Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

A pesquisa do Instituto Paraná perguntou: "Dos envolvidos na Lava-Jato que estão presos ou em prisão domiciliar, quem você considera o mais nocivo para o Brasil pelo que já fez?"

Deu Cunha na cabeça com 35,7%, seguido por Sérgio Cabral (14,3%), José Dirceu (9,9%), Marcelo Odebrecht (9%) e Eike Batista (8,1%). É claro que Cunha só ganhou de Cabral porque a pesquisa foi nacional. Se fizer essa pesquisa só no Estado do Rio, Cabral vai ganhar disparado.

Mas notem que dos cinco vilões listados, quatro atuavam no Rio de Janeiro. Cunha, com tentáculos no governo federal e junto a empresários, Cabral atuava como governador, Eike Batista era sócio dele na corrupção, e Marcelo Odebrecht também tinha negócios com o governo. Em matéria de estados o Rio de Janeiro encabeça a lista da corrupção.