Visitantes online: 827
logo topo

quinta-feira, 29 de junho de 2017

21/06/2017

13:43

Temer cada vez mais perto do fim

Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

A situação de Michel Temer é insustentável. Alguns podem dizer que eu venho repetindo isso há algum tempo, mas ele continua na base do balança, balança, mas não cai. Sim, é verdade. Mas qualquer pessoa que conhece a política sabe que ele está derretendo e que vêm mais denúncias por aí. Chegaram em Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves e Lúcio Funaro. Era inevitável chegarem a Michel Temer. Joesley Batista está prestando hoje novo depoimento à Polícia Federal. É só questão de tempo, mas o final está próximo.

21/06/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (Quarta, 21/06/2017)

21/06/2017

09:30

Fala Garotinho (Quarta, 21/06/2017)

21/06/2017

07:47

Aécio Neves comemora decisão do STF

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online

Melhor do que aconteceu ontem só mesmo se a Primeira Turma do STF tivesse julgado e negado o pedido de prisão de Aécio Neves. Mas o senador afastado deve ter soltado fogos. Sua irmã e seu primo vão para casa cumprir prisão domiciliar. No caso do primo, Frederico Pacheco, o Fred, havia o temor de que não suportasse a pressão da cadeia e negociasse delação premiada. E o adiamento do julgamento do pedido de prisão deve ter dado novo ânimo a Aécio. Primeiro a Primeira Turma, em data ainda não marcada, vai analisar o pedido para transferir o julgamento para o plenário do tribunal. Ou seja, é bem provável que só depois do recesso de julho haja uma decisão. Porém, Aécio Neves continua afastado do mandato.

Em tempo: Ontem a partir do meio da tarde não houve atualizações do blog por problemas técnicos, mas já está tudo normalizado.


20/06/2017

16:07

Vem aí a greve geral de dia 30

Hoje as principais centrais sindicais estão realizando um dia de mobilização para a greve geral marcada para para sexta-feira da próxima semana (30). A pauta é contra as reformas trabalhista e previdenciária. Mas nem a área econômica do governo acredita mais nas reformas, pelo menos da forma como o governo pretendia. A reforma da Previdência parou na Câmara há mais de um mês, desde quando veio à tona a gravação da conversa de Joesley Batista com Michel Temer.Já a reforma trabalhista caminha a passos de tartaruga no Senado. Por isso é possível que essa greve geral tenha menos adesão que a última, afinal a percepção geral é de que as reformas estão cada vez mais longe de serem aprovadas. Mas é bom que a s centrais sindicais não abram a guarda e se mantenham atentas ao desenrolar dos fatos no Congresso.

20/06/2017

14:50

Todos no mesmo barco furado

Reprodução da Veja
Reprodução da Veja

Os três maiores partidos do Brasil são o PMDB, PT e PSDB. O primeiro fez parte de todos os governos, tucanos e petistas, e agora tem Michel Temer como Presidente da República, os outros dois governaram o país. As investigações da Lava Jato e a delação da JBS comprovaram que na verdade comandaram balcões de negócios imorais com o dinheiro público. Hoje os três partidos afundam, mas alguns de seus integrantes tentam se salvar. As eleições de 2018 serão um desafio e tanto. Vamos ver quem sobreviverá, quem irá para o fundo do mar, e, até lá, quem terminará atrás das grades.

20/06/2017

13:35

Michel Temer x Joesley Batista

O presidente Michel Temer anunciou que vai processar Joesley Batista, que o acusou de ser o "chefe da maior quadrilha do Brasil", numa referência ao PMDB. Depois gravou um vídeo onde, sem citar nomes, afirma sobre a delação da JBS: "Apontam o dedo para os outros tentando fugir da punição. Aviso aos criminosos que não sairão impunes. Pagarão o que devem e serão responsabilizados pelos seus ilícitos". Essa foi a forma escolhida por Temer para se defender das acusações que lhe são feitas. Só tem um detalhe, seria melhor Temer ter respondido as 82 perguntas formuladas pela Polícia Federal, esclarecer os fatos. Essa seria a melhor defesa, mas o presidente se reservou o direito de permanecer em silêncio. Quem não deve, não teme.


20/06/2017

11:55

Encontro Marcado (Terça - 20/06/2017)

20/06/2017

09:28

Fala Garotinho - 20 de Junho de 2017

20/06/2017

07:59

Hoje é dia de decisão para Aécio Neves

Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

As atenções do mundo político estarão voltadas hoje para o julgamento na Primeira Turma do STF. São três os cenários que podem surgir.

1º O afastamento de Aécio do Senado é mantido, mas sua prisão negada.

2º É autorizado o pedido de prisão. Nesse caso o Senado precisa decidir em 24 horas se aprova ou não a prisão. É bom lembrar que quando o então senador Delcídio Amaral foi preso, o plenário aprovou a decisão por 59 votos a 13.

3º É negado o pedido de prisão e revogado o afastamento de Aécio do Senado. Essa é a hipótese dos sonhos de Aécio, mas a mais improvável.

De qualquer forma a decisão que for tomada hoje influenciará o Conselho de Ética do Senado, que começa hoje a analisar o pedido de cassação protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Os integrantes da Primeira Turma são: Marco Aurélio Mello (presidente), Alexandre de Moraes (que, pelo que se comenta, tendem a votar contra o pedido de prisão), Rosa Weber e Luís Roberto Barrroso (propensos a votar pela prisão), além de Luiz Fux, que pode dar o voto decisivo.

19/06/2017

18:28

Vai ser difícil convencer a opinião pública

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Eu sei que em vários países existe o financiamento público das campanhas eleitorais, uma forma de não depender das doações privadas que, muitas vezes, resultam em grandes negociatas. Mas uma coisa é o financiamento público em países com excelente padrão de atendimento à população e outra bem diferente a situação do Brasil. A opinião pública não vai engolir R$ 3 bilhões de dinheiro público para as campanhas eleitorais, além dos cerca de R$ 800 milhões do Fundo Partidário, além da renúncia fiscal para emissoras de rádio e televisão que transmitem a propaganda eleitoral, que em 2014 foi de quase R$ 800 milhões. Isso se os parlamentares não aumentarem o valor do financiamento público das campanhas. Tem um bloco na Câmara que defende R$ 6 bilhões, o dobro do projeto do deputado Vicente Cândido (PT-SP).

19/06/2017

17:20

O timing do PSDB

Senador Tasso Jereissati
Senador Tasso Jereissati

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati marcou para quarta-feira nova reunião da executiva nacional do partido para discutir se continua ou desembarca do governo Temer. Na verdade os tucanos querem aguardar a decisão do STF sobre o pedido de prisão de Aécio Neves que será julgado amanhã pela Primeira Turma. Caso a prisão seja decretada é muito provável que os tucanos abandonem Temer, afinal só não fizeram ainda, porque o principal motivo é proteger Aécio da cassação. Se for preso aí o cenário muda. Caso o STF negue o pedido de prisão da PGR, o mais provável é que o PSDB marque nova reunião para o dia 27, na próxima semana, um dia depois de Rodrigo Janot formalizar a denúncia contra Temer.

19/06/2017

16:05

O PAC de Temer

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

Esse é um filme antigo e repetido. Teve o PAC 1 (Programa de Aceleração do Crescimento) com Lula, depois vieram o PAC 2 e o PAC 3 na era Dilma. Agora vem o que seria o PAC 4 só que mudou o nome para programa Avançar. As três primeiras versões não cumpriram nem metade das promessas, mas serviram para aumentar o endividamento do Rio. É o que vai acontecer mais uma vez, e, convenhamos, alguém tem dúvidas de que os prometidos R$ 2 bilhões até 2018 servirão para mais um assalto aos cofres estaduais?

19/06/2017

14:44

Sérgio Cabral joga nas onze

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Sérgio Cabral já está condenado a 14 anos e 2 meses de prisão por Sérgio Moro. É réu em mais 9 processos que correm na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, com o juiz Marcelo Bretas, e essa nova denúncia do MPF sobre as joias compradas na H.Stern deve virar seu décimo-primeiro processo. Mas ainda faltam dois processos, no mínimo. Um sobre a propina das empresas que fornecem alimentação para escolas, presídios e hospitais, além de outro sobre o esquema do Rei Arthur. E se as investigações forem mais fundo outros processos virão. Não é à toa que Cabral disse a um visitante ilustre que foi vê-lo quando estava em Bangu: "È, acho que exagerei".

19/06/2017

13:37

Rodrigo Maia continua fazendo jogo duplo

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

Dos 23 pedidos de impeachment de Temer recebidos pela Câmara, o presidente da Casa, Rodrigo Maia só arquivou um. Vinte e dois estão na gaveta. No Palácio do Planalto tem gente achando que Maia é amigo, mas nem tanto. Defendem que ele arquive todos os pedidos. Já a oposição reclama que o presidente da Câmara está protegendo Temer ao não dar andamento a nenhum dos pedidos de impeachment.

A verdade é uma só. Rodrigo Maia usa os pedidos de impeachment como carta na manga. Se a situação de Temer chegar a um ponto que não tem mais volta, ele aceita um dos pedidos para ficar bem com a opinião pública. Mas até que isso aconteça vai manter os pedidos na gaveta, o que também representa uma boa moeda de troca nas negociações com o Palácio do Planalto.

19/06/2017

12:00

Encontro Marcado - 19 de junho de 2017

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 ProximoUltimo