Visitantes online: 4
logo topo

segunda-feira, 22 de julho de 2019

17/08/2017

16:05

CABRAL PROPÕE ENTREGAR ESQUEMA DE PROPINAS DO REI ARTHUR

Sérgio Cabral preso; ao lado Arthur Cesar de Menezes Soares Filho, o Rei Arthur, dono do grupo Facility, que mudou o nome para Prol
Sérgio Cabral preso; ao lado Arthur Cesar de Menezes Soares Filho, o Rei Arthur, dono do grupo Facility, que mudou o nome para Prol
No esboço da delação premiada entregue pelos advogados de Sérgio Cabral ao Ministério Público, o ex-governador pretende contar em detalhes como funcionou o esquema de propina durante a sua gestão e envolve também o ex-prefeito Eduardo Paes e outras autoridades de outros poderes do estado.

Os procuradores estão eufóricos.

Um dos capítulos que Cabral pretende detalhar é como o Rei Arthur pagou US$ 1,5 milhão a Papa Massata, filho do presidente da Federação Internacional de Atletismo, Lamine Diack, usando uma offshore, cujo nome Matlock Capital Group, sediada nas Ilhas Virgens, para comprar seu voto na escolha do Rio como sede da Olimpíada de 2016.

O advogado que defende Cabral afirma no documento que pede que a delação seja aceita que o depósito ocorreu três dias antes da votação que consagrou a vitória do Rio, no dia 2 de outubro de 2009, em Copenhague. Alguns dias depois mais US$ 500 mil foram depositados na conta de Diack após a vitória do Rio sobre Madri por 66 votos a 32.

Ainda, segundo informações que já estão de posse dos procuradores federais, Diack repassou US$ 300 mil no dia da votação a Frankie Fredericks, também membro do COI (Comitê Olímpico Internacional).

Interessante que no resumo entregue pela defesa de Cabral ao MPF, ele diz que a decisão foi tomada numa reunião que participaram ele, o ex-prefeito Eduardo Paes e o ex-presidente Lula.

A proposta de delação é ampla. Claro que a cereja do bolo é a compra da Olimpíada, mas os métodos usados pelo Rei Arthur são descritos de maneira de maneira pormenorizada por Cabral, inclusive, a quantidade de vezes que ele viajou no jatinho particular do empresário, e conta detalhes da mansão do Rei Arthur em Key Biscayne, em Miami, na Flórida. Segundo Cabral, além de praia privativa, tem quadra de tênis, cinema, num terreno de aproximadamente 1000m². A casa tem cerca 500m² de construção em dois andares, com paredes envidraçadas que cobrem 5 suítes.

O ex-governador disse ainda que Arthur lhe disse que pagou pela casa US$ 5,3 milhões em junho de 2014. Ainda segundo Cabral, o Rei Arthur é dono de um edifício de escritórios também em Miami, que ele teria visitado uma vez.

Só na Flórida existem registradas 28 companhias em que o Rei Arthur aparece como diretor, administrador ou agente. Nesse caso são empresas legais, não existem as offshores como a Matlock Capital Group, sediada nas Ilhas Virgens. O ex-governador acredita que Arthur Cesar, seu fiel escudeiro tenha mais offshores do que empresas legais, o que daria um número assombroso, já que as legalizadas somam 28 na Flórida e 16 no Brasil.

Um procurador que está acompanhando o caso dele acredita que Cabral no fundo seja sócio de Arthur em algumas empresas, pois é impossível saber tantos detalhes, como por exemplo, na maior parte das empresas da Flórida aparece a figura da Ana Paula Santiago, uma brasileira residente nos Estados Unidos, que sempre está como administradora das companhias. Segundo fontes do Ministério Público Federal, Arthur tem empresas de tudo, saúde, administração de imóveis, limpeza, segurança e outras.

Na avaliação dos integrantes da força-tarefa da Lava Jato no Rio, as empresas do Rei Arthur receberam dos cofres públicos do estado, R$ 10 bilhões. Segundo o vazamento da delação de Marco de Luca, dono da Masan Serviços Especializados, que também fornecia alimentos para o Governo do Estado e a Prefeitura do Rio, a contribuição do setor era de 10% sobre a fatura paga, ou seja, só do Rei Arthur, Cabral teria recebido R$ 1 bilhão, já que dentre as empresas que mais faturaram está a Facility Alimentação, que fornecia comida para presídios estaduais.

Para provar sua intimidade e veracidade das informações, Cabral afirmou que quando estava em Miami Beach visitava em companhia de Arthur e as respectivas esposas o restaurante Casa Tua, de comida italiana, que o estabelecimento é cercado por arbustos altos que escondem as luzes das velas postadas nas mesas.

Confirmada a delação já está, assim como pronta, esperando apenas a homologação. Resta saber se não haverá fortíssima influência de pessoas poderosas e influentes de outros poderes do estado que farão de tudo para evitar que a delação seja efetivada com a homologação.

A bomba está pronta para explodir.

Em tempo: As informações também estão na Revista Piauí.

17/08/2017

15:13

A riqueza de Rogério é um mistério e não para de aumentar

O policial civil Rogério Pontes volta a mandar com força na Prefeitura de Campos. Como mostramos há poucos dias, uma de suas empresas, a RELUZ, ganhou um contrato de aluguel de geradores num valor superior a R$ 4,5 milhões.

Vejam abaixo, a matéria que publicamos no dia 20 de dezembro de 2016, que mostrava uma evolução patrimonial impossível de ser obtida com um salário de pouco mais de R$ 5 mil, que recebe como inspetor de polícia. Depois desta matéria novas informações dando conta de mais imóveis e empresas foram adquiridas por Rogério Pontes. Será que a Receita Federal, a Corregedoria da Polícia Civil, o Ministério Público Estadual ou a Polícia Federal, ninguém vai tomar uma atitude com todos esses sinais exteriores de riqueza?

E atenção: Daqui a pouco detalhes exclusivos da proposta de delação premiada de Sérgio Cabral.

Reprodução do Blog do Garotinho
Reprodução do Blog do Garotinho


17/08/2017

13:51

2018: Lula x Bolsonaro?

Reprodução do Poder 360
Reprodução do Poder 360
Claro que ainda é cedo, falta mais de um ano para a eleição presidencial, mas todas as recentes pesquisas divulgadas pelos mais variados institutos vêm apontando a polarização Lula x Bolsonaro.

Será que Lula vai conseguir ser candidato? Será que Bolsonaro é o chamado "cavalo paraguaio"? Por enquanto não existem essas respostas, mas as pesquisas vêm comprovando que Alckmin está se esfacelando junto com o PSDB, a exceção tucana é João Doria, e além disso, Marina Silva perdeu o apoio que já teve em eleições passadas, fruto de posicionamentos dúbios e até omissos nas últimas crises políticas.


17/08/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (Quinta, 17/08/2017)

17/08/2017

09:25

Fala Garotinho - 17 de agosto de 2017

16/08/2017

19:47

TRE concede liminar sobre pedido de suspeição do promotor Leandro Manhães

Decisão do TRE; ao lado promotor Leandro Manhães
Decisão do TRE; ao lado promotor Leandro Manhães
A desembargadora do TRE, Cristina Serra Feijó, que é relatora da Operação Chequinho determinou que o juiz Ralph Manhães obedeça ao que determina o artigo 104 do Código de Processo Penal “se for arguida a suspeição do órgão do Ministério Público o juiz, depois de ouvi-lo, decidirá, sem recurso, podendo antes admitir a produção de provas no prazo de três dias”.

Como mostrei ontem, o juiz Ralph Manhães não agiu de maneira correta e legal ao rejeitar de ofício o pedido de exceção de suspeição do promotor Leandro Manhães. Aliás, diga-se de passagem, o que será levado ao juízo como prova da parcialidade e da má conduta do referido promotor não é caso apenas para suspeição e sim perda da função. Os próximos capítulos mostrarão a verdade da Operação Chequinho.

16/08/2017

18:44

Sem acordo na delação de Eduardo Cunha

Não será com Rodrigo Janot à frente da Procuradoria Geral de República que sairá a delação de Eduardo Cunha, preso há 10 meses em Curitiba. Os procuradores acham que Cunha está querendo proteger muita gente, a começar por seus amigos do PMDB do Rio. Dessa forma foi suspensa a negociação da delação premiada.

O que não se sabe é se Cunha preferiu esperar a posse de Raquel Dodge, em setembro, para retomar as negociações na esperança de obter condições melhores, o que é uma faca de dois gumes afinal ninguém sabe como será a postura da sucessora de Janot.

Não sei se é o caso de Cunha, mas alguns advogados da Lava Jato estão orientando clientes propensos a aderirem à delação que é melhor esperar a posse de Raquel Dodge para ver qual vai ser o ritmo da Lava Jato. Mas é claro que é uma aposta no escuro.

O fato é que a suspensão da negociação da delação de Cunha é uma notícia maravilhosa para o Palácio do Planalto, que sabe que o ex-presidente da Câmara tem munição para fazer um grande estrago e quem sabe até derrubar o governo.


16/08/2017

17:55

Delírio do PT-RJ

Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja
Os petistas fluminenses sonham com o Governo do Rio em 2018. Querem encontrar um nome palatável para a classe média. Só pode ser delírio. O PT do Rio sempre foi muito fraco, e estou me referindo ao período anterior ao governo Sérgio Cabral no qual teve participação destacada com vários secretários. Só deixou o governo no dia 28 de fevereiro de 2014, antes da campanha eleitoral para tentar convencer a população de que não tinha nada a ver com essa gestão. O resultado foi o fracasso de Lindbergh Farias ao Governo do Estado, que não conseguiu ter nem 10% dos votos. E ainda não tinha vindo à tona a roubalheira do Governo Cabral nem a do PT nacional. Imaginem agora, pós-Lava Jato e Calicute como o PT está ainda mais queimado no Rio de Janeiro. É por isso que Lindbergh já cogita nem disputar a reeleição para o Senado porque sabe que será muito difícil, está mais propenso a se candidatar a deputado federal.

16/08/2017

15:43

Advogado nomeado pelo juiz Ralph Manhães renuncia à defesa de Garotinho e afirma que o juiz não está cumprindo a Constituição

Leia a íntegra:

16/08/2017

15:15

Peemedebistas querem enrolar os eleitores

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo
Não existe marqueteiro que consiga mudar a imagem do PMDB. Mas algumas lideranças do partido acreditam que vão conseguir passar a perna nos eleitores mudando o nome da sigla para MDB (Movimento Democrático Brasileiro), como era nos tempos da ditadura quando o partido estava à frente da luta democrática. Em setembro o PMDB se reúne em convenção para decidir se troca o nome. Alegam os peemedebistas que a volta do nome MDB remete a Ulysses Guimarães, Tancredo Neves, Teotônio Vilela e outros nomes que encabeçaram a luta pela democracia.

Convenhamos que o PMDB de Michel Temer, Eduardo Cunha, Eliseu Padilha, Moreira Franco, Renan Calheiros, Romero Jucá, só para citar alguns nomes nacionais, ou de Sérgio Cabral, Pezão, Jorge Picciani, Eduardo Paes, no nível estadual pode mudar o nome para o que quiser que jamais será associado aos fundadores do partido.

Mas não é só o PMDB que acha que a mudança de nome pode engabelar o eleitorado. O PTN virou Podemos; o PEN deve mudar para Patiotas; o DEM pode virar Mude; o PP cogita se chamar Progressistas; e até o PT já andou debatendo a ideia, mas não foi adiante; e podem apostar que outros partidos seguirão o mesmo caminho.



16/08/2017

13:48

Rio de Janeiro sitiado por traficantes e milicianos

Reprodução da capa do Extra
Reprodução da capa do Extra
Gravíssima a situação do nosso estado em todas as áreas, mas especialmente na segurança pública. Um documento sigiloso da Secretaria de Segurança Pública a que o jornal Extra teve acesso revela que há hoje 843 áreas do estado que são controladas por bandidos. E não são apenas comunidades, há bairros inteiros que estão sob o domínio de quadrilhas de traficantes ou milicianos. O crime organizado derrotou o poder público, que não tem condições de enfrentá-lo de igual para igual porque não há dinheiro nem para colocar as viaturas policiais circulando nas ruas. A população está à mercê do terror desses bandidos que determinam quem pode e quem não pode entrar nessas regiões, cobram pedágios e taxas de moradores e comerciantes.

Essa situação, infelizmente, para mim não é surpresa. Venho avisando há anos que os governos Cabral / Pezão estavam enganando a população com a farsa das UPPs, que era aplaudida por toda a mídia. Os leitores do blog lembram que desde 2008, quando foi inaugurada a primeira UPP, no Dona Marta, eu alertava que deixar os bandidos soltos e permitir que eles fugissem era um equívoco sem tamanho, que depois eles voltariam e nesse meio tempo de "exílio" expandiriam suas atividades para outras regiões, inclusive o interior do estado.

O que estamos vendo hoje é culpa da irresponsabilidade de Cabral e Pezão, mas também é fruto da omissão e conivência do ex-secretário José Mariano Beltrame, que quando viu a "pacificação" ruir abandonou o barco para tentar se eximir de culpa pela tragédia que hoje está instalada no Rio de Janeiro.

16/08/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (16/08/2017)

16/08/2017

09:25

Fala Garotinho (Quarta, 16/08/2017)

16/08/2017

07:38

Exclusivo! Pezão monta esquema com dinheiro do Detran para gastar com assessoria e publicidade

Pezão, Vinícius Farah (presidente do Detran) e Sérgio Cabral; abaixo reprodução do Diário Oficial
Pezão, Vinícius Farah (presidente do Detran) e Sérgio Cabral; abaixo reprodução do Diário Oficial
Depois do escândalo da licitação para alugar jatinho executivo para suas viagens, Pezão apronta mais uma vez, conforme mostra o Diário Oficial desta terça-feira.

Reparem que o DO traz portaria conjunta do Detran com a Subsecretaria de Comunicação Social, datada de 10 de agosto. A decisão repassa R$ 6 milhões do Detran para a Subsecretaria de Comunicação Social responsável pelos gastos com assessoria de imprensa e publicidade.

Mas o mais "interessante" é observar o artigo 3º, no final da portaria, que afirma que a decisão tem efeito retroativo a 1º de janeiro de 2017. Ou seja, agora no dia 10 de agosto, Pezão está pegando R$ 6 milhões de Detran para serem usados a partir de 1º de janeiro (quase 8 meses atrás).

Quem entende o mínimo de administração pública sabe que o dinheiro do Detran está sendo desviado para pagar agências de publicidade e a assessoria de imprensa que trabalham para o governo Pezão.


15/08/2017

18:05

Nova reportagem do SBT sobre a Operação Chequinho

O SBT Rio volta a trazer informações sobre o processo contra Garotinho.



15/08/2017

16:14

É preciso barrar o jatinho de Pezão

Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder
Em boa hora o Ministério Público Estadual anunciou que vai investigar a licitação em que Pezão quer gastar R$ 2,5 milhões para alugar jatinho executivo, com "serviço de excelência", para suas viagens. Espero que o MP Estadual consiga barrar na Justiça esse absurdo.

Nas redes sociais está rolando campanha do grupo Meu Rio convocando as pessoas para enviarem emails para Pezão (pezao@gabgovernador.rj.gov.br). É óbvio que Pezão não está nem aí, mas vale a mobilização.

Reprodução do site Meu Rio
Reprodução do site Meu Rio