Reprodução do Extra online
Reprodução do Extra online



Pezão vai reenviar para a ALERJ o projeto que aumenta a contribuição previdenciária de 11% para 14%, além de um cota mensal extra provisória de mais 6%. Quer penalizar mais uma vez os servidores pela roubalheira do seu governo e do de Cabral. Em compensação o MUSPE (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais) vai protocolar amanhã na Assembleia Legislativa mais um pedido de impeachment de Pezão e seu vice, Francisco Dornelles. Como disse mais cedo no Papo do Blog, por muito menos do que Pezão fez, Dilma foi cassada. Pezão já cometeu vários crimes de responsabilidade, já mostrei isso aqui no blog, já era para ter sofrido o impeachment há muito tempo. Agora Jorge Picciani ameaça abrir o processo de impeachment, caso Pezão não regularize o pagamento dos servidores, mas todo mundo sabe que isso - por enquanto - é da boca para fora, é só pressão para ganhar mais vantagens. Os servidores precisam se mobilizar e conquistar o apoio da sociedade civil organizada para pressionar os deputados estaduais, caso contrário, o impeachment não vai sair.