Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo

Eliseu Padilha é o nº 2 do Palácio do Planalto. Segundo José Yunes, até dezembro assessor especial de Temer, recebeu um pacote com dinheiro do doleiro Lúcio Funaro para ser entregue a Eliseu Padilha. Yunes disse textualmente que serviu de "mula" para Padilha com o conhecimento de Temer. É uma bomba que atinge a ante-sala do gabinete do Presidente da República. Padilha pediu licença hoje do cargo, alegou que vai fazer uma cirurgia da próstata, mas dependendo do rumo do caso pode ter vida curta no Palácio do Planalto. É uma bomba pré-carnavalesca.