Reprodução do G1
Reprodução do G1

Na prática hoje é o último dia da prisão temporária, que não pode ser prorrogada. A decisão tem efeito imediato, mas ainda será apreciada pelo plenário do STJ, que pode confirmar ou revogar a decisão.