Reprodução do Globo
Reprodução do Globo



Temer assumiu a presidência da República interina, com o afastamento de Dilma, em maio. Três meses depois, no final de agosto, com a confirmação do impeachment, Temer passou a ser o presidente da República em definitivo. Passados mais pouco mais de seis meses do seu governo a avaliação vem despencando. Mais da metade dos brasileiros (51%) consideram seu governo ruim / péssimo. E para 40% o governo Temer é pior do que o de Dilma, sendo que 34% dizem os dois são iguais. Com a economia sem dar sinal de avanço, com a Lava Jato e a crise política, Temer está na corda bamba. Quase dois terços dos brasileiros (63%) já defendem eleições antecipadas. E tem ainda o desgaste da reforma da Previdência. É bom Temer se preparar porque 2017 começará muito mais difícil do que o cenário que encontrou pós-impeachment.