Visitantes online: 5
logo topo

sábado, 4 de dezembro de 2021

15/03/2021

20:18

A FARSA DA OPERAÇÃO CHEQUINHO - PARTE 6

A delegada chefe afirma que a máquina estatal foi usada para atender o juiz que passou a dar todas as decisões de interesse dos delegados.
Uma brutal ilegalidade.

13/03/2021

05:49

RESGATANDO A VERDADE DA OPERAÇÃO CHEQUINHO.

Nesses últimos dias, publicamos vídeos gravados em novembro de 2016 pela delegada chefe do delegacia da Polícia Federal em Campos.
Ela vai revelando aos poucos, todas as irregularidades do inquérito,que foram praticadas pelos delegados que conduziram a investigação, o promotor Leandro Manhães e o juizes Glaucenir Oliveira e Ralph Manhães.
Na próxima semana vamos mostrar a trama das autoridades envolvidas para evitar que a corregedoria da PF no Rio de Janeiro, descobrisse os crimes cometidos por eles.

Segue o primeiro vídeo da série e os links para os demais já publicados.
Segunda tem vídeo novo.
#JUSTIÇA JÁ!!!

Parte 1


Clique e assista:PARTE 2
Clique e assista:PARTE 3
Clique e assista:PARTE 4
Clique e assista:PARTE 5

11/03/2021

19:14

A FARSA DA OPERAÇÃO CHEQUINHO - PARTE 5

No vídeo de hoje, a delegada chefe da PF confessa que viu uma idosa ser presa para confessar crimes que não cometeu e que computadores foram apreendidos sem cuidados técnicos, ou seja, as informações podiam ser adulteradas.

Assista e compartilhe.

11/03/2021

07:00

A FARSA DA OPERAÇÃO CHEQUINHO

Assista e compartilhe

10/03/2021

11:26

A FARSA DA OPERAÇÃO CHEQUINHO - PARTE 4

A delegada afirma:"Eles faziam tudo às pressas, era preciso terminar a operação antes da eleição."
A farsa da chequinho vai aparecendo.

Veja o novo vídeo. Compartilhe.

10/03/2021

11:24

A FARSA DA OPERAÇÃO CHEQUINHO - PARTE 3

A delegada conta mais detalhes de como tudo foi feito fora da lei.

Assista o vídeo. Compartilhe.

10/03/2021

11:19

A FARSA DA OPERAÇÃO CHEQUINHO - PARTE 2

TUDO COMBINADO: JUÍZES, DELEGADOS E PROMOTOR

Dando continuidade à publicação dos trechos do vídeo gravado pela delegada chefe da Polícia Federal em Campos em 2016.

Com receio da trama que envolvia os delegados Marco Aurélio e Paulo Cassiano, o Promotor Leandro Manhães e os Juízes Glaucenir Oliveira e Ralfh Manhães, ela resolveu gravar tudo para se proteger dos crimes que eles cometeram contra nós e outras pessoas inocentes. O vídeo tem 2h de duração, por isso resolvemos ir por etapas. Veja como ela denuncia o crime cometido pelas autoridades.

Assista o vídeo. Compartilhe.

Publicado por Anthony Garotinho em Domingo, 7 de março de 2021

10/03/2021

11:09

A FARSA DA OPERAÇÃO CHEQUINHO - PARTE 1

Conforme falei no Programa da Rádio Costa Verde, que iria publicar o vídeo da Delegada da Polícia Federal responsável em 2016 pela delegacia de Campos. Um depoimento onde ela fala abertamente da "organização criminosa" formada em Campos dos Goytacazes contra nós, criando o processo da "Chequinho". Ela afirma que pessoas sabidamente inocentes foram presas para dar depoimentos contrários ao nosso grupo político. Afirma também que o promotor, o delegado e o juiz agiam em conjunto de tal maneira que chegou ao ponto do delegado preparar peças para o juiz assinar, mandando levar numa academia de ginástica onde ele estava. Um verdadeiro absurdo.

Como a "Justiça " ignorar tudo isso? Prefere a condenação pela cara de quem julga?
Nos ajude a mostrar a verdade. Compartilhe.

13/01/2021

12:33

Parabéns, Wladimir!

Que Deus prolongue seus dias, conceda paz, sabedoria e uma família abençoada.

Parabens Wlad! Saúde e força, inspiração que venha do povo e uma renovada esperança na vida.

FELICIDADES!

11/01/2021

15:31

Cabral condenado mais uma vez

REPRODUÇÃO: TRIBUNA NF
REPRODUÇÃO: TRIBUNA NF

10/01/2021

20:28

O FEITIÇO E O FEITICEIRO

Rosinha deixou o governo com o 13° pago e salário de dezembro quitado dentro do mês.
Rafael preferiu pagar alguns fornecedores e empreiteiros e deixou os servidores ardendo na chama de seu feitiço.
Vai morar em Rio Preto numa fazenda de mais de 300 alqueires, casa luxuosa para receber os poucos amigos, muito boi e pouco povo.
A maldição dos pobres cai sobre gente assim, só é bem recebido em velório.

08/01/2021

12:25

Coluna Magnavita: Garotinho, o fenômeno

O ex-governador Garotinho é um dos maiores fenômenos da política brasileira. Deixou o Governo e elegeu a mulher, Rosinha, governadora. Em 2018, elegeu os filhos Clarissa e Wladimir deputados federais. Em 2020, elegeu o filho, que vai se sentar na cadeira que já foi ocupada por ele e por Rosinha, na Prefeitura de Campos.

Já foi eleito deputado federal com 700 mil votos, 250 mil a mais do que Bolsonaro no Rio e, em 2022, deve retornar à Câmara Federal, enquanto Clarissa concorrerá a deputada estadual.

Não há ente político tão consistente na história do Rio. Engana-se quem tenta acusá-lo de falcatruas. Para ele, a maior fortuna é o voto. Consegue fazer política até no leito conjugal.

Na sua sapiência política, na entrevista que gravou com Ricardo Bruno na CNT, e que vai ao ar em 17 de janeiro, ele chamou Witzel de “Chapeuzinho Vermelho”. E fez um apelo: “Renuncia, Witzel!”.

O cenário de 2022 depende ainda de sentir o desejo do deputado estadual Bruno Dauaire, seu aliado em Campos. Aliás, as velhas raposas apostam que o parlamentar deveria torcer por uma candidatura de Garotinho, que turbinaria a eleição dos dois.

REPRODUÇÃO: CORREIO DA MANHÃ

31/12/2020

08:01

Governo Rafael Diniz faz demissão em massa de contratados por RPA

23/12/2020

21:00

Ministro Humberto Martins determina transferência imediata do prefeito Marcelo Crivella para prisão domiciliar

O ministro Humberto Martins, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou à Coordenadoria de Processamento de Feitos de Direito Penal do tribunal, na tarde desta quarta-feira (23), a expedição de alvará de soltura em favor do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, para que ele seja colocado imediatamente em prisão domiciliar.

Humberto Martins determinou ainda que o presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Cláudio de Mello Tavares, preste informações, no prazo máximo de 48 horas, sobre o não cumprimento da liminar em habeas corpus concedida nesta terça-feira (22).

A nova decisão do ministro se deu após petição da defesa do prefeito, informando que o TJRJ estaria retardando o cumprimento da liminar, na qual o presidente do STJ substituiu a prisão preventiva pela prisão em regime domiciliar, com o uso de tornozeleira eletrônica.

Além disso, o prefeito ficou proibido de manter contato com terceiros; terá que entregar seus telefones, computadores e tablets às autoridades; está proibido de sair de casa sem autorização e impedido de usar telefones.

As medidas cautelares são válidas até que o ministro Antonio Saldanha Palheiro, relator do habeas corpus impetrado pela defesa, analise o mérito do pedido – o que deverá acontecer após o fim das férias forenses.

REPRODUÇÃO: SITE DO STJ

23/12/2020

07:00

Mais uma conquista para Campos!

22/12/2020

20:51

Rafael irresponsável

REPRODUÇÃO:PODER JUDICIÁRIO DO RJ
REPRODUÇÃO:PODER JUDICIÁRIO DO RJ