Reprodução do site da revista Piauí
Reprodução do site da revista Piauí

Não faço brincadeiras com religião, que para mim é coisa séria, respeitando a crença de cada um. Além disso acho que cada um tem o direito de se arrepender e querer se redimir perante Deus. Isso também vale para Sérgio Cabral e Jorge Picciani. Mas fora do campo espiritual ambos vão ter que enfrentar a Justiça dos homens. Por isso reproduzo o que um deputado estadual me contou que rola à boca pequena nos corredores da ALERJ sobre o Pai Nosso que Cabral e Picciani teriam rezado em Bangu 8, como mostra a reportagem da revista Piauí, edição de março, que traça um perfil do presidente da ALERJ, chamado de "Rei do Gado", como nós o apelidamos há vários anos, aqui no blog. Segundo um parlamentar, a dupla é adepta do "venha a nós tudo, ao vosso reino (do povo) nada".