Visitantes online: 2376
logo topo

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

03/02/2017

12:11

Mais um integrante da quadrilha de Cabral aparece em foto ao lado de Beltrame

Conheçam todo o esquema de Aryzinho que o MPF ainda não mostrou, divulgado no blog desde 2012

José Mariano Beltrame ao lado de Aryzinho curtindo o carnaval no camarote oficial do Governo do Estado
José Mariano Beltrame ao lado de Aryzinho curtindo o carnaval no camarote oficial do Governo do Estado

Ufa, tchê! Depois de morar no apartamento do laranja de Cabral, Paulo Magalhães Pìnto, e ver seus filhos passeando na lancha Manhatan, propriedade de Sérgio Cabral, avaliada em R$ 5,3 milhões, agora o homem da Inteligência do governo dele, o delegado federal José Mariano Beltrame aparece nesta foto acima, no carnaval, no camarote oficial do Estado, ao lado de Aryzinho, que além de ser um dos mais antigos colaboradores da quadrilha que acompanha o ex-governador desde os tempos da Assembleia Legislativa, estava lotado como assessor especial no gabinete do chefe.

Todo mundo sabia, todo mundo via, todos acompanhavam o papel sujo desempenhado por Aryzinho, vulgo "Algodão", "Cachaceiro", "Sombra", "Fichinha". Como diz a célebre canção "O roubo passou, só Mariano não viu".

Abaixo confiram os imensos esquemas comandados por Aryzinho, que vão muito além dos R$ 10 milhões divulgados pelo MPF.

Clique aqui e leia a denúncia completa de Garotinho sobre Aryzinho

03/02/2017

10:58

Encontro Marcado com Garotinho (Sexta - 03/02)


03/02/2017

08:41

Temer blinda Moreira Franco e o afasta de Sérgio Moro

Reprodução de O Dia online
Reprodução de O Dia online

Quando Dilma decidiu nomear Lula como ministro o PMDB e o PSDB espernearam e a acusaram de obstrução da Justiça, de querer garantir foro privilegiado ao ex-presidente, tirando seu processo das mãos de Sérgio Moro. Pois foi exatamente o que Michel Temer fez ontem ao criar um ministério para Moreira Franco, delatado pela Odebrecht na Lava Jato. O que Temer fez foi tirar Moreira Franco da alçada de Sérgio Moro dando-lhe foro privilegiado no STF. Aliás, o presidente da República vai indicar um novo ministro para o Supremo para a vaga de Teori Zavascki. Não é à toa que pesquisas recentes mostram que a grande maioria dos brasileiros acha que o governo Temer é igual ou pior que o de Dilma.

02/02/2017

18:59

Cabral é mesmo um cara de pau

Reprodução da Época online
Reprodução da Época online

Cabral acha que o ministro do STJ, Luis Felipe Salomão deveria ajudá-lo a tirar seu processo das mãos do juiz Marcelo Bretas, e com certeza ainda queria que o magistrado o soltasse mesmo com todas as provas existentes. Isso porque indicou o nome de Salomão para Lula nomear para o STJ. É muita cara de pau.

02/02/2017

17:45

As esposas dos homens públicos sofrem mais do que eles

Lula e Dona Marisa
Lula e Dona Marisa

A mistura de amor e dor é sempre explosiva. Agora recentemente constatei mais uma vez a intensidade do sofrimento de Rosinha quando fui vítima de mais uma injustiça.

Imagino como a senhora Marisa Letícia sofreu quando Lula foi ou se sentiu injustiçado ao longo de sua vida. As companheiras carregam nos ombros, secretamente, as suas dores, dos filhos e, especialmente, das pessoas a quem dedicam seu amor.

Estive algumas vezes com Dona Marisa, numa delas me recordo bem. Foi durante o velório de Leonel Brizola no Palácio Guanabara. Falamos um pouco da vida de Brizola, e em determinado momento percebi que seus olhos ficaram vermelhos, lacrimejantes, quando ela disse: “Ele tinha grande amor pelas crianças e isso era muito bom num político.”

Nos últimos anos, com tudo o que o PT e Lula viveram, imaginem a intensidade do seu sofrimento. Não sei o destino das pessoas, são mistérios que ninguém conhece. Lula, certamente, sentirá intensamente a ausência de alguém que impulsionou sua vida, e recolheu e enxugou suas lágrimas com o cuidado que só quem ama sabe fazer. Que o Senhor conforte o coração de Lula e seus filhos.

02/02/2017

16:57

Aécio: O que será o amanhã? Responda quem souber

Aécio Neves no casamento de George Sadala; ao lado Sadala (penúltimo à esquerda) na farra com a Gangue dos Guardanapos
Aécio Neves no casamento de George Sadala; ao lado Sadala (penúltimo à esquerda) na farra com a Gangue dos Guardanapos

Conforme é de conhecimento público quase 100% dos crimes praticados por Sérgio Cabral foram denunciados antes em nosso blog. Bastou estourar a primeira bolha e tudo veio à tona. E vem muito mais por aí. Agora há pouco conversei com um amigo que me disse que não será nada difícil investigar os esquemas de Aécio Neves em Minas Gerais, pois o modus operandi é bem parecido com o de Cabral. Segundo esse interlocutor, o MPF e a PF irão encontrar inclusive elementos comuns aos dois esquemas, que periodicamente se reuniam para tratar de acertos de contas.

Segundo a fonte, há inclusive operadores financeiros comuns, e o ponto de encontro era uma cidade histórica de Minas, ou claro, a Cidade Maravilhosa, aliás, Aécio sempre foi tratado como quarto senador do Rio de Janeiro, pois além de ter residência fixa no Rio, costumava frequentar os mesmos restaurantes e ambientes que Sérgio Cabral.

Aliás, há outro ponto em comum entre eles. Trata-se de George Ryan Sadala, conhecido como Gê, que integrou a famosa Gangue dos Guardanapos. Cabral, Aécio e Fernando Cavendish, da Delta, foram seus padrinhos de casamento com as respectivas esposas. Sadala, antes de comandar no Estado do Rio o programa Rio Poupa Tempo, comandou em Minas Gerais o programa Minas Fácil, que rendeu ao consórcio de empresas liderado por ele a bagatela de R$ 300 milhões.

Uma pergunta deve rondar a cabeça dos quase 50 milhões de brasileiros que deram seu voto a Aécio Neves para presidente da República: Será que ele terá o mesmo infeliz destino de Cabral?

Em tempo: Quero deixar claro que contra Sérgio Cabral e sua quadrilha fazemos investigações há quase 10 anos e tudo está sendo comprovado agora pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal. No caso de Aécio Neves não fiz qualquer tipo de investigação.

02/02/2017

16:11

Liberar drogas vai aumentar o flagelo da dependência química

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

Com todo o respeito ao ministro do STF, Luís Roberto Barroso, mas não creio que a liberação da maconha e da cocaína seja um caminho para a crise do sistema prisional. O ministro argumenta que pequenos traficantes são presos e atrás das grades acabam se transformando em grandes criminosos associados a facções criminosos. Mas é preciso observar que se liberarem as drogas o flagelo da dependência química vai atingir cada vez mais jovens, que depois de um tempo vão furtar e roubar para sustentar o vício, logo vão acabar em presídios da mesma maneira e o ciclo vicioso não será interrompido.

Pela minha experiência, de quem construiu as primeiras clínicas gratuitas para tratamento de dependentes químicos, que foram um sucesso no Estado do Rio de Janeiro, programa social que Cabral acabou, sai mais barato tratar um dependente químico do que o gasto com um presidiário. E tivemos um alto índice de recuperação nas clínicas inauguradas por mim e Rosinha, conforme podem relembrar abaixo.

Reprodução do Blog do Garotinho (2013)
Reprodução do Blog do Garotinho (2013)

02/02/2017

14:59

Blog do Garotinho e queixa-crime à PGR denunciaram esquema de Aryzinho desde 2012

Reprodução da queixa-crime entregue por Garotinho à Procuradoria Geral da República
Reprodução da queixa-crime entregue por Garotinho à Procuradoria Geral da República

Aryzinho já está preso. Foi localizado pela Polícia Federal na Via Dutra, no início da tarde. Ele é personagem antigo do blog. Há muitos anos venho denunciando os esquemas de Aryzinho, também conhecido como "Algodão", "Cachaceiro", "Sombra" e "Ary Fichinha". O esquema que o MPF revelou envolvendo Aryzynha e concessionárias de veículos também foi revelado em primeira mão aqui no blog. Entreguei à PGR em 2012, 48 páginas, fartamente documentadas, com denúncias postadas no blog, também dei cópia à CPI do Cachoeira, depois reiterei ao MPF, em novembro do ano passado, e que serviram de base para a Operação Calicute chegar até Aryzinho.



02/02/2017

13:42

Delação da Odebrecht: Aécio Neves acertou propina para fraudar licitação

Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi atingido em cheio na delação da Odebrecht. E não é por doações eleitorais. Segundo a delação de Benedicto Júnior, ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, ele se reuniu com Aécio Neves pessoalmente e ficou acertado o pagamento de propina para garantir que o consórcio liderado pela empreiteira ganhasse a licitação para a construção da Cidade Administrativa do Governo de Minas Gerais, sede do governo mineiro, inaugurada quando Aécio era governador, em 2010. A obra que começou com previsão de custar R$ 500 milhões saiu no final por R$ 1,2 bilhão. De acordo com a delação, Aécio Neves teria recebido R$ 63 milhões em propinas. Estamos falando de propinas, não é doação eleitoral, porque isso é outra história.

Como já disse várias vezes, doação eleitoral da Odebrecht a maioria dos políticos recebeu, é a maior empreiteira do país, contribuía para todas as campanhas de políticos com expressão. Outra situação completamente diferente é o pagamento de propinas, depósitos feitos em contas no exterior, a venda de votos para a aprovação de Medidas Provisórias no Congresso.

02/02/2017

12:39

Defesa de Wilson Carlos deve achar que vai enrolar Sérgio Moro

Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja

Francamente os advogados de Wilson Carlos, um dos cabeças da quadrilha de Sérgio Cabral, atualmente preso em Curitiba, deve pensar que o juiz Sérgio Moro é ingênuo. Dizer que gastos de R$ 2,1 milhões no cartão de crédito de Wilson Carlos foram "gêneros para família" comprados por uma "dona de casa", no caso a mulher dele, é inacreditável. "Gêneros" de R$ 2,1 milhões? O curioso é que entre esses "gêneros" constam na fatura do cartão de Wilson Carlos o aluguel de limusine, compras de roupa em lojas de grife famosas e restaurantes caros. Era uma farra a vida da quadrilha de Cabral, todo mundo achava que ia durar para sempre, mas agora, um a um, estão todos indo parar atrás das grades.

02/02/2017

11:01

Encontro Marcado com Garotinho (Quinta - 02/02)


02/02/2017

08:44

Operação Calicute: Chegou a vez de Aryzinho, o assessor especial de Cabral

Reprodução do Extra
Reprodução do Extra

Mais uma da quadrilha de Cabral vai para Bangu. O agente fazendário Ary Ferreira da Costa Filho, da Receita estadual, que foi assessor especial do gabinete do Governador nos governos Sérgio Cabral e Pezão, só foi exonerado em dezembro passado é o novo alvo da Operação Calicute que chegou cedo a sua casa na Barra da Tijuca. O MPF e a PF chegaram a Aryzinho porque o empresário Adriano José Reis Martins, dono de uma rede de concessionárias de automóveis (Eurobarra, Dirija Niteroi, Barrafor, Americas Barra Rio, Disbarra, Klahn, Space Veiculos, Nova Yen Motors e Mitsumar Veiculos) fez delação premiada e contou ter repassado R$ 10 milhões a Sérgio Cabral entregues a Carlos Emanuel Miranda, o Avestruz. O grupo de Adriano se beneficiou de um esquema orquestrado por Aryzinho onde foi beneficiado com isenções fiscais e perdões de multas que atingiram R$ 1,3 bilhão. Finalmente estão chegando à farra das isenções fiscais e a Aryzinho, que os leitores do blog conhecem muito bem, inclusive acusado de ser mandante do assassinato de um babalorixá cubano, que namorou sua ex-esposa, caso revelado por nós, que mais tarde vamos relembrar. Por ser muito amigo de Cabral, Beltrame abafou a investigação sobre o assassinato.

01/02/2017

20:59

SBT mostra o abandono dos Restaurantes Populares



Todos os Restaurantes Populares da cidade do Rio foram fechados e abandonados pelo Governo Pezão. Já falei aqui que viraram residência de moradores de rua. A secretária municipal Clarissa Garotinho está tentando municipalizar os restaurantes, mas até agora o Estado não anda com o processo. O novo secretário estadual de Assistência Social, Pedro Fernandes tomou posse esta semana. Vamos ver se agora a coisa anda.

01/02/2017

16:58

A sala da propina de Cabral

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

Era tanta grana que Cabral roubava, eram tantos milhões em propinas mensais, que os doleiros que trabalhavam para o ex-governador não davam vazão para lavar o dinheiro. Os irmão Renato e Marcelo Chebbar contaram à força-tarefa da Operação Calicute que foram obrigados a dividir o esquema com outro doleiro que opera no Uruguai, conhecido com Juca Bala. Mesmo assim era dinheiro demais para lavar. A solução foi alugar uma sala em Ipanema para guardar dinheiro da propina de Cabral. Na "sala-cofre" chegaram a ficar guardados R$ 7 milhões.

Prédio na Rua Visconde de Pirajá, 550, em Ipanema, onde ficava a sala da propina de Cabral. Reparem que no térreo, por coincidência funciona uma joalheria, e na sobreloja (à direita) uma casa de câmbio
Prédio na Rua Visconde de Pirajá, 550, em Ipanema, onde ficava a sala da propina de Cabral. Reparem que no térreo, por coincidência funciona uma joalheria, e na sobreloja (à direita) uma casa de câmbio


01/02/2017

16:08

Secretariado de Pezão cada vez piora mais - 2

No alto o deputado Thiago Pampolha (à direita) concedendo a Medalha Tiradentes ao filho de Sérgio Cabral; abaixo reprodução do Informe do Dia
No alto o deputado Thiago Pampolha (à direita) concedendo a Medalha Tiradentes ao filho de Sérgio Cabral; abaixo reprodução do Informe do Dia

O novo secretário estadual de Esporte, Lazer e Juventude é Thiago Pampolha (PDT), que se licenciou da ALERJ. Como deputado estadual sua "grande realização" foi um ato de bajulação explícita, quando concedeu a Marco Antônio Cabral, filho de Cabral, a Medalha Tiradentes por "relevantes serviços prestados ao Estado" no cargo de secretário de Esporte. Só tem um detalhe a condecoração aconteceu em maio de 2015, Marco Antônio não estave nem há cinco meses na secretaria. Pois agora Pampolha substituiu Marco Antônio na secretaria de Esporte. Seu primeiro ato foi esse da nota acima, concedendo, via Lei do Incentivo ao Esporte, R$ 8,3 milhões de incentivos fiscais à telefônica OI. Não é o que eu digo? Com um time desses o Estado do Rio não tem como se levantar.


01/02/2017

15:10

Secretariado de Pezão cada vez piora mais

Jair Bittencourt e Vinícius Farah
Jair Bittencourt e Vinícius Farah

A máxima que diz que "não há nada tão ruim que não possa piorar" se encaixa perfeitamente no primeiro escalão do governo Pezão. No novo "toma lá, dá cá" que o governador está promovendo para atender interesses escusos de deputados. a fim de conseguir votos para aprovar seu pacote de maldades as trocas de secretários são as piores possíveis. Jair Bittencourt (PP), na secretaria de Agricultura e Vinícius Farah, do PMDB (ex-prefeito de Três Rios), no Detran, são nomes abaixo da crítica. Aliás, se vocês lerem com atenção o secretariado de Pezão é de dar dó. Não se salva praticamente ninguém, nunca se viu tanta incompetência junta numa equipe de governo. Assim, convenhamos, nem com ajuda federal o Rio vai conseguir se reerguer.



PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 ProximoUltimo