nas redes sociais está rolando campanha do grupo Meu Rio convocando as pessoas para enviarem emails para Pezão (pezao@gabgovernador.rj.gov.br). É óbvio que Pezão não está nem aí, mas vale a mobilização.

Reprodução do site Meu Rio
Reprodução do site Meu Rio


15/08/2017

15:03

Quem quer dinheiro?

Reprodução da Veja
Reprodução da Veja

Não é o programa do Sílvio Santos, mas parece. Já mostrei aqui que Temer, enfraquecido, para conseguir aprovar algum projeto importante, como é o caso da Reforma da Previdência, vai precisar abrir o cofre, liberar mais emendas e distribuir mais cargos. Mas muitos deputados são mesmo gulosos. Até para votar a reforma política, que é uma questão que interfere diretamente nas chances de reeleição no próximo ano, ou seja é do interesse pessoal de cada parlamentar, já tem gente querendo levar vantagens para votar de acordo com o mais interessa a Temer e ao PMDB. Não é nem mais "balcão de negócios", parece feira, "freguês compra aqui na minha mão".



15/08/2017

13:17

Rodrigo Bethlem, o elo entre o grupo de Eduardo Paes e os empresários de ônibus

Postagens do site de campanha de Rodrigo Bethlem (2014)
Postagens do site de campanha de Rodrigo Bethlem (2014)

As ligações entre Rodrigo Bethlem e os empresários de ônibus já são conhecidas desde 2014, quando sua ex-mulher Vanessa Felippe. filha do presidente da Câmara de Vereadores do Rio, Jorge Felippe, revelou gravações onde ele confessa a prática de corrupção e a abertura de conta na Suíça. Posteriormente o MP Estadual descobriu 5 contas de Bethlem na Suíça, inclusive com repasse de dinheiro para seu ex-sogro Jorge Felippe.

Mas na operação de hoje o MP Federal revelou que Bethlem fazia a interlocução entre Eduardo Paes e os empresários de ônibus.

Depois de tudo o que veio à tona chega a ser engraçado relembrar o slogan de campanha de Bethlem em 2014: "Fazendo a coisa certa". Vale lembrar que ele acabou desistindo da candidatura por causa do escândalo revelado naquele ano. Mas também é interessante relembrar o vídeo, gravado depois da denúncia feita pela ex-mulher de Bethlem, onde o governador Pezão enaltece o aliado.



15/08/2017

11:55

Conversa franca com Garotinho

Garotinho fala da Lava Jato que chegou a Rodrigo Bethlem, o elo entre Eduardo Paes e os empresários de ônibus, o processo da Operação Chequinho e o caos que o prefeito Rafael Diniz está promovendo em Campos.



15/08/2017

09:25

Fala Garotinho (Terça, 15/08/2017)

15/08/2017

07:42

Delírio parlamentarista une Temer e alguns tucanos

Diário do Poder
Diário do Poder

Não há a menor chance de prosperar a ideia defendida por Michel Temer e alguns tucanos de se implantar um modelo parlamentarista em 2018. Uma emenda constitucional nesse sentido não passa de jeito nenhum no Congresso. Além disso a proposta não conta com apoio popular, aliás, a maioria dos brasileiros nem sabe do que se trata. Pesquisa divulgada no final de semana mostra que 60% dos eleitores não sabem o que é parlamentarismo. Dos que sabem (40%) somente 39% aprovam, ou seja, resumindo são menos de 16% os brasileiros que defendem o parlamentarismo.

Falando francamente não acredito que Temer queira o parlamentarismo, a ideia não passou de balão de ensaio para sentir a repercussão, que foi quase nenhuma. Ninguém viu a proposta como sendo pra valer. E não custa relembrar que em 1993 foi realizado o plebiscito sobre a forma de governo e o parlamentarismo não teve 1/4 dos votos (24,71%). Convenhamos ainda que com o atual Congresso o parlamentarismo seria uma tragédia.

14/08/2017

20:19

Juiz Ralph Manhães ataca advogado dativo que ele mesmo nomeou e levanta suspeitas contra o Ministério Público

O advogado Amyr Hamdem Moussallem, nomeado pelo juiz da 100ª Zona Eleitoral, como defensor dativo, ou seja, meu advogado por indicação do juiz, apresentou hoje perante a autoridade judiciária duas petições.

A primeira solicitando complementação das diligências já que o próprio representante da Prefeitura de Campos que assinou o ofício encaminhando o resultado das diligências, afirma que o prazo dado pelo juiz, 24 horas, para prestar tantas informações é impossível de cumprir, e, portanto, não garantia que os números e informações ali contidos refletiam a verdade. Pois bem, o juiz não só rejeitou o pedido do defensor por ele constituído como o ameaçou: “A não apresentação das alegações pelo defensor dativo importará em sanções a serem adotadas por este juízo tão logo seja certificado o transcurso daquele prazo”.

Qual prazo? Ele fixou para as 13h, do dia 16, “prazo peremptório para apresentação das alegações finais pelo defensor dativo nomeado para tal jaez”.

A segunda decisão é ainda mais teratológica. O defensor dativo apresentou um pedido de exceção de suspeição contra o promotor Leandro Manhães, por este estar respondendo a um procedimento investigatório no Ministério Público Estadual, no Grupo de Atribuição Originária em Matéria Criminal, órgão do MP que investiga os promotores acusados de crime.

O juiz diz que não há motivo para suspeitar de seu colega promotor Leandro Manhães, e afirma estranhar “já na fase final deste processo o procedimento do Ministério Público coincidindo com a proximidade das alegações finais”.

Ou seja, ele praticamente afirmou que o MP Estadual resolveu instaurar somente agora procedimento investigatório das denúncias que eu e Rosinha fizemos contra o promotor em 2015, muito antes da Operação Chequinho, para reconhecer as ilegalidades cometidas pelo promotor ao longo de todo o processo.

Não menos equivocada é sua afirmação de que trata-se de “questão de natureza cível”, pois o promotor Leandro Manhães está respondendo na seara criminal, e não são poucas as provas do seu desvio de finalidade, de conduta e de caráter.

Novamente o juiz me acusa de má fé pelos procedimentos corretamente adotados pelo advogado que ele indicou. Sequer cumpriu o rito de exceção de suspeição, previsto no Código de Processo Penal em seu artigo 104, que determina que o promotor suspeito seja ouvido sob as acusações que lhe são imputadas. Neste caso o juiz Ralph Manhães autonomeou-se defensor dativo do promotor e dispensou a defesa do acusado, até por que em uma das situações da referida representação o próprio juiz é parte.

Enfim, finalmente as máscaras estão caindo e toda a verdade da Operação Chequinho vindo à tona, nem mesmo o advogado nomeado pelo juiz procedeu fora da lei, como ele desejava.

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 ProximoUltimo