Visitantes online: 1348
logo topo

domingo, 24 de setembro de 2017

08/09/2017

13:47

Michel Temer deve estar tremendo com nova prisão de Geddel

Geddel Vieira Lima, ex-ministro e ligadíssimo a Michel Temer, vai ser levado para o presídio da Papuda. Na quarta-feira fiz uma postagem aqui no blog intitulada "A Justiça Federal não vai mandar Geddel de volta para a prisão?". Não deu outra.

Em julho Geddel chegou a ficar 9 dias atrás das grades, mas, de repente, um dia após terem surgido informações de que o ex-ministro estava em profunda depressão no presídio da Papuda, que iria partir para a delação premiada, eis que apareceu uma decisão superior que o mandou para casa.

Agora diante dos R$ 51 milhões em dinheiro vivo será muito difícil Geddel conseguir novo habeas corpus para tirá-lo detrás das grades. E com isso aumenta a probabilidade de fazer delação. É por isso que Temer deve estar tremendo.

08/09/2017

11:58

Encontro Marcado com Garotinho (Sexta - 08/09)

08/09/2017

09:30

Fala Garotinho - 08 de setembro de 2017

08/09/2017

08:16

Doleiro relata farra das propinas para Temer

Reprodução da Veja
Reprodução da Veja

Segundo a edição da revista Veja desta semana, o doleiro Lúcio Funaro, na sua delação premiada, entrega que repassou R$ 13,5 milhões em propinas para Michel Temer. Seriam R$ 1,5 milhão do grupo Bertin, R$ 7 milhões da JBS e outros R$ 5 milhões de Henrique Constantino, do Grupo Constantino. Parte dos R$ 5 milhões de Constantino teria sido usada na campanha do então deputado Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo, em 2012. O doleiro também revelou que repassou R$ 6 milhões ao ministro Moreira Franco.

Isso mostra que há elementos para a segunda denúncia contra Temer que não têm relação com a delação da JBS. Embora seja importante frisar que os questionamentos feitos à delação da JBS dizem respeito a omissões de informações que vão servir para anular o acordo que beneficiou os irmãos Batista e executivos do grupo JBS. As provas não devem ser invalidadas, três ministros do STF já se manifestaram nesse sentido.

E agora, Temer?

07/09/2017

13:53

Ala independente do PMDB quer tirar Jucá e votar contra governo

Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja

Assim como o PSDB, o PMDB também tem os seus "cabeças pretas", que se consideram "independentes" e não estão satisfeitos com a condução do governo e do partido. Querem tirar o senador Romero Jucá (RR) da presidência do PMDB e pretendem votar contra medidas do governo Temer. Esse grupo inclui parlamentares de
Goiás, Pernambuco, Minas Gerais, Paraná e Sergipe. Ou seja, Temer enfrenta resistências não apenas entre os partidos aliados, mas também dentro do próprio PMDB. Atrapalhar o governo votando contra algumas medidas eles até podem fazer. Mas não têm força para tirar Jucá, e se tiverem que votar contra a segunda denúncia da PGR podem apostar que a pressão não republicana do comando do PMDB será enorme, difícil de resistir.

07/09/2017

09:25

Fala Garotinho (Quinta - 07/09/2017)

07/09/2017

08:01

Joesley Batista achou que tinha o Brasil a seus pés

Joesley Batista na saída de depoimento à Polícia Federal (SP)
Joesley Batista na saída de depoimento à Polícia Federal (SP)

É impressionante a desfaçatez, a arrogância, a prepotência do senhor Joesley Batista, que, assim como os chefes mafiosos, planeja derrubar até os altos poderes, como Supremo Tribunal Federal. Debocha das autoridades, acha que pode comprar ou manipular todo mundo. E fez um acordo de delação premiada espetacular, com todas as vantagens, que só deve ter reforçado sua convicção de que "passou a perna" no Brasil. Mas como se diz popularmente "deu ruim".

Podem estar certos que o seu acordo de delação será anulado e vai ser preso. Quando estiver numa cela terá tempo para refletir sobre suas ações. A festa de Joesley está acabando.



06/09/2017

17:51

Geddel Vieira Lima é o símbolo do golpe que o PMDB deu no povo brasileiro



Esse vídeo de 2015, antes do impeachment de Dilma se consumar hoje se transformou num supremo deboche do povo brasileiro. Geddel Vieira Lima, preso na Lava Jato, atualmente em prisão domiciliar em Salvador, acusado de participar ativamente do esquema do "quadrilhão do PMDB", como é chamado o inquérito no STF que investiga as propinas do grupo do PMDB da Câmara de Deputados, dizer com a maior desfaçatez: "Chega, ninguém aguenta mais tanto roubo. Isso é roubo, é assalto aos cofres públicos para enriquecer os petistas".

Ora, o PMDB comandou o afastamento de Dilma para tomar o poder de assalto, em todos os sentidos. Temer, Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves, Eliseu Padilha, Moreira Franco, além de Geddel e muitos outros não têm a menor condição moral de condenar o PT ou quem quer que seja.

Essa "caverna do Ali Geddel", que, segundo a PF pertenceria à versão baiana do personagem Ali Babá é coisa de livro de histórias. Nunca se viu tanto dinheiro junto.

Os R$ 51 milhões demoraram 14 horas para serem contados usando 7 máquinas
Os R$ 51 milhões demoraram 14 horas para serem contados usando 7 máquinas


06/09/2017

13:50

A verdade sobre a Operação Chequinho

Muitas pessoas de Campos têm me enviado notas e informações que o juiz Ralph Manhães já estaria com a sentença me condenando pronta, apenas esperando a apresentação das minhas alegações finais. Por tudo o que aconteceu neste processo não me surpreende.

Desde o início tenho afirmado que a Operação Chequinho não é um processo judicial, mas sim uma perseguição política promovida por um delegado ressentido, um promotor denunciado por mim ao Ministério Público por atos de corrupção e um juiz sem a mínima isenção necessária para dar uma sentença conforme a lei exige.

A Operação Chequinho está marcada por atos de arbitrariedade, como pessoas que foram torturadas para mudarem seus depoimentos pelo delegado Paulo Cassiano, ou impedimento de gravar meu depoimento alegando que as câmeras da sala de audiência não estavam funcionando (só funcionaram no dia das testemunhas de acusação), ou até mesmo o escandaloso gesto do promotor Leandro Manhães de requisitar verbalmente provas que estavam à disposição de um outro juízo eleitoral a fim de que elas fossem anexadas à 100ª Zona Eleitoral, sob o comando do juiz Ralph Manhães.

Infelizmente a maior vítima deste processo não sou eu, nem mesmo os vereadores ou demais acusados. A vítima é a Justiça. Quando, por interesses escusos, inconfessáveis, pessoas que deveriam julgar, segundo a lei, não o fazem, e tomam suas decisões, por mais ilegais que sejam, contrariando o devido processo legal, o senso comum de justiça e o respeito às normas do Direito, não pode se esperar outra coisa senão uma sentença marcada pelo ódio, a vingança, a inveja e o ressentimento.

Se são verdadeiras as informações que me passaram nas últimas horas, elas são lamentáveis. E o juiz Ralph Manhães, o promotor Leandro Manhães e o delegado Paulo Cassiano mesmo que obtenham uma aparente vitória devem se lembrar que na história nem sempre os vitoriosos de uma batalha ganham ao final da guerra. Buscarei a verdade até o fim.

Assim como fiz quando me lancei numa cruzada contra os corruptos que dominaram o Estado, sob o comando de Sérgio Cabral, não me acovardarei enquanto toda a verdade sobre este caso não for restabelecida, na hipótese do juiz cumprir o que vem prometendo às pessoas a quem ele tem contado histórias.

O “imperador” Cabral está atrás das grades. O “Rei Arthur” está sendo caçado pela polícia e a Interpol. Seus súditos, alguns estão presos em Benfica, outros em Curitiba e alguns em prisão domiciliar. E olha que eles eram muito mais poderosos do que aqueles que hoje vêm causando transtornos a pessoas honestas acusadas de crimes que não cometeram, incluindo a mim e minha família. No início é sempre assim o poder cega a quem o detém, e se acham semideuses, capazes de julgar conforme seu gosto pessoal, e não segundo a lei e o senso de justiça. Mas com o tempo a verdade vai sendo restabelecida.

Um dos momentos que ficou mais claro para mim a evidente tentativa de manipulação foi quando o juiz Ralph Manhães me impôs a proibição de falar sobre o caso, decisão que depois foi revogada por unanimidade pelo TSE. A mordaça é arma de quem age na ilegalidade. Ruy Barbosa, patrono do Direito brasileiro dizia: “A luz é a grande inimiga dos crimes. Na claridão do dia surge a verdade. Aqueles que agem de outra maneira, pela força, pelo arbítrio, pela corrupção, pela mentira, não querem o direito, pretendem a vingança”.

06/09/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (Quarta, 06/09/2017)

06/09/2017

11:55

A Justiça Federal não vai mandar Geddel de volta para a prisão?

Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

A Polícia Federal achou impressões digitais do ex-ministro Geddel Vieira Lima no apartamento de Salvador onde foram encontrados os R$ 51 milhões. O dono do imóvel confirmou que o cedeu a Geddel. Logo não há mais o que discutir, o dinheiro é de Geddel. No máximo pode ser dele e ter uma parte que seja de mais alguém. Diante da maior apreensão de dinheiro da corrupção na história ninguém aceita que o ex-ministro de Temer permaneça em prisão domiciliar. E Geddel voltando para a prisão aumenta a tensão no Palácio do Planalto por conta da possibilidade de delação premiada, que seria a bala de prata para Temer.

06/09/2017

09:25

Fala Garotinho (Quarta, 06/09/2017)

06/09/2017

08:04

A "caverna" do Ali Babá

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

Foi um tiro certeiro da Polícia Federal, que fez a maior apreensão de dinheiro já realizada no Brasil: R$ 51 milhões. O imóvel teria sido cedido ao ex-ministro Geddel Vieira Lima para guardar pertences do seu pai já falecido. A se confirmar que o "tesouro" pertence a Geddel, com certeza deve estar na maior depressão. Ele que, segundo pessoas próximas, andava deprimido e bebendo muito, imaginem agora se levou esse "desfalque" de R$ 51 milhões. Mas aqui para nós, quem em são consciência guardaria R$ 51 milhões em dinheiro vivo num apartamento? Coisa de louco!

05/09/2017

19:28

Conversa franca com Garotinho



05/09/2017

16:21

Farra da Gangue dos Guardanapos e a escolha do Rio como sede da Olimpíada

Fotos das farras da Gangue dos Guardanapos; abaixo matéria do G1
Fotos das farras da Gangue dos Guardanapos; abaixo matéria do G1

De acordo com a procuradora Fabiana Schneider, do MPF, aquelas imagens que eu revelei ao Brasil em 2012, através do blog, da Gangue dos Guardanapos e suas farras em Paris e Mônaco pode ser da comemoração antecipada da escolha do Rio como sede da Olimpíada de 2016. Aliás, a maioria dos personagens que participaram das farras e/ou integravam a Gangue dos Guardanapos estão presos ou sendo investigados. O mistério que permanece é por que o ex-secretário da Casa Civil, Regis Fichtner, que comandou o maior esquema de desvio do governo Cabral, através dos precatórios, até hoje não recebeu a visita da Lava Jato.

05/09/2017

15:02

Uma imagem revoltante de corrupção

Segundo PF, dinheiro seria de Geddel Vieira Lima

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Oito malas e sete caixas abarrotadas de dinheiro, a maioria com notas de R$ 100. Toda essa fortuna foi apreendida num imóvel em Salvador que, segundo a PF, seria onde o ex-ministro Geddel Vieira Lima guardaria pertences que eram de seu pai já falecido. É tanto dinheiro que os agentes tiveram que levar tudo para a superintendência da Polícia Federal para fazer a contagem. É revoltante! Geddel atualmente cumpre prisão domiciliar.

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 ProximoUltimo