Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo

O presidente Michel Temer reuniu hoje o Conselhão (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social). E saiu em defesa da Reforma Previdenciária com um argumento inacreditável. Segundo Temer só reclama quem ganha mais, alega que 63% dos trabalhadores brasileiros ganham salário-mínimo, portanto têm a aposentadoria integral garantida. Bem, pela lógica de Temer esses 63% dos trabalhadores vão ficar no salário-mínimo a vida inteira, não devem esperar uma melhora salarial. Muitos não estão reclamando porque não têm informação. E quem é que bate palmas para a obrigatoriedade de trabalhar 49 anos para ter direito a aposentadoria integral? Temer vai ver muito em breve o povo na rua contra essa reforma.