Visitantes online: 4
logo topo

domingo, 22 de setembro de 2019

01/03/2018

18:56

União do trabalhismo: Brizola Neto e Garotinho

Imagens da reunião do grupo político de Garotinho: abaixo nota da coluna Extra, Extra!
Imagens da reunião do grupo político de Garotinho: abaixo nota da coluna Extra, Extra!
Para quem não assistiu os lives da reunião do nosso grupo político no Clube Municipal estão aí fotos e um vídeo (abaixo) com os momentos mais importantes, o meu discurso e o do ex-deputado Brizola Neto, que se juntou a nós para minha alegria e de todos.

O neto de Leonel Brizola defendeu a união de todos os trabalhistas a partir do Rio de Janeiro, e em torno do meu nome na disputa para o Governo do Estado. Foi um momento de muita emoção para mim, de muitas lembranças de Brizola, e ao cantarmos aquele hino de campanha "Lá lá lá lá lá Brizola" vi muitos companheiros chorarem.

Todos sabem o que Brizola representou para mim, Rosinha, Clarissa e tantos companheiros nacionalistas, trabalhistas e defensores das causas populares.



01/03/2018

18:05

Pezão está nas mãos do Tribunal de Justiça do Rio

Reprodução do G1
Reprodução do G1
Não tenham dúvida que se o Órgão Especial do Tribunal de Justiça determinar que o pedido de impeachment de Pezão seja votado pelo plenário o mandato do governador sobe no telhado.

Pezão não tem mais a blindagem garantida da Alerj. Esta semana mesmo 18 vetos de Pezão foram derrubados em plenário. Ele agoniza, além de que estamos a poucos meses da eleição e muitos deputados da sua base estão desesperados temendo não conseguir a reeleição. Por isso Pezão não deve contar com o voto de muitos aliados próximos, que vão abandona-lo na beira da pista, igual a laranja bichada.

Caso o TJ acolha a ação da oposição a única alternativa para escapar da degola será conseguir uma liminar no STJ ou no STF.

01/03/2018

14:34

PCC no Rio: Foi preciso intervenção para autoridades de segurança admitirem o que alertamos há mais de um ano

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo
Não tenho bola de cristal, mas fui governador e secretário de Segurança, por isso converso com delegados e coronéis da PM, que trabalharam comigo, alguns do Setor de Inteligência.

Como poderão conferir nas reproduções abaixo, em janeiro do ano passado alertei que o PCC tinha tomado uma parte da Rocinha. Depois temporariamente recuou na guerra que foi travada na comunidade, mas agora controla a Rocinha de ponta a ponta. Em maio do ano passado mostrei que o PCC vinha avançando em várias comunidades do Rio de Janeiro.

Ninguém me deu ouvidos. O secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, o Rolando Lero fingiu que não era com ele. Alguns diziam Garotinho está exagerando.

Mais recentemente, em setembro, no meu programa da Rádio Tupi, assim como no Encontro Marcado com Garotinho, pelo Facebook, denunciei que o PCC já dominava o tráfico em Paraty, Resende e Japeri e que disputava outros municípios na beira da Via Dutra e da Rio - Santos, estratégicos no transporte de drogas e armas.

Só hoje, após a intervenção, com um ano de atraso, as autoridades de segurança do Rio admitem que o PCC se instalou no Rio e controla a Rocinha.

Se lá atrás, quando denunciei o avanço do PCC alguma coisa tivesse sido feita a facção paulista não teria fincado a bandeira no Estado do Rio. Mais uma vez eu estava certo.

Reproduções do Blog do Garotinho
Reproduções do Blog do Garotinho


01/03/2018

13:03

Juízes de Campos vão ter que se explicar ao Conselho Nacional de Justiça

01/03/2018

10:55

A chapa do PT no Rio não vai vingar

Lindbergh Farias, Lula e Celso Amorim
Lindbergh Farias, Lula e Celso Amorim
Nas últimas quatro eleições presidenciais, Lula e Dilma venceram no Rio de Janeiro. A única exceção foi o 1º turno de 2002, quando eu fui candidato a presidente pelo PSB, obtendo mais de 15 milhões de votos, e venci no Rio de Janeiro, com Lula alcançando a vitória no 2º turno, claro, com o meu apoio no estado.

Agora mesmo as pesquisas apontam Lula liderando no Estado do Rio de Janeiro. Porém o PT não tem chances para o Governo do Estado. Não foi adiante com Lindbergh Farias em 2014, que ficou em 3º lugar, muito menos terá com o ex-chanceler Celso Amorim, que pouca gente conhece.

E Lindbergh não acredito que arriscará a reeleição ao Senado, conforme o PT vem anunciando, porque suas chances, mesmo com duas vagas na disputa, são remotíssimas. Aposto que tentará uma vaga para a Câmara dos Deputados, que alcançará sem sustos.

28/02/2018

16:03

Garotinho ao vivo no Clube Municipal

28/02/2018

14:19

A suprema mentira

Reprodução do Globo, do blog de Ancelmo Gois
Reprodução do Globo, do blog de Ancelmo Gois
Pezão diz que não tem como se sustentar quando acabar seu mandato. Não sei o que é pior: a mentira ou o não questionamento da mesma? E o dinheiro que os delatores já contaram ao MPF e à Polícia Federal que pegaram para Pezão? É i-na-cre-di-ta-vel!

Em tempo: Essa lorota braba vai cair por terra bem antes de Pezão terminar o mandato. Quero ver a cara dos jornalistas que o tratam como coitadinho, como inocente.

28/02/2018

10:22

O MDB é insaciável

Henrique Meirelles e Romero Jucá
Henrique Meirelles e Romero Jucá
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles vai deixar o cargo no dia 7 de abril. Pode ser candidato a presidente, a governador ou até mesmo a senador. Mas quer deixar na sua cadeira o secretário-executivo do ministério, Eduardo Guardia.

Pois não é que o presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR) já entrou em campo para tomar de assalto o Ministério da Fazenda. Quer indicar o atual ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira para a Fazenda.

Nem questiono o currículo do ministro Dyogo Oliveira, servidor de carreira, que ocupou cargos importantes na Fazenda. Mas se Romero Jucá está fazendo de tudo para emplacá-lo com certeza não é pensando no Brasil, nem no melhor para os brasileiros. É isso que depõe contra Dyogo Oliveira.

27/02/2018

18:26

Continuamos na expectativa das medidas da intervenção

Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247
A primeira coletiva do interventor, general Braga Netto serviu apenas para formalizar o comando integrado agora pelo novo secretário de Segurança, general Richard Nunes e o chefe do Gabinete de Intervenção Federal, general Mauro Sinott.

Prefiro acreditar que a manutenção do comando da Polícia Civil e Polícia Militar seja temporário, e por curto período, enquanto terminam de fazer o planejamento. Com o coronel Wolney Dias e o delegado Carlos Leba, ambos sem autoridade perante seus subordinados não vamos a lugar nenhum.

Pelo menos não foram anunciadas medidas pirotécnicas ou mirabolantes. Mas, claro que para a população foi muito pouco diante das expectativas.

É claro que como fluminense torço para a intervenção na segurança pública acertar, ninguém suporta mais viver com o medo que tomou conta de todas as famílias. Mas o general Braga Netto admite que o que será feito no Rio de Janeiro - até por ser uma iniciativa pioneira, não imaginaríamos situação diferente - será um "laboratório". Ninguém sabe se vai dar certo.

Só faço um alerta. Se não atacarem os poderosos que protegem e/ou se aliam a criminosos, e que usam comunidades como "curral eleitoral" não iremos a lugar nenhum.

27/02/2018

17:10

A "amnésia" de Orlando Diniz

Vizinho de prédio no Leblon, e de condomínio em Mangaratiba, além de ter empregado vários parentes dos integrantes mais próximos da quadrilha de Sérgio Cabral, e participante de pelo menos uma das farras da Gangue dos Guardanapos em Paris, Orlando Diniz teve a cara de pau de dizer no depoimento que nunca foi amigo do ex-governador, preso em Curitiba. E também não lembra que pagou R$ 68 milhões ao escritório de advocacia do compadre de Lula.

Quando perceber que passará um longo período atrás da grades, a memória de Orlando Diniz vai voltar rapidinho.

27/02/2018

15:35

Raul Jungmann é carta na manga de Michel Temer

Posse do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann
Posse do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann
Do presidente Michel Temer para o ministro Raul Jungmann, empossado no início da tarde na Segurança Pública:

“O Raul diz que hoje sai da vida política. Eu penso, viu Raul, que você se introduziu cada vez mais na política. Você apanhou hoje uma das mais nobres tarefas da política. Você está administrando um setor importantíssimo do país. Você não abandona a vida política, não, você continua mais intenso nela.”

Não tenham dúvida de que se a intervenção na segurança pública do Rio apresentar resultados palpáveis até agosto, reconhecidos pela população, o ministro Raul Jungmann vai se transformar num garoto-propaganda do governo Temer e seu candidato, seja o próprio presidente, Henrique Meirelles, Geraldo Alckmin, Rodrigo Maia, ou outro.

27/02/2018

14:01

Em breve Pezão vai parar de rir da cara do povo

O ministro do STJ, Félix Fischer requisitou à Lava Jato do Rio documentação sobre as investigações que envolvem Pezão nas falcatruas das áreas de saúde e de transportes. Já há fortes indícios que os esquemas montados por Sérgio Cabral nas secretarias de Saúde e na de Transportes continuaram na gestão de Pezão. Alguém tem dúvida disso? Pezão pode ir se preparando...

27/02/2018

11:26

Está chegando a hora de definir o novo caminho político

É muito importante a participação de todos vocês do nosso grupo político. Além dos pré-candidatos à Câmara dos Deputados e à Assembleia Legislativa, a militância também deve comparecer. Precisamos definir para que partido vamos e as nossas bandeiras rumo ao Governo do Estado para nos livrarmos da quadrilha do PMDB, que, junto com seus aliados, destruiu o Rio de Janeiro.

26/02/2018

18:28

Caçada do PR a um "puxador de votos" no Rio de Janeiro não dá em nada

Jair Bolsonaro e Eduardo Paes
Jair Bolsonaro e Eduardo Paes
O PR bem que tentou levar Jair Bolsonaro, que optou pelo PSL. Agora oferece mundos e fundos a Eduardo Paes, como mostra a nota do Informe do Dia, do jornalista Paulo Cappelli, que está com um pé no PP, mas acaba de receber convite de Geraldo Alckmin para voltar para o PSDB, partido pelo qual se elegeu deputado federal, antes de migrar para o PMDB de Sérgio Cabral.

Com a saída do meu grupo político, o PR-RJ está sendo negociado na "bacia das almas", mas não tem nomes viáveis nem para o governo estadual, nem para o Senado, muito menos um "puxador de legenda" para deputado federal ou estadual. Vocês vão ver o resultado pífio do PR no Rio de Janeiro. Isso para não falar de São Paulo onde não terá Tiririca.

26/02/2018

17:03

Vem aí mais um processo contra Sérgio Cabral

Bem, Sérgio Cabral está condenado a 87 anos de prisão em 4 processos derivados da Lava Jato. É réu em outros 17 processos. E agora foi denunciado pela roubalheira na saúde, junto com o Re Arthur, na Justiça do Rio. O caso está na 2ª Vara de Fazenda Pública, caso a denúncia seja aceita será o 22º processo (incluindo os quatro em que já foi condenado). É por isso que muita gente que encontra comigo na rua diz: "É, Garotinho, bem que você falava. Eu achava que você exagerava, mas você é que estava certo". Não foi por falta de aviso, nem de denúncias com provas aqui no blog.

26/02/2018

15:31

A depressão de Leonardo Picciani

Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder
É claro que a prisão do pai, Jorge Picciani e do irmão, Felipe, abalaram o ministro do Esporte, Leonardo Picciani. Mas o motivo principal da depressão ninguém falou. Leonardo Picciani é sócio da Agrobilara, a empresa de agropecuária da família envolvida na lavagem de dinheiro, além de estar citado em delações premiadas. Ele sabe que, mais dia, menos dia, o seu destino será o mesmo do pai e do irmão.

Aliás, Leonardo Picciani. pode-se dizer que não é mais ministro, apenas está ministro. Já deixou de tocar o ministério, se estivesse na iniciativa privada já teria sido demitido, mas como é do partido do presidente, MDB, faz parte da corriola, ninguém mexe com ele, mesmo com produtividade quase a zero.