Reprodução do Estadão online
Reprodução do Estadão online

Hoje o MPF fez a quinta denúncia contra Sérgio Cabral e sua quadrilha, são quatro no Rio, com o juiz Marcelo Bretas, e outra em Curitiba, com Sérgio Moro. No total já são 345 crimes de lavagem de dinheiro, além de corrupção e formação de quadrilha (organização criminosa). Se receber pena mínima em todos os crimes chegará a mais de mil anos de prisão. E nessa denúncia também estão Aryzinho e Avestruz.