Visitantes online: 7
logo topo

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

20/11/2017

10:31

Poderes contaminados ou omissos

O artigo do professor de Direito Constitucional da Fundação Getúlio Vargas, Joaquim Falcão é quase cirúrgico na análise sobre a participação - como protagonistas ou por omissão - de outros poderes no maior assalto aos cofres públicos da história do Rio de Janeiro, que tem como chefe maior da quadrilha o ex-governador Sérgio Cabral. O professor Joaquim Falcão bate na mesma tecla que eu ao sustentar que a roubalheira sem similar só foi possível graças ao silêncio da Judiciário e do Ministério Publico Estadual. E que o Legislativo fluminense (ALERJ) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) foram contaminados pela corrupção desenfreada.

O professor Joaquim Falcão é articulista do Globo e foi presidente da Fundação Roberto Marinho, que hoje é presidida por José Roberto Marinho. Talvez isso explique a única imprecisão, ou melhor, omissão do seu excelente artigo. Faltou lembrar a participação atuante e decisiva da mídia que blindou a quadrilha de Sérgio Cabral, manteve um silêncio assustador diante da proliferação da corrupção endêmica que tomou conta do Estado, que aliás, foi frisada pelo coordenador da Lava Jato no Rio, o procurador Eduardo El Hage, Segundo ele, a corrupção tomou conta de todas os setores do governo estadual, e, claro, se expandiu para prefeituras peemedebistas, a começar pelo Rio com Eduardo Paes e Nova Iguaçu com Nelson Bornier, entre várias outras, com a colaboração efetiva da Alerj e do Tribunal de Contas.

20/11/2017

09:13

Garotinho fala dos desdobramentos da Operação Cadeia Velha

19/11/2017

13:07

Eduardo Paes, o protegido da Globo

Durante todo o dia de hoje as Organizações GLOBO, mobilizaram suas Tvs, rádios, sites de notícias e jornais para tentar convercer o povo que EDUARDO PAES é quase um Santo, só teria feito caixa 2.

É mentira e vocês verão por quê.

✔O dono da agência PROLE confessou que a licitação para a escolha das agências de propaganda para a prefeitura do RIO foi uma fraude, feita a pedido e com conhecimento do prefeito Eduardo Paes, que disse quem ele gostaria que vencesse a licitação, eles venceram, mas segundo Renato Pereira, o prefeito cometeu a fraude sem nenhum interesse;

✔O marqueteiro disse também que entregou dinheiro a vários integrantes do gabinete do prefeito Eduardo Paes, mas tem certeza que ele não sabia;

✔Afirmou também que só na pré campanha Eduardo Paes gastou 8 milhões de reais, num periodo proibido pela lei, que quem pagou foi a ODEBRECHT e o senhor Barata da Fetranspor, que o dinheiro era entregue por pessoas do gabinete do prefeito ou pelos representantes das empresas, sempre em espécie, mas embora o prefeito tenha dado a ordem, não acredita que ele acompanhava esses assuntos de perto;

✔Que na campanha de Pedro Paulo o esquema se repetiu, mas em volumes maiores, pois o candidato era pesado, a ordem foi dada pessoalmente por Eduardo Paes no seu gabinete da prefeitura, que o gasto apresentado a justica eleitoral foi maquiado, na verdade o preço foi duas vezes maior, mas ele nunca ouviu dizer que o Eduardo Paes soubesse disso.

E mais etc, etc, etc. Uma confissão de crimes em série sempre com o devido cuidado da Globo, de escolher os trechos para induzir os seus telespectadores que DUDU PAES É QUASE um Santo e deve ser canonizado pelo Papa Francisco.

Aliás aqueles 8 milhões de dólares encontrados em contas no Panamá em nome do pai e da irmã de Eduardo Paes, também devem ser um milagre.

Será que a GLOBO não entendeu que a mentira com a internet ficou quase impossível de prevalecer?

Nas próximas semanas um imenso escândalo atingirá um mesmo setor dos Governos de Cabral e Paes.

O que dirá a GLOBO que DUDU também não sabia?

"CABRAL É PAES
PICCIANE É CABRAL, PAES É PEZÃO. E TODOS SÃO PMDB."

Ou acham que somos idiotas.

19/11/2017

12:09

Decisão da ALERJ pode ser anulada pelo STF

Reprodução do UOL
Reprodução do UOL
A Associação dos Magistrados do Brasil usa como um dos argumentos justamente o que eu coloquei ontem aqui no blog (vejam três postagens abaixo). Se o STF não tomar uma posição daqui a pouco todas as Câmaras de Vereadores vão fazer analogia com as Assembleias Legislativas e está instituída a impunidade ampla, geral e irrestrita. Não deixem de ler.

19/11/2017

11:06

Garotinho comenta os fatos da política



Live realizado no sábado

18/11/2017

11:32

Garotinho fará live daqui a pouco, às 14 horas, para falar sobre a soltura dos deputados do PMDB e a propina paga pela Globo

Garotinho fará live daqui a pouco, às 14 horas para falar sobre a soltura dos deputados do PMDB e a propina paga pela Globo

Hoje às 14 horas estarei fazendo uma transmissão (live) pelo Facebook onde irei tratar de vários assuntos, entre eles, a votação de ontem que tirou da prisão os três deputados do PMDB, Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, inclusive mostrando a ilegalidade de terem sido liberados sem alvará de soltura; as medidas disciplinares que o PR irá adotar contra os deputados que se posicionaram a favor da revogação da prisão dos corruptos do PMDB; a publicação ontem à noite pelo STF do acórdão da decisão do caso do Aécio Neves onde o ministro-redator do acórdão, Alexandre de Moraes que a decisão só vale para senadores e deputados federais.

Vamos falar ainda sobre a sucessão de mentiras que as Organizações Globo e seus paus-mandados vêm desferindo contra mim desde a confirmação de que a Globo pagava propina para obter os direitos de transmissão da Copa do Mundo, da Copa das Confederações e da Taça Libertadores das Américas, além de outros assuntos importantes da política nacional e do nosso estado.

Conto com a sua participação, desde já pedindo que avise aos seus amigos pelo Facebook.com/garotinhooficial

18/11/2017

10:41

Rio de Janeiro envergonhado

Charge de Latuff e a capa do jornal Extra
Charge de Latuff e a capa do jornal Extra
Essa manchete tem dois sentidos. Primeiro porque os 39 deputados estaduais que votaram pela soltura dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi envergonharam o Rio. E depois porque muita gente nas redes sociais está se dizendo envergonhada diante da bandalheira que tomou conta do Rio de Janeiro. Um pouco talvez, acredito eu, porque o confronto com a realidade do assalto aos cofres públicos praticado pelo PMDB e a quadrilha de Cabral, com todas as ilegalidades e redes de proteção para lhes garantir impunidade, faz com que muitos se envergonhem de não terem percebido nada, de terem se deixado levar pelo marketing e acreditado que o Rio de Janeiro vivia a "Era de Ouro", como colocou o Globo numa manchete da capa. Cansei de denunciar a roubalheira, mostrar a corrupção desenfreada sem que me dessem ouvidos, muitos até duvidavam, mas reconheço que a blindagem da mídia, o bombardeio do marketing taparam os ouvidos e os olhos da maior parte da população.

Aliás, o cartunista Latuff, do Brasil 247 nos enviou essa charge feita para o nosso blog, agradeço desde já, que retrata o que eu disse. Até o Cristo Redentor se sente envergonhado. É realmente muito triste, é importante e legítimo que as pessoas manifestem sua revolta nas redes sociais, mas é preciso se conscientizar que não vamos mudar o nosso estado, dar um basta nessa situação degradante que vivemos, apenas expressando o descontentamento, a indignação apenas via Facebook, Whatsapp e Twitter.