Jorge Picciani
Jorge Picciani

O Estado não tem dinheiro para nada. O calendário do pagamento de fevereiro para mais da metade dos servidores só deverá ser divulgado na próxima semana, praticamente no mês de abril. O presidente da ALERJ, Jorge Picciani justificou a crise do Estado para aprovar a venda CEDAE. Mas alheio a tudo isso, marcou para o dia 4 de maio uma licitação de R$ 12,2 milhões para gastar este ano com publicidade. Um deboche com o funcionalismo público. Alega que a verba é para divulgar as "boas ações" dos deputados. Ora, com todo o respeito, tirando meia-dúzia de parlamentares, o resto somando tudo que o fazem não dá nem meia "boa ação". Da maioria só saem maldades contra os servidores e contra a população. Essa, sem dúvida, é mais uma piada de mau gosto, que não tem graça, mas tem preço, e alto, porque no final nós é que vamos pagar a conta.

Ora, todo mundo sabe que os R$ 12,2 milhões não são para divulgar "boas ações, mas sim para tentar comprar a blindagem em veículos de comunicação. Nada além disso.