Informações recebidas agora há pouco de parlamentares em Brasília dão conta que Michel Temer jogará a toalha a qualquer instante. Há conversas em busca de uma solução negociada e aliados estariam lhe dando um prazo até domingo.

A situação é insustentável, há o risco do descontrole da ordem institucional, que pode levar ao caos, levando a economia para um buraco ainda mais fundo. Cada vez mais aliados se convencem que a permanência de Temer arrastará o país para uma crise cada vez mais grave, de consequências imprevisíveis.