O ministro da Defesa, Raul Jugmann comunicou à imprensa no Palácio do Planalto que o presidente Michel Temer, atendendo a pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia autorizou o uso das Forças Armadas por uma semana na segurança da Esplanada dos Ministérios.

Ao assumir os trabalhos no plenário da Câmara, Rodrigo Mais foi cobrado por vários parlamentares e desmentiu o Palácio do Planalto, inclusive divulgando o ofício enviado a Temer. De fato, como podem ver no documento, Rodrigo Maia solicitou apenas o uso da Força Nacional de Segurança no dia de hoje para proteger "os edifícios do Parlamento".

Foi decisão pessoal de Michel Temer em vez de usar a Força Nacional de Segurança convocar as Forças Armadas por uma semana. O ministro do STF, Marco Aurélio Mello estranhou o uso das Forças Armadas por uma semana: "Eu espero que a notícia não seja verdadeira. O chefe do Poder Executivo teria editado um decreto autorizando o uso das Forças Armadas no Distrito Federal no período de 24 a 31 de maio"

O clima em Brasília é tenso e a situação gravíssima.