Reprodução do Globo
Reprodução do Globo



Toda a negociação de Pezão com o governo federal é no sentido de conseguir se livrar do máximo de contrapartidas que puder para ter dinheiro para gastar. E a gente sabe que é para gastar mal, pagando os empresários amigos ou fazendo novas negociatas. Não há um plano efetivo para sanear as finanças estaduais. Aliás, como disse hoje no meu programa Encontro Marcado, no Facebook, existe saída para o Rio de Janeiro. O problema é que Pezão não quer tomara as medidas necessárias, além de não ter visão, nem competência para enfrentar a crise, sem contar que está cercado por equipe muito fraca. Mas depois vou lhes mostrar os caminhos para resolver a crise estadual.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles não quis adiantar as contrapartidas que serão exigidas do Estado do Rio para receber ajuda federal, mas uma delas já se sabe, é entregar o controle da CEDAE ao governo federal para incluir a empresa no programa de privatizações. É bom o pessoal da CEDAE ficar alerta.