Visitantes online: 262
logo topo

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

01/03/2018

18:05

Pezão está nas mãos do Tribunal de Justiça do Rio

Reprodução do G1
Reprodução do G1
Não tenham dúvida que se o Órgão Especial do Tribunal de Justiça determinar que o pedido de impeachment de Pezão seja votado pelo plenário o mandato do governador sobe no telhado.

Pezão não tem mais a blindagem garantida da Alerj. Esta semana mesmo 18 vetos de Pezão foram derrubados em plenário. Ele agoniza, além de que estamos a poucos meses da eleição e muitos deputados da sua base estão desesperados temendo não conseguir a reeleição. Por isso Pezão não deve contar com o voto de muitos aliados próximos, que vão abandona-lo na beira da pista, igual a laranja bichada.

Caso o TJ acolha a ação da oposição a única alternativa para escapar da degola será conseguir uma liminar no STJ ou no STF.

01/03/2018

14:34

PCC no Rio: Foi preciso intervenção para autoridades de segurança admitirem o que alertamos há mais de um ano

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo
Não tenho bola de cristal, mas fui governador e secretário de Segurança, por isso converso com delegados e coronéis da PM, que trabalharam comigo, alguns do Setor de Inteligência.

Como poderão conferir nas reproduções abaixo, em janeiro do ano passado alertei que o PCC tinha tomado uma parte da Rocinha. Depois temporariamente recuou na guerra que foi travada na comunidade, mas agora controla a Rocinha de ponta a ponta. Em maio do ano passado mostrei que o PCC vinha avançando em várias comunidades do Rio de Janeiro.

Ninguém me deu ouvidos. O secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, o Rolando Lero fingiu que não era com ele. Alguns diziam Garotinho está exagerando.

Mais recentemente, em setembro, no meu programa da Rádio Tupi, assim como no Encontro Marcado com Garotinho, pelo Facebook, denunciei que o PCC já dominava o tráfico em Paraty, Resende e Japeri e que disputava outros municípios na beira da Via Dutra e da Rio - Santos, estratégicos no transporte de drogas e armas.

Só hoje, após a intervenção, com um ano de atraso, as autoridades de segurança do Rio admitem que o PCC se instalou no Rio e controla a Rocinha.

Se lá atrás, quando denunciei o avanço do PCC alguma coisa tivesse sido feita a facção paulista não teria fincado a bandeira no Estado do Rio. Mais uma vez eu estava certo.

Reproduções do Blog do Garotinho
Reproduções do Blog do Garotinho


01/03/2018

13:03

Juízes de Campos vão ter que se explicar ao Conselho Nacional de Justiça

01/03/2018

10:55

A chapa do PT no Rio não vai vingar

Lindbergh Farias, Lula e Celso Amorim
Lindbergh Farias, Lula e Celso Amorim
Nas últimas quatro eleições presidenciais, Lula e Dilma venceram no Rio de Janeiro. A única exceção foi o 1º turno de 2002, quando eu fui candidato a presidente pelo PSB, obtendo mais de 15 milhões de votos, e venci no Rio de Janeiro, com Lula alcançando a vitória no 2º turno, claro, com o meu apoio no estado.

Agora mesmo as pesquisas apontam Lula liderando no Estado do Rio de Janeiro. Porém o PT não tem chances para o Governo do Estado. Não foi adiante com Lindbergh Farias em 2014, que ficou em 3º lugar, muito menos terá com o ex-chanceler Celso Amorim, que pouca gente conhece.

E Lindbergh não acredito que arriscará a reeleição ao Senado, conforme o PT vem anunciando, porque suas chances, mesmo com duas vagas na disputa, são remotíssimas. Aposto que tentará uma vaga para a Câmara dos Deputados, que alcançará sem sustos.

28/02/2018

16:03

Garotinho ao vivo no Clube Municipal

28/02/2018

14:19

A suprema mentira

Reprodução do Globo, do blog de Ancelmo Gois
Reprodução do Globo, do blog de Ancelmo Gois
Pezão diz que não tem como se sustentar quando acabar seu mandato. Não sei o que é pior: a mentira ou o não questionamento da mesma? E o dinheiro que os delatores já contaram ao MPF e à Polícia Federal que pegaram para Pezão? É i-na-cre-di-ta-vel!

Em tempo: Essa lorota braba vai cair por terra bem antes de Pezão terminar o mandato. Quero ver a cara dos jornalistas que o tratam como coitadinho, como inocente.

28/02/2018

10:22

O MDB é insaciável

Henrique Meirelles e Romero Jucá
Henrique Meirelles e Romero Jucá
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles vai deixar o cargo no dia 7 de abril. Pode ser candidato a presidente, a governador ou até mesmo a senador. Mas quer deixar na sua cadeira o secretário-executivo do ministério, Eduardo Guardia.

Pois não é que o presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR) já entrou em campo para tomar de assalto o Ministério da Fazenda. Quer indicar o atual ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira para a Fazenda.

Nem questiono o currículo do ministro Dyogo Oliveira, servidor de carreira, que ocupou cargos importantes na Fazenda. Mas se Romero Jucá está fazendo de tudo para emplacá-lo com certeza não é pensando no Brasil, nem no melhor para os brasileiros. É isso que depõe contra Dyogo Oliveira.