Reprodução do blog de Lauro Jardim
Reprodução do blog de Lauro Jardim



Vários colunistas políticos têm publicado notas dizendo que mais gente da quadrilha de Sérgio Cabral será presa em breve. Eu nunca tive dúvida disso, já escrevi aqui no blog que "vai faltar cela em Bangu". Volto a repetir as prisões efetuadas até agora são relativas apenas às delações da Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia, onde, segundo o MPF, a "organização criminosa chefiada por Sérgio Cabral" teria desviada R$ 224 milhões. Isso não dá nem 10% da roubalheira. É preciso investigar o esquema do Rei Arthur, do Grupo Facility, hoje Prol, que tem Cabral como sócio. Aliás, duvido que o Rei Arthur se arrisque a pisar no Brasil tão cedo, sabe que ao chegar ao Galeão pode ter uma surpresa desagradável.