Reproduções do Globo online e do site da CUT
Reproduções do Globo online e do site da CUT

Os tempos de bonança para Michel Temer estão prestes a acabar. As centrais sindicais planejam em março, a CUT já no dia 15 do próximo mês, ir para as ruas lutar contra a reforma previdenciária. E no dia 26 de março será a vez dos movimentos que atuam nas redes sociais irem defender a Lava Jato. Nesse segundo caso não há previsão de nenhum protesto contra Temer, pelo contrário, vão defender as reformas trabalhista e previdenciária, mas embora essa seja a pauta é preciso combinar com a população. Aliás, essa manifestação de 26 de março, já disse isso aqui, pode ser um gol contra. Esses movimentos querem poupar Temer, mas tudo vai depender do momento.