Reprodução da coluna de Cláudio Humberto
Reprodução da coluna de Cláudio Humberto


Cabral e Pezão tentam se convencer e aos outros, que tudo vai melhorar com a mudança de governador. Isso é papo para tentar convencer aliados a não abandonarem o barco. Pezão tem hoje 5% nas pesquisas. Como que a simples mudança de cargo faria com que suba para 25% ou 30% e virar líder das pesquisas? Como disse o jornalista Cláudio Humberto na política não acontecem esses milagres.

Agora se seguirmos outra matemática pode ser que eles acertem. Acompanhem a conta. Pezão tem 5 pontos percentuais. Portanto 30% de 5 pontos percentuais corresponde a 1,5 ponto percentual, logo Pezão subiria de 5 para 6,5 e continuaria lá embaixo em quinto lugar, atrás de mim, Crivella, Lindbergh e Cesar Maia. Só se for assim.

Comentários