Visitantes online : 1562 sexta-feira, 20 de janeiro de 2017
06/01/2017 16:33
Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder


Essa ação de Eduardo Cunha no STF para anular sua cassação e reaver o mandato não tem a menor chance prosperar. É jogo perdido antes de entrar em campo. Porém há quem diga o mesmo não pode ser dito sobre o pedido de habeas corpus que o mesmo Supremo julgará no próximo dia 8 de fevereiro. Cunha tem mandado através de sua mulher recados claros ao Palácio do Planalto. Se não conseguir o habeas corpus vai aderir à delação premiada. O objetivo é fazer Temer e seus principais homens de confiança pressionarem ministros do STF, usando a história de que uma delação de Cunha pode criar uma crise institucional. Se vai conseguir ou não o habeas corpus só vamos saber no dia 8 de fevereiro.



Cometários

         

6/1/2017 23:27:13
fernando do nascimento - Cabo Frio
GENTE SE OS BANDIDOS DE TOGA VENDEM LIMINARES ALVARÁ DE SOLTURA TEMER CONSEGUE HABEAS CORPUS COM SEU GURUS DE TOGA


7/1/2017 8:08:07
Magen David - Rio
Deixa-me ver se entendi o texto (está mal redigido e carece de correções): o Cunha ameaça o Temer para o Temer ameaçar o STF para que êle, Cuinha, consiga ficar livre, leve e solto porque, se não, êle, Cuinha, arrebenta com tudo! É isso?! Se fôr, chamem os militares!


7/1/2017 10:37:59
marco bittencourt - bsb
Nao entendo a dinamica do STF. Existem processos parados ha anos. Por que o dele teria que ter prioridade? Mais ainda. Por que pedidos descabidos, como parece ser o de restituição do cargo de deputado, pode prosperar? Ha algo de podre nesse Supremo ínfimo.



Facebook


Twitter


Vídeos

Busca
Links
Todos os Direitos Reservado
Fotos Anthony Garotinho