Visitantes online: 3
logo topo

segunda-feira, 22 de julho de 2019

04/08/2017

13:29

Ao juiz Ralph Manhães ou ao oficial de justiça por ele designado

Imagem do programa de hoje da Rádio Tupi, transmitido ao vivo pela emissora e pelo Facebook
Imagem do programa de hoje da Rádio Tupi, transmitido ao vivo pela emissora e pelo Facebook
Numa tentativa de criar um falso argumento para decretação de uma prisão preventiva contra mim, o juiz Ralph Manhães informou a jornalistas, que me transmitiram a informação, que os oficiais de justiça não estão conseguindo me localizar para que eu seja intimado em relação às suas últimas decisões.

É INACREDITÁVEL!

Passei a manhã à frente do microfone da Rádio Tupi, apresentando um programa ao vivo, que segundo o Ibope tem o alcance de quase 400 mil ouvintes por dia. Isso entre 9h30 e 11h. Em seguida iniciei às 12h meu outro programa ao vivo, Encontro Marcado, transmitido pelo Facebook, no mesmo endereço, apenas em outro estúdio.

Todas as pessoas que estão aqui, inclusive vários jornalistas, são testemunhas que nenhum oficial de justiça compareceu ao endereço da Rádio Tupi, na rua Fonseca Teles, 120, em São Cristóvão para me intimar ou entregar qualquer documento.

Aproveito a oportunidade para informar ao ilustre juiz que até as 17h continuarei trabalhando no mesmo endereço para receber qualquer uma de suas intimações. Portanto sua alegação de que estou me esquivando de receber qualquer intimação não tem a menor procedência, até por que a sua decisão já é pública e o cumprimento da minha parte é uma formalidade processual exigida por lei, que farei assim que for procurado pela autoridade por ele designada.

Anthony Garotinho

04/08/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (Sexta, 04/08/2017)

04/08/2017

09:25

Fala Garotinho (Sexta, 04/08/17)

04/08/2017

08:12

Cabral e Paes: amigos para sempre

É ingenuidade achar que o esquema de corrupção do PMDB no Estado, liderado por Sérgio Cabral, funiconava apenas no governo estadual. Como podem ver acima, ainda no ano de 2013, pedi providências à Câmara dos Deputados e ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, quanto à existência de duas contas no Panamá (paraíso fiscal) da família de Eduardo Paes, em nome do pai e da irmã, no valor de R$ 8 milhões.

Àquela época PMDB e PT eram namoradinhos e a preferência foi esquecer a providência solicitada por mim, como deputado federal, mas o ofício está aí para lembrar aos esquecidos.

Podem anotar o esquema de fraudes, superfaturamentos, propinas na Prefeitura do Rio na gestão de Eduardo Paes é tão grande como no Estado, a única diferença é no estilo. Enquanto Cabral gostava de ostentar, Eduardo Paes preferia disfarçar.




03/08/2017

22:07

A maior perseguição do Judiciário brasileiro

A perseguição contra mim é tão grande que ouçam abaixo a declaração do advogado Rafael Farias ao deixar minha defesa. Ele diz: "O melhor advogado diante de mau juiz é incapaz de defender o seu cliente."



03/08/2017

18:29

Os poderosos têm medo de quem tem coragem de mostrar a verdade

Quero agradecer aos amigos que me mandaram esse banner e avisaram que estão compartilhando nas redes sociais. Realmente há 10 anos venho denunciando aqui no blog a roubalheira de Sérgio Cabral, Eduardo Paes, Pezão, Jorge Picciani, Eduardo Cunha e a quadrilha do PMDB, como hoje reconhece o Ministério Publico Federal e a Polícia Federal. Quase todos os principais personagens e esquemas que vêm sendo revelados desde a Operação Calicute, que prendeu Cabral, até a Operação Rio 40 Graus, que chegou ao grupo de Eduardo Paes, foram denunciados por mim há vários anos. Como diz o banner: "Lava Jato confirma todas as denúncias do blog nos últimos 10 anos".

Esse é o principal motivo porque setores muito poderosos se juntaram para me perseguir e tentar calar a minha voz. Agem por vingança e ódio, além do medo do que eu possa ainda vir a revelar. Por isso querem me condenar de qualquer maneira, mesmo que para isso precisem montar uma farsa jurídica, como mostrei na postagem anterior.

03/08/2017

15:35

Íntegra do mandado de segurança da OAB contra a perseguição do juiz Ralph Manhães a Garotinho e as ilegalidades que ele vem cometendo

03/08/2017

15:12

A vergonha da Câmara, os jovens e a exortação do Papa Francisco

Hoje quase todos os colunistas políticos abordaram a questão da falta de mobilização popular na votação da denúncia de Temer, que foi tema de uma postagem minha ontem, antes de começar a votação. Todos concordamos nesse aspecto, se o povo tivesse ido para a rua o resultado seria outro. Em cima disso não podemos esquecer a mensagem do Papa Francisco esta semana aos jovens brasileiros, uma exortação para que lutem contra as mazelas que atormentam o nosso país.

Desde a Constituição de 1988 os jovens com 16 anos garantiram o direito facultativo de votar. Todo mundo lembra a campanha "Se Liga 16", que incentivou os jovens a tirar o título de eleitor e votar. Mas nas últimas três eleições vem diminuindo o número de jovens entre 16 e 18 anos que votam. Isso demonstra a falta de interesse da juventude na política. Aliás, muita gente tem estranhado que diante da crise política que o país atravessa os jovens não estejam na rua protestando, como aconteceu no impeachment de Collor, quando os "caras pintadas" tomaram ruas e praças de todo o país.

Até o Papa Francisco incentivou os jovens brasileiros a lutarem: “Vocês são a esperança do Brasil e do mundo, não tenham medo de combater a corrupção”. Mas o desencanto da juventude com a política está falando mais alto. A pergunta que eu faço é: até quando?




03/08/2017

13:45

Estava demorando para Lava Jato chegar no esquema de obras de Eduardo Paes

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo
Essa Operação Rio 40 Graus mirou apenas as obras nas lagoas de Jacarepaguá e na TransCarioca. Mas a partir de agora é só puxar o fio da meada. Os bilhões que foram gastos nas obras dos equipamentos olímpicos, estádios, ginásios, vila dos atletas e outros, se forem vistos com lupa vão encontrar muita corrupção. O ex-prefeito Eduardo Paes fez cara de paisagem e afirmou que será uma decepção muito grande para ele se vierem a ser comprovadas as acusações ao ex-secretário de Obras, Alexandre Pinto. Ora, Paes, quem você pensa que engana?

E notem que o MPF diz que o PMDB formou uma quadrilha que repetiu em prefeituras o esquema de corrupção montado por Sérgio Cabral no Governo do Estado. O que é que eu venho falando há vários anos? Ou seja, mais uma vez se comprova que eu tinha razão. Mas podem se preparar que muita gente da equipe de Paes terá que prestar contas à Justiça.

03/08/2017

11:55

Encontro Marcado (Quinta, 03/08/2017)

03/08/2017

11:05

A farsa da "operação chequinho"

Ministro do TSE, Tarcísio Vieira
Ministro do TSE, Tarcísio Vieira
Ontem acompanhado dos meus advogados, estivemos no TSE, no gabinete do ministro Tarcísio Vieira. Na oportunidade ele teve a chance de folhear o último volume do processo original da operação e constatar que as diligências que foram solicitadas por minha defesa não estão nos autos do processo, ao contrário do que afirma o juiz Ralph Manhães.

Em função disso, o ministro solicitou ontem mesmo ao TRE que no prazo de 24 horas apresente informações sobre o andamento do agravo regimental interposto por nossa defesa e que "o juiz da 100ª Zona Eleitoral, também no prazo de 24 horas, apresente informações acerca da "sequência processual da ação penal 3470, devendo esclarecer a data na qual as diligências referidas foram juntadas aos autos, bem como se a defesa teve efetivo acesso ao respectivo resultado".

Inexplicavelmente o juiz e o TRE continuam afirmando que as diligências estão no processo, embora elas não estejam lá. Isso é incompreensível, inadmissível, e é preciso descobrir quem está mentindo, afinal as informações foram passadas anteriormente ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes. Quem o teria enganado, afirmando existir no processo diligências que nunca estiveram nele?

A própria OAB-RJ fez certidão, após manusear os autos, que inexiste no processo o resultado das diligências que o juiz Ralph Manhães afirma estarem lá. Inclusive a OAB estará ingressando hoje no TSE com recurso contra a decisão do TRE-RJ, que sequer quis apreciar o mandado de segurança impetrado contra o juiz Ralph Manhães pela Comissão de Prerrogativa da entidade.

Estou sendo julgado por juiz parcial.

Estou sendo julgado sem provas.

Estou sendo julgado com um claro cerceamento de defesa.

Estou sendo perseguido por um juiz que está mais preocupado em condenar do que em julgar, e o bom juiz é aquele que julga segundo aquilo que está nos autos, e forma sua convicção de acordo com provas.

Orientei meus advogados que se hoje, o cartório da 100ª Zona Eleitoral (Campos) se negar mais uma vez a entregar uma certidão confirmando que o resultado das diligências nunca esteve dentro dos do autos processo, e muito menos à disposição de meus advogados para que pudessem produzir uma defesa justa, não apresentem a minha defesa final, pois para um tribunal de exceção, instalado pelo juiz de Campos, Ralph Manhães, com o apoio do promotor Leandro Manhães, os argumentos da defesa não farão a menor diferença, porque a decisão de condenar não é técnica, é política e está pronta desde o início da "operação chequinho".

Esclareço que sem as respostas às diligências minha defesa fica impossibilitada de confeccionar uma peça jurídica consistente para desmentir as alegações finais do Ministério Público. Acho inclusive que toda a chicana jurídica promovida pelo juiz Ralph Manhães tem o objetivo de esconder a verdade deste processo, que é: NÃO HOUVE CRIME.

Em tempo: Para que não reste nenhuma dúvida vamos publicar daqui a pouco no blog as páginas finais do processo para que todo mundo jurídico saiba que o juiz Ralph Manhães está mentindo ao dizer que o resultado das diligências está no processo.

03/08/2017

09:25

Fala Garotinho (Quinta, 03/08/2017)

03/08/2017

08:31

Conheçam os deputados do Rio que votaram para acobertar Michel Temer

Reprodução do jornal O Dia
Reprodução do jornal O Dia
É importante ressaltar que "A FAVOR" era para enterrar a denúncia, "CONTRA" era para Michel Temer ser investigado.

Em tempo: Mais cedo postamos uma imagem que recebemos com as fotos dos deputados, mas havia uma incorreção. O deputado Sóstenes Cavalcante votou pela aceitação da denúncia e não para proteger Temer, conforme equivocadamente mostramos. A lista correta é essa acima.

02/08/2017

22:35

TSE cobra explicações sobre processo da "operação chequinho"

OAB já tinha se manifestado contra violação do direito de Garotinho

Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

02/08/2017

22:04

Dia da Vergonha: 263 deputados se "vendem" e enterram denúncia de Temer

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo
O resultado final foi 263 x 227, com 19 abstenções. Temer precisava apenas 172 votos, obteve uma vitória por larga vantagem, todos nós sabemos como, mas mesmo com o "balcão de negócios" mais descarado que se tem notícia não chegou aos 300 votos que o Palácio do Planalto queria. Temer, é claro, comemora, saboreia uma vitória de Pirro, porque em breve terá que encarar nova denúncia da PGR e novo jogo começa. Mas deveria ter vergonha, ele e os deputados que votaram pela não aceitação da denúncia. É mais um dia triste para a política, muito ruim para o país e todos os brasileiros. Depois vou comentar mais e analisar os desdobramentos, e dar a relação dos deputados do Rio que votaram para proteger e manter Michel Temer. Vergonha!

02/08/2017

17:47

Faltou mobilização popular

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo
Essa é a grande diferença da votação de hoje para a do impeachment da Dilma. Todo mundo lembra nos dias de votação decisiva do impeachment, tanto na Câmara como depois no Senado, o gramado do Congresso precisou ser dividido por um muro de tapumes, com manifestantes pró e contra afastados por muitos metros, e encheu de gente dos dois lados. Hoje essa imagem é o retrato da falta de mobilização popular. Sem essa pressão muitos deputados sentem-se à vontade para votar contra a vontade da esmagadora maioria da população. O silêncio das ruas fez muita diferença.