Reprodução do Extra
Reprodução do Extra



Os agentes da Força Nacional de Segurança estão passando uma verdadeira via crucis no Rio de Janeiro. Muitos já querem retornar para os seus estados. Além da falta de estrutura foram instalados numa área (Gardênia Azul) onde quem manda é a milícia, não o Estado. Estão proibidos de usar armas e beber nos bares por ordem da milícia, além de sofrerem outras restrições de segurança por parte do comando da força. Estão confinados num conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida. E pasmem, não podem ter internet porque as operadoras são proibidas pela milícia de instalar a rede na região. Agora imaginem um policial militar que veio do interior do Nordeste e não está acostumado com essa realidade do Rio de Janeiro. É vergonhoso, mas quem vai ter a responsabilidade de fazer a segurança dos locais de competições, está à mercê da milícia. Com a palavra o secretário Beltrame e o governador Dornelles, que como sempre fogem de explicações.