Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

Francamente, essa foi demais! Ontem à noite, no jantar pelos 50 anos de carreira do jornalista Ricardo Noblat, a quem aproveito para saudar, Michel Temer deu entrevista a vários jornalistas presentes. Saiu-se com essa análise, que se viesse da boca do então presidente Lula diriam que ele já tinha bebido demais. Segundo Temer "a economia está indo numa onda excepcional, crescendo substancialmente." E acrescentou: "As coisas estão melhores do que esperava". Como assim, Temer? Ontem mesmo foi divulgado que a economia caiu 3,6% em 2016, vivemos a pior recessão da história. Não existe nenhuma razão para essa euforia, a não ser a tentativa de convencer a opinião pública de que está tudo bem, quando todos sabem que vai tudo mal, pelo menos por enquanto.

E chega a ser engraçado que a grande mídia de um modo geral faz questão de frisar em manchetes que a culpa da crise é de Dilma, isentando Temer. Mas Temer não foi o vice de Dilma nos dois mandatos? Não a ajudou aprovar no Congresso uma série de medidas equivocadas? Ora, me poupem!