Visitantes online: 292
logo topo

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

03/03/2018

17:37

Um dia a história entenderá!

Ontem, eu e um amigo travamos uma conversa que começou com a seguinte pergunta: Você não se arrepende de ter feito essas denúncias contra essa gente poderosa do estado que hoje te persegue?

Minha resposta foi: Não! Eu apenas entendo...

- Você não acha que criou problemas de mais com a Globo, com Sérgio Cabral, Picciani, o Rei Arthur e centenas de outros empresários e políticos envolvidos com a corrupção?

Respondi: Não! Eu apenas entendo...

- Você não acha que ter denunciado o Poder Judiciário do estado foi um erro? E que eles não deixarão você ser candidato?

Respondi: Não! Eu apenas entendo...

- Entende o quê?

Sabia desde o início que não seria fácil, que poderia ser perseguido, processado e até preso, mas a outra opção é a dos covardes: fingir que nada está acontecendo. A vida é feita de escolhas e eu fiz a minha. E toda escolha tem um preço! Estou pagando o preço das minhas. O silêncio talvez me trouxesse benefícios materiais e quase nenhum problema, mas me traria um sentimento de covardia e cumplicidade que eu jamais me perdoaria.

- E o que você ganhou com isso?

Três prisões, uma centena de processos, inimigos poderosos e corruptos, e infelizmente, a incompreensão de boa parte da população.

- Mas isso não te incomoda?

Eu compreendo! Numa sociedade que está apodrecida como a nossa eu estaria estranhando se estivesse sendo aplaudido.

- Mas e aí o que vamos fazer?

Sinceramente? Não sei! Ninguém sabe! Eu fiz o que a minha consciência e o meu dever cobrou de mim. Perdi amigos que nunca foram amigos. Portas foram fechadas porque estavam abertas por interesse. Falei o que todo mundo sabia, mas não tinha coragem para dizer, e os que praticavam os erros não queriam ouvir.

- Mas isso só te levou ao isolamento. Hoje nem partido para ser candidato você tem. Até isso te tiraram!

É. O que eu posso fazer? Eu compreendo! É bem capaz deles elegerem alguém que pareça ser de oposição para dar continuidade a tudo que está aí.

- E você como ficará?

Não sei! Fiz o que achei certo. O tempo decifra os fatos melhor do que um momento. Talvez um dia me deem razão!

- Um dia pode ser tarde.

Eu entendo a sua pressa. A sua angústia. Às vezes sinto a mesma dor, mas eu já fiz a minha opção, e ela foi por falar o que eu considero o certo e agir de uma forma pouco comum. Se agigantar diante dos grandes e se apequenar para conversar com os humildes. A maioria prefere o contrário.

- Eu não entendo você!

Não tem problema. Um dia com certeza a história entenderá!

03/03/2018

14:05

Michel Temer é investigado no esquema da Odebrecht

Reprodução do Estadão
Reprodução do Estadão
A semana não terminou bem para o presidente Michel Temer, apesar do noticiário positivo sobre a criação do Ministério da Segurança Pública, mesmo nós sabendo que se trata de jogada de marketing.

O ministro Edson Fachin autorizou que Temer seja investigado no inquérito da Odebrecht que já envolve os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha. Além disso deu mais 60 dias para a Polícia Federal concluir o inquérito.

É bom lembrar que Temer já é investigado no inquérito que apura o esquema que beneficiou empresas do setor de portos.

Portanto Temer não se livrou do furacão, mesmo escapando no ano passado de duas denúncias criminais da PGR.

03/03/2018

12:00

Sérgio Cabral: 100 anos de prisão é pouco

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo
Existe uma expressão popular usada quando nos referimos a um grande bandido que diz: "esse aí merece 100 anos de prisão". Bem, no caso de Sérgio Cabral a expressão se materializou com sua quinta condenação, pelo esquema de lavagem de dinheiro com joias, mas ainda é pouco diante da maior roubalheira da história do Rio de Janeiro. E a pena ainda aumentará muitos anos. Vamos aos fatos.

Cabral foi condenado 5 vezes com penas que somam 100 anos e 8 meses de prisão.

Adriana Ancelmo foi condenada pela terceira vez e sua pena atingiu 37 anos e 11 meses.

Presos só têm direito a passar ao regime semiaberto após cumprirem 1/6 da pena. No caso de Cabral hoje, são 16 anos. Como está preso desde novembro de 2016 só terá direito ao semiaberto em 2032, daqui a 14 anos, quando estará com 69 anos.

Mas é bom lembrar que o ex-governador ainda é réu em mais 16 processos. Portanto ficará mais tempo atrás das grades.

E aí é importante observar que pela lei brasileira ninguém pode cumprir pena de mais de 30 anos de prisão. Portanto Cabral, a menos que consiga rever as penas em instâncias superiores, só deixará a cadeia em 2046, quando terá 83 anos.

03/03/2018

10:02

Sérgio Côrtes entregou mais um esquema de corrupção de Pezão

Surge mais um integrante da quadrilha de Cabral, denunciado no blog desde 2013

Reprodução de O Dia
Reprodução de O Dia
Finalmente apareceu mais um personagem, denunciado aqui no blog em 2013, portanto há 5 anos, que é integrante notório da quadrilha de Sérgio Cabral. Trata-se do empresário do sul fluminense Ronald de Carvalho.

Em depoimento ao juiz Marcelo Bretas, o ex-secretário de Saúde, Sérgio Côrtes entregou mais um esquema de corrupção que rendeu dinheiro de propinas ao atual governador Pezão, envolvendo as UPAs de lata. Côrtes diz que foi apresentado por Pezão ao empresário Ronald de Carvalho, que recebeu R$ 45 milhões em incentivos fiscais.

Em 2013, conforme podem ver abaixo, denunciei os esquema de roubalheira encabeçado por Ronald de Carvalho, amigo há 40 anos de Pezão. Inclusive, revelei um episódio inacreditável. A inauguração de uma metalúrgica fantasma em Valença, com a participação de Cabral, Pezão e do deputado estadual André Corrêa, que é da cidade. A metalúrgica, mesmo sem produzir nada, nem ter maquinário, ganhava todas as licitações para o fornecimento de contêineres para as UPAs e UPPs do estado.

Não deixem de clicar no link no pé desta postagem, que todos os esquemas estão lá, incluindo os incentivos fiscais. Vocês vão ficar perplexos como nenhuma autoridade do estado se dignou a investigar o esquema, e como a imprensa abafou tudo. É chocante!

Aliás, me contaram que desde o depoimento de Côrtes ao juiz Bretas, o deputado André Corrêa está à base de calmantes. Por que será? E o ex-secretário Beltrame também deve estar com os nervos à flor da pele.

Reprodução do Blog do Garotinho (2013)
Reprodução do Blog do Garotinho (2013)


Vejam na íntegra o esquema do empresário Ronald de Carvalho

02/03/2018

16:30

Os negócios da Globo com Orlando Diniz, parceiro de negociatas com Sérgio Cabral

Reprodução do site The Intercept Brasil
Reprodução do site The Intercept Brasil
Não deixem de ler a matéria que mostra mais um elo na teia de "negócios" de Sérgio Cabral, envolvendo a Globo e a Fecomércio.

Leia a matéria na íntegra

02/03/2018

14:45

Segurança pública e eleição

Geraldo Alckmin
Geraldo Alckmin
Não acompanho com lupa os índices da violência de São Paulo. Mas são muitas vozes se levantando contra os números da criminalidade divulgados pelo governo paulista. Revelam grande melhora no quadro, mas evidenciam uma manipulação, assim como acontece no Rio de Janeiro, desde Sérgio Cabral, para favorecer a imagem do governador Geraldo Alckmin. Pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Alckmin, chamado de "Santo" nas planilhas da Odebrecht, Alckmin quer se posicionar na questão da segurança pública para não ficar para trás, após Michel Temer ter levantado o tema com a intervenção no Rio, e a criação do Ministério da Segurança.

Aliás, agora todos os pré-candidatos passaram a ter como prioridade a segurança pública, deixando a economia para segundo plano. Tem um monte de oportunistas de plantão.

02/03/2018

13:06

Muita calma nessa hora!

Reprodução do Brasil 247; ao lado capa da revista Piauí
Reprodução do Brasil 247; ao lado capa da revista Piauí
Respeito o ex-governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra, mas acho um exagero infundado imaginar que a intervenção militar na segurança pública do Rio de Janeiro seja o primeiro passo para um golpe militar, que leve a uma ditadura. Está havendo por parte de alguns setores uma reação exacerbada à intervenção.

Eu até questiono a opção da intervenção militar na segurança pública. Já defendi aqui outro caminho, a federalização da segurança. Sei que há interesses eleitoreiros por detrás. Mas acho que algumas pessoas ainda não se refizeram do trauma da ditadura militar e permanecem assombrados por esse fantasma.

Não vejo nenhum clima, nem interesse das Forças Armadas em tomar o poder. É preciso, como disse no título desta postagem, "muita calma nessa hora!".

02/03/2018

11:05

A farra fiscal de Michel Temer

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online
Saiu muito caro para o país a compra de apoio de deputados e senadores ao governo Temer. Para barrar as duas denúncias criminais, para aprovar a reforma que não houve da Previdência, e para garantir uma base de apoio no Congresso, a conta apresentada à nação, só na parte de perdões de dívidas, é de R$ 62 bilhões.

O país deixa de arrecadar R$ 62 bilhões de empresas das famílias de deputados e senadores, de amigos deles e aliados. Descontos que nenhum brasileiro endividado tem, de até 70% nas multas e até 90%. Vai você pedir ao banco desconto de 70% ou 90%. O gerente vai rir na sua cara.

Esse sistema de benesses para a elite, as oligarquias políticas tem que acabar. É a mesma coisa na Previdência. Não cobram as dívidas milionárias dos graúdos, preferem penalizar a classe trabalhadora. É uma vergonha!

01/03/2018

18:56

União do trabalhismo: Brizola Neto e Garotinho

Imagens da reunião do grupo político de Garotinho: abaixo nota da coluna Extra, Extra!
Imagens da reunião do grupo político de Garotinho: abaixo nota da coluna Extra, Extra!
Para quem não assistiu os lives da reunião do nosso grupo político no Clube Municipal estão aí fotos e um vídeo (abaixo) com os momentos mais importantes, o meu discurso e o do ex-deputado Brizola Neto, que se juntou a nós para minha alegria e de todos.

O neto de Leonel Brizola defendeu a união de todos os trabalhistas a partir do Rio de Janeiro, e em torno do meu nome na disputa para o Governo do Estado. Foi um momento de muita emoção para mim, de muitas lembranças de Brizola, e ao cantarmos aquele hino de campanha "Lá lá lá lá lá Brizola" vi muitos companheiros chorarem.

Todos sabem o que Brizola representou para mim, Rosinha, Clarissa e tantos companheiros nacionalistas, trabalhistas e defensores das causas populares.



01/03/2018

18:05

Pezão está nas mãos do Tribunal de Justiça do Rio

Reprodução do G1
Reprodução do G1
Não tenham dúvida que se o Órgão Especial do Tribunal de Justiça determinar que o pedido de impeachment de Pezão seja votado pelo plenário o mandato do governador sobe no telhado.

Pezão não tem mais a blindagem garantida da Alerj. Esta semana mesmo 18 vetos de Pezão foram derrubados em plenário. Ele agoniza, além de que estamos a poucos meses da eleição e muitos deputados da sua base estão desesperados temendo não conseguir a reeleição. Por isso Pezão não deve contar com o voto de muitos aliados próximos, que vão abandona-lo na beira da pista, igual a laranja bichada.

Caso o TJ acolha a ação da oposição a única alternativa para escapar da degola será conseguir uma liminar no STJ ou no STF.

01/03/2018

14:34

PCC no Rio: Foi preciso intervenção para autoridades de segurança admitirem o que alertamos há mais de um ano

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo
Não tenho bola de cristal, mas fui governador e secretário de Segurança, por isso converso com delegados e coronéis da PM, que trabalharam comigo, alguns do Setor de Inteligência.

Como poderão conferir nas reproduções abaixo, em janeiro do ano passado alertei que o PCC tinha tomado uma parte da Rocinha. Depois temporariamente recuou na guerra que foi travada na comunidade, mas agora controla a Rocinha de ponta a ponta. Em maio do ano passado mostrei que o PCC vinha avançando em várias comunidades do Rio de Janeiro.

Ninguém me deu ouvidos. O secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, o Rolando Lero fingiu que não era com ele. Alguns diziam Garotinho está exagerando.

Mais recentemente, em setembro, no meu programa da Rádio Tupi, assim como no Encontro Marcado com Garotinho, pelo Facebook, denunciei que o PCC já dominava o tráfico em Paraty, Resende e Japeri e que disputava outros municípios na beira da Via Dutra e da Rio - Santos, estratégicos no transporte de drogas e armas.

Só hoje, após a intervenção, com um ano de atraso, as autoridades de segurança do Rio admitem que o PCC se instalou no Rio e controla a Rocinha.

Se lá atrás, quando denunciei o avanço do PCC alguma coisa tivesse sido feita a facção paulista não teria fincado a bandeira no Estado do Rio. Mais uma vez eu estava certo.

Reproduções do Blog do Garotinho
Reproduções do Blog do Garotinho


01/03/2018

13:03

Juízes de Campos vão ter que se explicar ao Conselho Nacional de Justiça

01/03/2018

10:55

A chapa do PT no Rio não vai vingar

Lindbergh Farias, Lula e Celso Amorim
Lindbergh Farias, Lula e Celso Amorim
Nas últimas quatro eleições presidenciais, Lula e Dilma venceram no Rio de Janeiro. A única exceção foi o 1º turno de 2002, quando eu fui candidato a presidente pelo PSB, obtendo mais de 15 milhões de votos, e venci no Rio de Janeiro, com Lula alcançando a vitória no 2º turno, claro, com o meu apoio no estado.

Agora mesmo as pesquisas apontam Lula liderando no Estado do Rio de Janeiro. Porém o PT não tem chances para o Governo do Estado. Não foi adiante com Lindbergh Farias em 2014, que ficou em 3º lugar, muito menos terá com o ex-chanceler Celso Amorim, que pouca gente conhece.

E Lindbergh não acredito que arriscará a reeleição ao Senado, conforme o PT vem anunciando, porque suas chances, mesmo com duas vagas na disputa, são remotíssimas. Aposto que tentará uma vaga para a Câmara dos Deputados, que alcançará sem sustos.

28/02/2018

16:03

Garotinho ao vivo no Clube Municipal

28/02/2018

14:19

A suprema mentira

Reprodução do Globo, do blog de Ancelmo Gois
Reprodução do Globo, do blog de Ancelmo Gois
Pezão diz que não tem como se sustentar quando acabar seu mandato. Não sei o que é pior: a mentira ou o não questionamento da mesma? E o dinheiro que os delatores já contaram ao MPF e à Polícia Federal que pegaram para Pezão? É i-na-cre-di-ta-vel!

Em tempo: Essa lorota braba vai cair por terra bem antes de Pezão terminar o mandato. Quero ver a cara dos jornalistas que o tratam como coitadinho, como inocente.

28/02/2018

10:22

O MDB é insaciável

Henrique Meirelles e Romero Jucá
Henrique Meirelles e Romero Jucá
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles vai deixar o cargo no dia 7 de abril. Pode ser candidato a presidente, a governador ou até mesmo a senador. Mas quer deixar na sua cadeira o secretário-executivo do ministério, Eduardo Guardia.

Pois não é que o presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR) já entrou em campo para tomar de assalto o Ministério da Fazenda. Quer indicar o atual ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira para a Fazenda.

Nem questiono o currículo do ministro Dyogo Oliveira, servidor de carreira, que ocupou cargos importantes na Fazenda. Mas se Romero Jucá está fazendo de tudo para emplacá-lo com certeza não é pensando no Brasil, nem no melhor para os brasileiros. É isso que depõe contra Dyogo Oliveira.