As cenas do vídeo que reproduzimos abaixo não deixam dúvidas: Cabral mentiu na sua nota oficial de ontem, quando mandou dizer que foi a Paris numa missão oficial da qual Fernando Cavendish não fazia parte, apenas para um encontro do Guia Michelin e para receber uma homenagem de um barão francês.

Nesse vídeo aparecem sentados à mesa de um suntuoso restaurante (ainda não confirmamos se é em Paris ou em Montecarlo, no Principado de Mônaco) os casais, Cabral, Cortes e Cavendish além de outro casal de amigos. Cabral insiste para Cavendish marcar logo o casamento com Jordana, que viria a falecer no trágico acidente de helicóptero na Bahia. Conforme se fala no video foi gravado na véspera do aniversário de Adriana Ancelmo.

Em clima de galhofa chegam a discutir uma data que permitisse após as bodas irem todos para Mangaratiba, onde Cabral e Cavendish têm mansões vizinhas no condomínio Portobelo. Cabral solta gargalhadas.

Dá para imaginar pelo luxo do ambiente, que uma refeição para oito pessoas regada a vinhos caros e champanhe não custa menos de R$ 5 mil. Esse é o governador Cabral que nega comida aos trabalhadores nos restaurantes populares, mas que esbanja dinheiro mundo afora zombando da cara do nosso povo.




Nossa equipe do blog está com farto material de vídeos e fotos, mas são tantos os locais que precisamos identificar primeiro o que é Paris, Genebra (Suíça), Montecarlo (Mônaco) e outros locais que o trio Cavendish, Cabral e Sérgio Côrtes, além de outros secretários, costumam freqüentar em suas fugidas do Brasil.

Com todo o respeito ao Ministério Público, que já fechou os olhos para a compra da primeira mansão em Mangaratiba e faz de conta que não vê a segunda, será que não vai aparecer uma autoridade para perguntar quem paga essas farras de Cabral nos ambientes mais ricos do mundo? Se for o seu amigo empreiteiro, não há dúvida, é crime. Uma coisa é certa, o salário do governador não dá isso.

Nossa próxima publicação será Cabral, Cavendidsh, Côrtes e amigos se deliciando no show do U - 2, em Paris. Será que vai dizer também que era missão oficial?