General Santos Cruz e secretário de Segurança Pública, Roberto Sá
General Santos Cruz e secretário de Segurança Pública, Roberto Sá

O secretário Nacional de Segurança Pública, general Santos Cruz está no Rio para mapear a situação da guerra urbana que tomou conta da cidade. O general Santos Cruz foi quem comandou a tropa das Nações Unidas na tomada da maior favela de Porto Príncipe, no Haiti, a Cité Soleil, que era um território comandado por bandidos, com características muito semelhantes às comunidades do Rio de Janeiro. Embora ninguém fale oficialmente, não tenham dúvidas de que o general Santos Cruz vai preparar o terreno para uma intervenção militar no Rio, que é inevitável, e, aliás, urgente.

Aliás, na presença do general, o nosso secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, que eu chamo de Rolando Lero, aquele personagem enrolador da Escolinha do Professor Raimundo falou mais uma besteira. Segundo Rolando Lero, a 'UPP foi uma tentativa ousada demais', e foi mais longe afirmando: 'Talvez estejamos pagando um preço caro por termos tido essa tentativa de levar paz a todas as áreas'. Ora, Roberto Sá, que foi sub de Beltrame sabe que as UPPs não passaram de marketing, de estratégia eleitoreira, e o resultado trágico para a população está à vista de todos.