Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja

Desde 2010 venho denunciando o esquema do pagamento de dívidas com precatórios, comandado pelo então secretário da Casa Civil, Regis Fichtner. A farra não aconteceu apenas por intermédio do escritório de advocacia de Adriana Ancelmo. Foi usado também o escritório de advocacia da família de Regis Fichtner, além de outras bancas muito conhecidas no Rio de Janeiro. Se o MPF for fundo nesse golpe bilionário muitos empresários poderosos também estarão em situação complicada. E podem se preparar que vem por aí mais uma fase da Operação Calicute.