Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

Temer deu ultimato aos senadores do PMDB, tinham até ontem para destituir Renan Calheiros da liderança do partido no Senado. O presidente está incomodado com as críticas de Renan às reformas e por ter se posicionado a favor da renúncia. Renan avisou que não ia cair. Não deu outra. Na queda de braço, o senador derrotou o presidente e continua Líder do PMDB no Senado. Temer amarga mais uma derrota, o que demonstra o seu enfraquecimento até dentro do seu partido. Renan deve estar rindo à toa.