Reprodução do Extra online
Reprodução do Extra online

Sintam o drama de 208 mil servidores estaduais. Estamos no dia 8 de maio e ainda não têm nem o calendário de pagamento do salário de março. E Pezão está inclinado a na próxima segunda-feira (15), que é o décimo dia útil pagar o pessoal da Segurança Pública e deixar para depois o salário de março de quem ainda não recebeu. Mesmo o salário da Segurança Pública está ameaçado porque há risco de novos bloqueios ou arrestos durante esta semana. E logo depois tem o duodécimo dos outros poderes, que precisa ser depositado até o dia 20. Somente os servidores da Educação têm o salário de abril garantido para o próximo dia 15 porque a verba sai do Fundeb, que não pode ser arrestado por ter destinação específica.

E amanhã tem mais um capítulo da novela do projeto de ajuda fiscal aos estados endividados. A Câmara pode votar as emendas. Mas a história não termina por aí. Depois ainda precisa passar pelo Senado. Ou seja, a bola de neve é cada vez maior.