Reprodução do site Brasil 247
Reprodução do site Brasil 247



Só em agosto, depois do recesso parlamentar, é que Fernando Cavendish vai prestar depoimento à CPI. Até lá vai tentar conseguir no Supremo, o direito de ficar calado. Mas se não conseguir e se agarrar a essa tese de que o culpado é o ex-diretor da Delta Centro-Oeste, Cláudio Abreu vai acertar o próprio pé. É mais do que sabido que Cláudio Abreu não tinha ligações com os esquemas da Delta no Rio de Janeiro e em outros estados. Ele tem participação ativa na corrupção que envolve principalmente os governos de Marconi Perillo (Goiás) e Agnelo Queiroz (Distrito Federal). No Rio de Janeiro no entanto o negócio era direto entre Fernando Cavendish, Cabral, Pezão, Eduardo Paes e vários prefeitos do PMDB com a participação de alguns deputados, entre eles um deputado federal peemedebista que no momento está ampliando seus negócios.