Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja

Sempre disse que Sérgio Cabral e Pezão só conseguiram roubar do jeito que fizeram porque tinham a proteção de pessoas poderosas em outros poderes, sem isso não teriam conseguido manter a impunidade que reinou 10 anos. A verdade é que Cabral ofereceu entregar numa bandeja Pezão e Picciani, mas o MPF quer mais. Por isso tem gente no Judiciário fluminense que deve estar desesperada. Mas Pezão e Picciani também estão no cardápio de outras delações que estão em curso. Aliás, na delação da Carioca Engenharia, homologada pelo STJ, Jorge Picciani é um dos principais capítulos. E tem ainda Eduardo Paes. Além, é claro, de outros integrantes da quadrilha de Cabral, a começar por Sérgio Côrtes e Regis Fichtner. Por isso depois do carnaval se preparem para as bombas que vão explodir no Rio de Janeiro.