Visitantes online: 190
logo topo

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

11/03/2020

16:51

Não me calarei

Com o anúncio do lançamento do meu livro, inimigos políticos começaram a se movimentar mais uma vez contra mim. Temem que o livro traga à luz do dia roubalheiras de gente poderosa que conseguiu passar impune até agora.

Conforme revelei anteontem, há ainda centenas de empresários, políticos e membros de outros poderes que se beneficiaram do jogo sujo de Cabral e levou o Estado à maior crise da sua história. É importante frisar que Cabral tem aliados estratégicos em todos os poderes e alguns temem que o lançamento do livro empurre Cabral para uma delação mais ampla, envolvendo gente que está disposta a tudo para não perder o poder.




11/03/2020

12:45

O amor continua no ar

"Meu amor quando me beija
Vejo o mundo revirar
Vejo o céu aqui na terra
E a terra no ar".

10/03/2020

18:36

O futuro da delação de Sérgio Cabral no STF

Relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal, o ministro Edson Fachin deve levar ao plenário da Segunda Turma a discussão do recurso apresentado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, contra a homologação da delação do ex-governador Sérgio Cabral.

Para Aras, a discussão do caso na Segunda Turma “será muito bem-vinda”.

O compartilhamento do debate com os demais ministros do colegiado da Segunda Turma também é o cenário trabalhado pela força-tarefa da Lava-Jato no Rio.

No dia 6 de fevereiro, Fachin decidiu homologar o acordo de colaboração premiada firmado pelo ex-governador do Rio com a Polícia Federal.

A delação está no STF por envolver autoridades com prerrogativa de foro privilegiado, como ministros de tribunais superiores.

REPRODUÇÃO: RADAR / VEJA

10/03/2020

18:08

Quem protege Eduardo Paes?

Para relembrar...

09/03/2020

12:19

VEM AÍ: OS BASTIDORES, AS TRAMAS E TRAIÇÕES E OS SEGREDOS DA GANG DOS GUARDANAPOS

Como é de conhecimento público, desde 2007 venho mostrando ao povo do Rio e do Brasil as falcatruas da quadrilha liderada por Sérgio Cabral / Paes / Pezão. Em 2012 protocolei a primeira denúncia na Procuradoria Geral da República. Em 2016, a segunda, diretamente do gabinete do procurador geral, à época, Rodrigo Janot. Também é público que sofri e venho sofrendo retaliações e perseguições de toda natureza de integrantes desta falange que assaltou os cidadãos cariocas e fluminenses. Se é verdade que muita coisa já foi revelada e muitos dos envolvidos estão sendo punidos, também é verdade que muita sujeira ainda está embaixo do tapete. No meu livro, vou revelar esquemas bilionários que ainda não vieram à tona, como o caso dos precatórios, entre outros.

E tem mais:

- O que aconteceu com Fernando Cavendish e os contratos assinados por ele com a CEDAE são de arrepiar.
- A fraude da Rota 116
- Os bastidores da queda do helicóptero na Bahia
- A Ferrari de luxo de Wilson Carlos
- Lavoro Factoring, a lavanderia oficial do dinheiro roubado
- As fotos internas do apartamento de luxo de George Sadala
- O verdadeiro motivo do apelido Rei Arthur
- As mamatas da Júlio Simões

Há detalhes também de como o esquema funcionava dentro de outros poderes do Estado, especialmente, o Legislativo. Antes, porém, do lançamento do meu livro, o Rio ainda vai tremer bastante nas próximas semanas. Aguardem!

07/03/2020

22:14

Bate papo com Garotinho e Rosinha

07/03/2020

19:11

Que a justiça seja feita

REPRODUÇÃO DA TRIBUNA NF
REPRODUÇÃO DA TRIBUNA NF

07/03/2020

11:05

Garotinho em Itaboraí

A FORÇA DO POVO COM SÉRGIO SOARES, CLARISSA E GAROTINHO.

06/03/2020

23:36

Garotinho participa do evento de filiação de Sergio Soares ao PROS/90

Foi um grande evento a filiação do ex-prefeito por 3 vezes da cidade de Itaboraí, Sergio Soares, ao PROS/90.

Mais de mil pessoas, entre vereadores, pré-candidatos e simpatizantes, ouviram aos discursos do prefeito que mais realizou pela cidade além das lembranças de minhas realizações (muitas obras e programas sociais).

A presidente estadual, Clarissa Garotinho, afirmou que o PROS/90 está se preparando para vencer em várias cidades do estado.

06/03/2020

20:03

Há tempo, eu avisei...

REPRODUÇÃO: TRIBUNA NF
REPRODUÇÃO: TRIBUNA NF

03/03/2020

16:10

Debate sobre a reformulação da Embratur

A TV Senado está transmitindo ao vivo a Audiência Pública que minha filha Clarissa convocou para analisar a MP 907/2019, que discute a possibilidade de transferência da sede da EMBRATUR para o Rio de Janeiro.

Acompanhe!

02/03/2020

11:17

Mais uma ameaça...

REPRODUÇÃO: AGENDA DO PODER
REPRODUÇÃO: AGENDA DO PODER

02/03/2020

08:00

Cabral delata Judiciário

29/02/2020

22:00

Contratos entre a prefeitura do Rio de Janeiro e a Fundação Roberto Marinho devem ser investigados pela Justiça

A Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal vai encaminhar à Procuradoria do Rio de Janeiro a denúncia sobre contratos assinados entre a Fundação Roberto Marinho e a Prefeitura do Rio na gestão de Eduardo Paes. Responsável por investigar casos de corrupção, a Câmara investiga contratos de obras e consultorias pagas com dinheiro público, que teria sido desviado até da merenda escolar da rede municipal. De acordo com a denúncia, a Fundação Roberto Marinho teria recebido mais de R$ 200 milhões pagos com dinheiro público.

REPRODUÇÃO: R7

29/02/2020

21:03

Decisão Judicial

REPRODUÇÃO: AGENDA DO PODER
REPRODUÇÃO: AGENDA DO PODER

29/02/2020

20:37

'O problema do Rio não são os bandidos, são os mocinhos', diz ex-chefe da Polícia Civil

Os diagnósticos incisivos de Hélio Luz, ex-chefe da Polícia Civil no Rio, ficaram marcados na memória de quem, há quase 20 anos, o assistiu no documentário "Notícias de Uma Guerra Particular", descrevendo uma polícia que foi "criada para ser violenta e corrupta" e teria papel de "garantir uma sociedade injusta".

"Como você mantém os excluídos todos sob controle, ganhando R$ 112 por mês? Com repressão", disse aos diretores João Moreira Salles e Kátia Lund, na época em que chefiava a Polícia Civil fluminense, entre 1995 e 1997, referindo-se ao valor do salário mínimo de então.

Aos 72 anos, Luz está aposentado, afastado da vida pública e vive com a família em Porto Alegre, onde nasceu. Mas continua acompanhando de perto as notícias da guerra particular que não acaba no Rio.

Em entrevista à BBC Brasil, ele faz o esforço constante de deslocar o foco das favelas, que têm sido objeto de operações policiais e militares, e apontar o espelho de volta para as elites, para a classe média e para as forças de segurança.

"Por que cercar a favela, se o crime não está ali? O cerne da questão da insegurança não está ali. Aquilo ali é o resultado", afirma, considerando que os "meninos que estão no tráfico" são produto da desigualdade social.

Luz considera que a intervenção federal pode trazer benefícios se deixar de lado ações ostensivas nas favelas - que equivalem a "enxugar gelo" e estigmatizam os moradores - e trabalhar para recuperar as estruturas policiais, neutralizando a ação de agentes corruptos e fazendo com que os "mocinhos" - integrantes do sistema de segurança - façam jus à designação popular.

"O problema do Rio não são os bandidos. O problema do Rio são os mocinhos. Se ele recuperar o quadro de mocinhos, ele pode dar uma atenção real ao quadro de bandidos", afirma.

REPRODUÇÃO: TERRA

Clique aqui e leia na íntegra