Guardem esses nomes. Ano que vem, ou quem sabe ainda esse ano, se a crise no Brasil evoluir, eles poderão bater à sua porta para pedir o seu voto. Esses deputados votaram para aumentar o desconto dos servidores que nem salário recebem em datas certas, transformando-se assim em capachos de um governo corrupto, incompetente, que destruiu o nosso Estado.

A votação para aumentar de 11 para 14 a contribuição dos servidores para o Fundo de Previdência, contou até com a presença do deputado Jorge Picciani, fiel escudeiro de Cabral e Pezão. Mesmo passando por um momento delicado de saúde, ele veio num esforço para presidir a sessão e dar o seu voto para humilhar ainda mais o funcionalismo estadual.

O resultado da votação de 39 votos a favor e 26 contra mostra que a Assembléia do Rio é mais do que um puxadinho do Palácio Guanabara.

Veja quem votou contra os trabalhadores:

Ana Paula Rechuan
André Ceciliano
André Corrêa
Átila Nunes
Aramis Brito
Benedito Alves
Carlos Macedo
Carlos Osório
Chiquinho da Mangueira
Cidinha Campos
Coronel Jairo
Daniele Guerreiro
Dica
Dionisio Lins
Dr. Deodalto
Dr. Gotardo
Edson Albertassi
Fatinha
Fábio Silva
Geraldo Moreira
Geraldo Pudim
Gil Vianna
Gustavo Tutuca
Iranildo Campos
Jorge Picciani
João Peixoto
Luiz Martins
Marcos Abrahão
Marco Figueiredo
Marcus Vinícius
Mílton Rangel
Nivaldo Mulin
Paulo Melo
Rafael Picciani
Renato Cozzolino
Rosenverg Reis
Tia Ju
Zito
Zé Luiz Anchite


Esses deputados estaduais não respeitam os aposentados e pensionistas e seus familiares. Não respeitam nenhum funcionário estadual.