Visitantes online: 5
logo topo

domingo, 22 de setembro de 2019

06/10/2017

14:18

Garotinho protocola ação contra mentiras da Folha da Manhã

A aliança política-judicial-midiática que levou ao comando da prefeitura de Campos um grupo de pessoas sem preparo, patrimonialistas, sem ideologia alguma, além de corruptos, tenta agora, desesperadamente, culpar o povo pelos erros que o prefeito cometeu.

Chega ser ridículo.

Depois de tentar atribuir a meu grupo político as manifestações contra atrasos de salários, fim dos programas sociais e outras atitudes de seu escolhido, sem nenhuma vergonha, inventam que os manifestantes estariam sendo recrutados por R$ 100 reais.

Para protestar contra o prefeito Rafael Diniz ninguém precisa de incentivo, sobram motivos.

Mas a investida da parte midiática contra mim, não ficará sem resposta. Hoje ingressei, conforme podem ver o documento acima protocolado, com pedido de providências junto a Procuradoria da República em Campos, para que medidas sejam tomadas contra os proprietários desse jornal irresponsável, que a vive e enriquece às custas de verbas públicas, enquanto o povo sofre e paga a conta das irresponsabilidades cometidas pelo candidato por eles apoiado.

Embora não esteja liderando movimento algum, o direito de manifestação ordeira é garantido pela nossa Constituição e somente aqueles que agem contra os interesses do povo tentam criminalizar o direito de luta por justiça social para todos.

Ao povo trabalhador e honesto de Campos nosso apoio ...

Contra os mentirosos e corruptos dessa aliança acionaremos a lei.

06/10/2017

11:57

Encontro Marcado com Garotinho (Sexta - 06/10)

06/10/2017

09:30

Fala Garotinho (Sexta - 06/10)

05/10/2017

17:26

Exclusivo! Fotos inéditas de confraternização dos reis da corrupção no Rio

Recebi essas novas imagens que, segundo me informaram, seriam da comemoração de um aniversário do empreiteiro Fernando Cavendish, da Delta. Nas imagens vocês podem ver vários personagens presos, investigados e um foragido.

Logo na primeira imagem é possível ver o Rei Arthur (à esquerda), que faturou mais de R$ 3 bilhões com contratos de terceirização, rindo enquanto Fernando Cavendish, que ganhou mais de R$ 2 bilhões em obras do Governo do Estado abraça Sérgio Cabral. Nas demais imagens aparecem Luiz Carlos Bezerra, preso em Benfica, George Sadala, que é investigado, além do filho de Cabral, Marco Antônio. Outras pessoas não conseguimos identificar.

Bem, Cabral e Luiz Carlos Bezerra estão juntos no presídio vip de Benfica, Cavendish está em prisão domiciliar, o Rei Arthur está foragido há mais de um mês nos Estados Unidos, além de George Sadala, integrante da Gangue dos Guardanapos, que ficou milionário da noite para o dia, mas ainda não foi preso, por enquanto está sendo investigado.

São imagens que reforçam as ligações imorais entre o então governador e os dois empresários que mais se beneficiaram do esquema de corrupção dos governos Cabral - Pezão.

05/10/2017

15:37

O "abençoado" Michel Temer

Reprodução do UOL
Reprodução do UOL
Temer foi a Belém na semana do Círio de Nazaré para tentar melhorar a sua imagem. Foi atrás da simpatia dos católicos, mas não há milagre que melhore a imagem do presidente mais rejeitado da história. Com todo o respeito às religiões, mas como disse um deputado com quem conversei por hoje: "Temer deve ter ido fazer promessa para a Câmara não aceitar a denúncia e ele permanecer no cargo".

05/10/2017

14:20

Prisão do "imperador" do esporte olímpico brasileiro não é surpresa

Reprodução do Extra
Reprodução do Extra
Os leitores do blog sabem que venho denunciando esquemas de Carlos Arthur Nuzman desde o Pan Americano de 2007. Agora começam a ser desvendadas as maracutaias, como os 16 quilos de ouro que o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro escondia na Suíça e só comunicou à Receita Federal depois que, há um mês, foi obrigado a depor na Operação Unfair Play. Mas o MPF investiga também outros esquemas com outros presos na Lava Jato aqui no Rio, ligados a Sérgio Cabral, como o "rei dos ônibus" Jacob Barata e o empresário Marco Antônio de Luca, que forneceu alimentação para a Vila Olímpica e abastece os presídios do estado. Já, já vão chegar a Eduardo Paes.

O mais triste é que o esporte brasileiro sai manchado com a compra da sede da Olimpíada e outros esquemas de corrupção.

05/10/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (Quinta, 05/10/2017)

05/10/2017

09:25

Fala Garotinho (Quinta, 05/10/2017)

04/10/2017

18:40

Picciani e Paes enrolam para ganhar tempo

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online
O presidente da ALERJ, Jorge Picciani está retornando hoje ao trabalho depois da inatividade por conta do tratamento do câncer. Voltou garantindo que ele e Eduardo Paes já acertaram a candidatura do segundo ao Governo do Estado em 2018. Mas por enquanto é só conversa mole. Para começar Eduardo Paes ainda terá que enfrentar a Lava Jato, além do que já veio à tona, muita coisa será revelada, a começar pela delação do publicitário Renato Pereira, da Prole, que fez suas campanhas e a de Pedro Paulo. Além disso, caso insista em sair candidato a governador, Paes tem dito a pessoas próximas que o PMDB está "queimado" no Rio e negocia na surdina outro partido. Além disso existem outras questões a serem resolvidas, como a operação com Rodrigo Maia e o DEM, que pretendem lançar Cesar Maia ao governo com o apoio do PMDB. E para completar nem Picciani confia em Eduardo Paes, assim como a recíproca é verdadeira. Então está cedo para definir alguma coisa. Por enquanto é balão de ensaio, até porque pelo calendário eleitoral pode haver mudanças de partido até o dia 2 de abril, não é mais um ano antes, como aconteceu em eleições anteriores. A única coisa certa é que o PMDB pode escolher o candidato que quiser, mas não vai arrumar nada no Rio. Acabou!

04/10/2017

17:39

Mais uma iniciativa inacreditável do PMDB

Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder
A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou um projeto que, caso aprovado, seria a salvação da turma da Lava Jato, que prevê o perdão de quem roubar, mas devolver o produto do roubo. Assim quem, por exemplo, desviou R$ 1 milhão, se não for pego desfruta do dinheiro, mas se for apanhado basta devolver que ganharia o perdão judicial. Isso vale para crimes sem violência contra a pessoa. Agora vejam os autores da ideia: Renan Calheiros (PMDB-AL) fez o projeto original e Jader Barbalho (PMDB-PA) elaborou o substitutivo. É mais uma tentativa do PMDB para salvar a pele de muitos corruptos. Mas para valer o projeto ainda terá que ser votado em plenário. Com a pressão da mídia e da opinião pública não vejo a menor chance de ser aprovado. São uns espertalhões!

04/10/2017

16:34

O que Pezão diz não se escreve

Reprodução do Extra
Reprodução do Extra
Não tenho bola de cristal, mas no início do ano, quando Pezão anunciava que o acordo de recuperação fiscal do Rio seria assinado no final de fevereiro, eu antecipei tudo o que vem acontecendo. Pezão já anunciou mais de dez datas diferentes para resolver a situação dos salários atrasados e, claro, não cumpriu nenhuma. Está prometendo no final do dia anunciar um novo calendário para pagar o que deve. Já estamos em outubro e mais de 70 mil servidores ainda não receberam agosto. Quanto ao empréstimo de R$ 3,5 bilhões está mais ameaçado do que nunca, afinal a Justiça do Trabalho manteve a suspensão da venda da Cedae, que é justamente a garantia para receber o dinheiro. Mas se conseguir não sai antes de novembro. Aliás, é uma covardia, além de não pagar, mas continuar dando incentivos fiscais, ficar criando expectativas que acabam nunca se concretizando.

04/10/2017

15:30

Recordar é viver: Garotinho fala da perseguição da Globo (2014)

04/10/2017

14:29

Pega na mentira!

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online
E lá vem o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que sonha com a candidatura à Presidência, com mais uma lorota. O fato de alguns alimentos terem baixado de preço, pelo menos no momento, não representa nenhuma melhora. A queda brutal do consumo em função da crise e do desemprego é que faz alguns preços caírem, aliado a questões do crescimento das safras de alguns produtos. Meirelles e Temer seguem aquela máxima de que uma mentira repetida mil vezes vira verdade. Isso até funciona em várias situações, na política acontece muito, mas não quando se trata do bolso das pessoas, isso as pessoas sentem no dia a dia, não adianta conversa fiada. Aliás, a produção industrial de agosto sofreu queda.

04/10/2017

11:58

Encontro Marcado com Garotinho (Quarta - 04/10/2017)

04/10/2017

09:24

Fala Garotinho (Quarta - 04/10)

03/10/2017

17:32

Senado não pode proteger Aécio Neves

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) quer votar ainda hoje se autoriza ou não o afastamento de Aécio Neves do mandato, conforme decidiu o STF. Está em curso uma manobra vergonhosa para garantir a impunidade do senador.

Não custa lembrar que em 2015, no caso do então senador Delcídio Amaral (PT-MS), que era acusado de obstrução da justiça, o caso de Aécio é muito mais grave, envolve pedido de propina, que está gravado, o Senado aceitou a tese de que na esfera criminal decisão do STF não necessitava do aval do Legislativo. Pois bem, 59 senadores votaram autorizando a prisão de Delcídio, contra apenas 13 e uma abstenção. Aécio e o PSDB votaram em peso pela prisão.

Como que agora o Senado vai mudar a posição só porque se trata de Aécio! E o caso é de corrupção comprovada, o famoso "batom na cueca". Os senadores não podem envergonhar o Senado Federal.

Relembrem o que Aécio disse no discurso defendendo a admissão da prisão de Delcídio Amaral

"— Dizem que estamos diante de uma ofensa, ou poderíamos estar diante de ofensa, ao mandato. Ora, a imunidade parlamentar não é um patrimônio pessoal. Ela protege o exercício do mandato dentro dos parâmetros definidos pela Constituição, pela moralidade. Ela não confere o direito de abusar do mandato."

"— Ora, se o parlamentar pode, e deve ser julgado pelo Supremo, não seria admissível entender-se que, podendo o Supremo exercer a jurisdição criminal sobre um parlamentar, fosse privado do poder de exercer medidas cautelares para, justamente, garantir a sua jurisdição. É óbvio!"

O Senado vai criar uma crise institucional se confrontar o STF.