Reprodução do Extra
Reprodução do Extra



Temendo a reação de policiais, bombeiros e agentes dos presídios, o governador Pezão vinha pagando integralmente esses servidores antes dos demais. Mas em janeiro não haverá como manter essa programação. O salário de novembro de mais da metade dos servidores, aposentados e pensionistas só terá a última das cinco parcelas pagas no dia 17. Só após isso, Pezão terá como pagar o salário de dezembro do pessoal da Segurança. Por isso existe grande apreensão sobre qual vai ser a reação desses servidores. Esta manhã estão se concentrando em frente ao Copacabana Palace para um protesto e alguns líderes das categorias da Segurança defendem uma paralisação no réveillon. A situação é preocupante.


Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook