Reprodução do G1
Reprodução do G1



O presidente Michel Temer foi a Alagoas liberar dinheiro para o combate à seca em 15 estados. Disse que quer deixar o governo reconhecido como "maior presidente nordestino". Bem, só se acontecer um milagre, aliás, justiça seja feita, vai ser difícil tirar esse título de Lula. Mas publico abaixo duas tabelas que mostram a situação atual do Nordeste, que é a região que mais sofre os efeitos da crise. O desemprego está bem acima da média nacional, o mesmo vale para a inflação, para a queda nas vendas do comércio, para a redução da renda da população e para a desaceleração da economia. Não é à toa que a pesquisa divulgada este mês pelo Ibope revela que a pior avaliação de Temer é justamente no Nordeste. Enquanto a média nacional aponta que 34% consideram o governo Temer pior que o de Dilma, entre os nordestinos esse índice passa da metade (51%). O desejo de Temer não passa de retórica de palanque.


Reprodução da Folha de S. Paulo; abaixo pesquisa CNI / IBOPE
Reprodução da Folha de S. Paulo; abaixo pesquisa CNI / IBOPE