Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

Os políticos que receberam dinheiro da Odebrecht em contas na Suíça sabem que não têm escapatória, e que estão na lista de Janot. É que o executivo da empreiteira, Fernando Miggliaccio, preso em Genebra em fevereiro de 2016, tinha tudo registrado em um laptop confiscado pelo Ministério Público da Suíça. De acordo com as planilhas apreendidas, os pagamentos chegaram a ter um calendário, com transferências semanais aos beneficiados. Era uma farra de propinas. Em breve vamos saber a turma que recebia dinheiro sujo em contas na Suíça, como é o caso de Eduardo Cunha, o primeiro a cair na rede da Lava Jato.