Visitantes online: 1967
logo topo

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

15/02/2017

16:02

Vergonha! Ex-detento revela regalias de Cabral em Bangu 8

Matéria da Band News FM
Matéria da Band News FM

Não deixem de ouvir o áudio da Band News. O ex-detento que saiu há poucos dias de Bangu 8 narra as regalias de Cabral e seus comparsas. Todos recebem comida especial e Cabral tem várias mordomias. E ainda querem levá-lo para um presídio com mais conforto, que Pezão mandou reformar às pressas. É um tapa na cara dos servidores e da população do Rio de Janeiro. É vergonhoso!

Link para o áudio, abaixo:


15/02/2017

15:02

Apartamento onde Beltrame morava era de laranja, intermediário entre Cabral e Cavendish

Por que Beltrame não pode ser Secretário Nacional de Segurança

Beltrame; Cavendish preso pela Polícia Federal; o carro que Cavendish deu a Cabral, mas ficou no nome de Paulo Magalhães Pinto (ao lado); Cabral e Adriana Ancelmo com o anel de R$ 800 mil
Beltrame; Cavendish preso pela Polícia Federal; o carro que Cavendish deu a Cabral, mas ficou no nome de Paulo Magalhães Pinto (ao lado); Cabral e Adriana Ancelmo com o anel de R$ 800 mil



Como podem ver na matéria abaixo, de 21 de outubro de 2016, Beltrame, conforme denúncia exclusiva do nosso blog, morou por anos no apartamento de um dos principais laranjas de Sérgio Cabral, o empresário Paulo Fernando Magalhães Pinto. E recordem quando questionei Beltrame na Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados.

O Rio de Janeiro é um Estado com valores pelo avesso. Quem contribuiu muito para isso foi o inconsequente Sergio Cabral que disseminou a sua personalidade desviada entre seus comandados. Ser desprovido de julgamento e discernimento, se passando por bobo, valia a pena na Realeza Cabralesca, tanto para a majestade quanto para seus súditos.

Beltrame abandonar o navio naufragando não surpreendeu ninguém. Mas sair atirando no governo a quem serviu por quase 10 anos e mesmo assim emplacar a indicação de Roberto Sá como seu sucessor me levou a refletir que alguma coisa não se encaixava nessa história.

Pois bem. A reportagem de O Globo falando da denúncia do dono da Delta sobre o anel de R$ 800 mil que o ex-governador “presenteou” a sua esposa em Paris também pode ajudar a desvendar esse mistério.

Engraçado ver o crédito da foto, “Reprodução/Blog do Garotinho”. É quase um mea culpa de O Globo admitindo: “Garotinho sempre esteve certo”. Mas isso é querer demais das Organizações Globo. Bom, vamos ao que interessa.

No corpo da matéria, Fernando Cavendish menciona um carro, colocado em nome de um “amigo de confiança de Cabral, para evitar a associação direta do mimo com o empreiteiro".


Reprodução do Globo
Reprodução do Globo


Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves era amigo e assessor pessoal de Cabral, inclusive o representando em reuniões políticas.


Paulo Magalhães Pinto
Paulo Magalhães Pinto


Paulo é sobrinho de Luiz Otávio Possas Gonçalves, ex-dono da cerveja Kaiser, e filho da socialite Maria Virgínia Magalhães Pinto, que vem a ser filha do falecido banqueiro Magalhães Pinto, que foi dono do extinto Banco Naciona. É em nome dele que Cavendish colocou a pick-up Ford Ranger, para ocultar o real proprietário.

O Blog conseguiu a prova de que Cavendish está falando a verdade. No dia seguinte à queda de um helicóptero no Sul da Bahia (2011), acidente trágico que expôs a relação íntima entre Cavendish e Cabral, Adriana Ancelmo estava nas mansões do Portobello usando exatamente a Ford Ranger 2007, placa KXG 0628, citada na reportagem. Eu denunciei em primeira mão a verdadeira história das mansões de Cabral naquela oportunidade. Clique aqui e leia a matéria na íntegra




Agora os leitores devem estar se perguntando: Mas Garotinho, o que Paulo Fernando Magalhães Pinto tem a ver com saída de Beltrame da Secretaria de Segurança? Simples.

Denunciei aqui no blog, que o então secretário de Segurança morava de favor num apartamento em Ipanema. E de quem é esse apartamento? Justamente de quem vocês devem estar imaginando: Paulo Fernando Magalhães Pinto Gonçalves.


Edifício onde Beltrame morou em Ipanema
Edifício onde Beltrame morou em Ipanema


O apartamento 502 da Rua Redentor nº 230, em Ipanema, onde Beltrame morou, com 3 vagas de garagem, como podem conferir na escritura pertence a Paulo Fernando Magalhães Pinto..




O ex-secretário de Segurança nunca conseguiu explicar como pagava na época um aluguel em torno de R$ 15 mil, condomínio de R$ 5 mil, e ainda tendo que bancar o IPTU na faixa de R$ 7 mil. Será que pagava? Sei não.

Beltrame não mora mais no apartamento de Paulo Fernando. Hoje vive no luxuoso condomínio Cidade Jardim, na Barra da Tijuca.

Fica, então a pergunta: Beltrame saiu pela porta dos fundos do governo porque já sabia de antemão que na delação premiada de Fernando Cavendish ia trazer à baila o dono do apartamento onde morava?


É mais fácil pegar um Beltrame que um mentiroso

Conforme vocês podem ver quando Beltrame foi sabatinado na Câmara dos Deputados fiz a ele a pergunta sobre quem pagava o seu aluguel. Ele disse: "Sou eu", e fugiu de mais explicações, a principal como conseguia com seu salário pagar um aluguel de R$ 15 mil e mais um condomínio de R$ 5 mil. Abaixo tem as minhas perguntas a Beltrame. Em 3m40s eu pergunto do aluguel.




Beltrame foge das respostas




E reproduzo ainda meu discurso na tribuna da Câmara, onde desmascarei Beltrame e suas farsas.




15/02/2017

12:51

O escândalo das viaturas alugadas

Por que Beltrame não pode ser Secretário Nacional de Segurança

Cabral e Beltrame se abraçam sob o olhar sorridente de Regis Fichtner
Cabral e Beltrame se abraçam sob o olhar sorridente de Regis Fichtner

É inacreditável que esteja sendo montada uma operação para salvar Sérgio Cabral, via nomeação de seu ex-secretário de Segurança, José Mariano Beltrame para a Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Quem lidera o movimento, desde a semana passada, são setores da mídia, os mesmos que esconderam a corrupção do governo Cabral.

Beltrame não tem condições morais por sua passagem no Rio de Janeiro e por sua conduta pessoal de assumir qualquer função, muito menos ser uma boia para salvar Cabral e o grupo do ex-governador, a quem serviu durante 10 anos, e saiu poucos dias antes da prisão do chefe da quadrilha.

Na série de reportagens que publicaremos “Por que Beltrame não pode ser secretário”, vocês verão que ele se tornou delegado da Polícia Federal sem passar no concurso, que morou no apartamento de um dos principais laranjas de Cabral, e que seus filhos usavam a lanche de mais de R$ 5 milhões para passear nos finais de semana, saberão também que no seu período à frente da secretaria protegeu policiais envolvidos na Operação Guilhotina, que é acusado de ter ligações com a milícia Liga da Justiça, que foi o maior responsável pela farsa chamada UPP, que era amigo íntimo de outro laranja de Cabral preso recentemente, Aryzinho, aliás, acusado de ser mandante de um assassinato que até hoje permanece sem esclarecimento.

Será uma vergonha para o país Beltrame virar Secretário Nacional de Segurança com a principal missão de ajudar Cabral e sua quadrilha a saírem da cadeia.

Abaixo relembrem postagem do nosso blog, de 2012, sobre a negociata de José Mariano Beltrame com a Júlio Simões, que mudou o nome para CS Brasil, no aluguel das viaturas da PM, que gerou uma ação de improbidade contra o ex-secretário de Segurança Pública. A ação do MP Estadual está num link logo abaixo da matéria.

Reprodução do Blog do Garotinho (12/05/2012)
Reprodução do Blog do Garotinho (12/05/2012)


Claro que os valores desse contrato hoje são muito maiores, o cálculo acima refere-se até 2011. Beltrame continua como réu, por improbidade administrativa, nesse processo.

Em tempo: O esquema de Beltrame com um dos principais laranjas de Cabral, Paulo Magalhães Pinto.

15/02/2017

11:05

Encontro Marcado com Garotinho (Quarta - 15/02)

15/02/2017

08:43

A lavanderia Cabral

Reproduções do jornal Meia Hora e do Facebook
Reproduções do jornal Meia Hora e do Facebook

Ontem encontrei uma senhora no elevador que com cara de espanto me disse: "Garotinho, eu sempre ouvi você falar que Cabral roubava, mas sinceramente nunca imaginei que fosse tanto. Esse rapaz abusou". Bem, Cabral, agora em Bangu 8 num rasgo de cinismo parece que chegou à mesma conclusão dessa senhora quando declarou para seus comparsas com quem divide a cela: "Acho que exagerei". Na verdade, Cabral que dizia que sua mulher, Adriana Ancelmo, também presa em Bangu, era a "melhor advogada do Brasil", montou com ela a maior lavanderia de dinheiro sujo do Brasil. Aliás, agora, ele e ela, estão precisando dos melhores advogados do Brasil, mas não é para serem absolvidos porque sabem que isso é impossível de acontecer, mas para conseguirem uma pena menor. Só existe um caminho que é a delação premiada para reduzir a pena recorde que Cabral receberá da Justiça. Além dos 184 crimes de lavagem de dinheiro denunciados ontem pelo MPF existem mais dois no processo de Operação Calicute e mais um na Lava Jato, em Curitiba. Adriana Ancelmo responde por sete crimes de lavagem. Cabral bateu todos os recordes de roubalheira e por isso também receberá uma pena recorde. Agora virou chacota, até camisas de presidiário com o nome dele já estão venda pelos camelôs para carnaval. Bem, para o carnaval é cedo, mas depois podem preparar uma camisa com o nome de Pezão.



14/02/2017

19:36

O que valeu para Lula não valeu para Moreira Franco

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

Bem, decisão do STF é para ser cumprida, mas nesse caso não foi muito bem compreendida. Não há diferença nos casos das nomeações de Lula e de Moreira Franco. Todo mundo sabe que em ambos os casos os objetivos de Dilma e Temer foi garantirem foro privilegiado aos ministros. Todavia o ministro Celso de Mello entendeu que Moreira Franco pode permanecer como ministro e com foro privilegiado, critério diferente do utilizado no caso de Lula pelo ministro Gilmar Mendes. O caso ainda irá a plenário, mas não acredito que a decisão de Celso de Mello seja alterada.

14/02/2017

18:10

Agora contem uma novidade

Reprodução do blog de Lauro Jardim, do Globo
Reprodução do blog de Lauro Jardim, do Globo

Ora, nunca tive dúvida de que a hora de Regis Fichtner e Sérgio Côrtes iria chegar e venho fazendo esse alerta já há várias semanas. Aliás, já mostrei aqui os esquemas dessa dupla, assim como de tantos outros. É uma injustiça tremenda Cabral estar numa cela de Bangu 8, junto com alguns comparsas de porte médio, enquanto Fichtner e Côrtes, muito mais importantes na gangue, continuarem soltos e curtindo os milhões que desviaram. Eles vão estar sob os holofotes da Calicute assim como o Rei Arthur, Jorge Picciani, Eduardo Paes, Paulo Melo e muitos outros. A contagem regressiva já começou.

14/02/2017

16:59

MP Estadual tira da gaveta processo contra o Rei Arthur, do grupo Facility

Reprodução do RJ TV
Reprodução do RJ TV

Depois de quatro anos numa gaveta, o Ministério Público Estadual decidiu ontem dar andamento ao processo contra o dono do grupo Facility, que mudou de nome para Prol, Arthur Cesar de Menezes Soares Filho, o Rei Arthur, relativo a fraudes nas licitações do DETRAN entre 2003 e 2009, que renderam a suas empresas R$ 700 milhões (só no DETRAN). Desde 2013 o processo estava parado no MP Estadual, mas agora parece que vai adiante, afinal o MPF e a PF já estão investigando o Rei Arthur e a instituição estadual não quer ficar desmoralizada. Esse Rei Arthur é um que não demora vai fazer companhia a Cabral. Aliás, muito antes do MP Estadual investigar e engavetar esse caso envolvendo o DETRAN, aqui no blog já havíamos denunciado todo esse esquema.

14/02/2017

16:02

Servidores voltam a protestar na ALERJ, enquanto deputados escondem posição sobre venda da CEADE

Essa imagem acima é o balanço do MUSPE sobre a posição dos deputados estaduais com relação à venda da CEDAE. Até agora 24 dos 70 parlamentares já garantiram que vão ficar ao lado dos trabalhadores e votar contra a privatização da estatal. Doze assumem que vão votar com Pezão, enquanto 34 deputados são considerados em cima do muro. Aliás, hoje está acontecendo novo protesto dos servidores na frente da ALERJ. A votação sobre a venda da CEDAE foi adiada para a próxima semana, mas ainda não tem data certa.

Manifestação de hoje
Manifestação de hoje


É bom que os deputados estaduais lembrem que ano que vem teremos nova eleição. Quem votar contra os servidores e pela venda da CEDAE ficará marcado e a lista com nomes e fotos circulará maciçamente nas redes sociais.

14/02/2017

14:56

Sérgio Cabral vai receber pena recorde pela roubalheira

Reprodução do G1
Reprodução do G1

Sérgio Cabral disse aos comparsas com quem divide cela em Bangu 8: "Acho que exagerei". Bem agora acaba de ser denunciado por mais 184 crimes de lavagem de dinheiro. Aliás, ele, Adriana Ancelmo e uma parte da quadrilha. Vejam a lista dos denunciados hoje pelo MPF do Rio.

Carlos Miranda, o Avestruz: 147 crimes
Luiz Carlos Bezerra: 97 crimes
Sérgio Castro de Oliveira, o Serjão: 6 crimes
Ary Ferreira da Costa Filho, o Aryzinho: 2 crimes
Adriana Ancelmo: 7 crimes
Thiago de Aragão Gonçalves, ex-sócio de Adriana Ancelmo: 7 crimes
Francisco de Assis Neto, o Kiko: 29 crimes
Álvaro José Galliez Novis: 32 crimes
Marcelo Hasson Chebar
Renato Hasson Chebar

Vale destacar que a pena para o crime de lavagem de dinheiro é de 3 a 10 anos de reclusão. Na prática só nessa nova denúncia do MPF, se Cabral for condenado a pena mínima nos 184 crimes de lavagem de dinheiro, receberá pena de 552 anos de prisão. Isso só no processo da Operação Eficiência, fora os crimes de corrupção, organização criminosa, além dos processos da Calicute e o da Lava Jato, que corre em Curitiba. No barato vai receber penas que somadas vão passar de 600 anos. E ainda tem muito mais coisas para virem à tona.

Só para efeito de comparação, embora os crimes sejam de outra natureza, os considerados dois maiores criminosos do país, Beira-Mar e Marcola, somadas todas as penas não vão chegar perto de Cabral. Fernandinho Beira-Mar (CV) foi condenado até esta data a 350 anos de prisão e Marcola (PCC) a 234 anos.


Em tempo: Se ontem Cabral abusou dos tranquilizantes, imaginem ao receber esta notícia.

14/02/2017

13:39

A aposta furada de Michel Temer

Reprodução do Zero Hora
Reprodução do Zero Hora

O presidente Michel Temer anunciou ontem que vai agir no caso de ministros envolvidos na Lava Jato. Se for apenas citado nas delações nada acontecerá. No caso de ser denunciado pelo MPF será afastado, mas mantendo o salário. Só se virar réu no STF é que será demitido. Temer quis passar para opinião pública a imagem de presidente zeloso pela moralidade, mas é tudo da boca para fora. Temer joga com o tempo. Em março a Lava Jato completa 3 anos. Sabem quantos políticos com foro privilegiado já viraram réus na Lava Jato no Supremo Tribunal Federal? Só a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e os deputados Nelson Meurer (PP-PR) e Aníbal Gomes (PMDB-CE), além de Eduardo Cunha, que perdeu o foro privilegiado quando foi cassado e passou para Justiça Federal do Paraná. Apenas outras 11 pessoas já foram denunciadas. Temer sabe que as delações da Odebrecht atingem cinco ministros: Moreira Franco, Eliseu Padilha, José Serra, Gilberto Kassab e Leonardo Picciani. Porém conta que vai demorar muito tempo até a Procuradoria Geral da República formalizar denúncias. A média de tempo entre a abertura de inquérito e a denúncia de envolvidos na Lava Jato com foro especial é de 14 meses. Com isso, no cálculo de Temer só em 2018 os seus ministros poderão vir a ser denunciados.

O presidente da República só esquece de um detalhe fundamental. Se surgirem bombas contra os ministros que acabem na primeira página dos jornais e nas manchetes dos noticiários não há nada que os segure, a pressão da mídia e da opinião pública selarão o destino deles, e terão que deixar os cargos, podem esquecer os critérios anunciados por Temer. Basta lembrar o caso de Romero Jucá. Teve que pedir o boné do ministério do Planejamento mesmo sem ser denunciado nem ter virado réu. Gravações bombásticas e uma delação fizeram o serviço.

14/02/2017

12:27

MPF não quer transferência de Cabral para presídio de luxo

Reprodução do JB Digital
Reprodução do JB Digital

Hoje Cabral passou mal em Bangu 8. As primeiras informações indicam que ele teria tomado uma dose excessiva de um tranquilizante. Vamos aguardar mais informações. Mas enquanto isso segue de vento em popa a obra, determinada por Pezão, de reforma do antigo BEP (Batalhão Especial Prisional) para onde pretendem levar Cabral e os demais integrantes da quadrilha presos. Aliás, a ala tem 70 vagas. Já estão se preparando para novas prisões que vêm por aí. Mas o plano de Pezão de dar mais conforto a Cabral pode não vingar. O MPF vai pedir que Cabral permaneça em Bangu 8. A decisão será do juiz Marcelo Bretas. Mas se Bretas negar, a defesa do ex-governador vai recorrer a instâncias superiores. Está tudo planejado para tirar Cabral de Bangu 8, afinal todo mundo sabe que não vai se livrar da prisão por muito tempo.


14/02/2017

10:50

Encontro Marcado com Garotinho (Terça - 14/02)

14/02/2017

08:33

Papo do Blog

As manobras de Pezão para continuar à frente do desgoverno do Rio



13/02/2017

19:40

Os homens de ouro da quadrilha de Cabral – 9

Jorge Picciani com os filhos
Jorge Picciani com os filhos

13/02/2017

18:35

Cabral ou Pezão: quem é mais cínico?

Na cela em que se encontra em Bangu 8, Sérgio Cabral vira-se para seus comparsas e diz: "Acho que eu exagerei", referindo-se à roubalheira que comandou no Estado.

Cercado de jornalistas que o questionam sobre a situação de Cabral, o ainda governador Pezão solta a seguinte pérola: "Esse lado dele (Cabral) eu não conhecia".

É muito cinismo junto. Qual dos dois é mais cínico? Deixo para vocês a conclusão.

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 ProximoUltimo