Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online

O ex-executivo da Odebrecht Alexandrino Alencar disse na sua delação premiada que o PT comprou por R$ 21 milhões o apoio de três partidos políticos na eleição de Dilma, para aumentar o tempo de televisão na campanha eleitoral.

Pois bem, aqui no Rio. o deputado federal Aureo (Solidariedade), em entrevista à imprensa, em 2014, afirmou que Sérgio Cabral teria comprado o apoio do partido na eleição de Pezão por R$ 13 milhões, que seriam pagos pela Odebrecht.

Reprodução do Extra online (29/01/2014)
Reprodução do Extra online (29/01/2014)


E todo o meio político fluminense sabe que na coligação que apoiou Pezão vários partidos receberam milhões. O problema é que aqui no Rio de Janeiro nada foi investigado.