Ministros Herman Benjamin e Gilmar Mendes
Ministros Herman Benjamin e Gilmar Mendes

O segundo dia do julgamento registrou o primeiro round da batalha. Os protagonistas foram o ministro-relator Herman Benjamin e o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes. Em seis ou sete situações trocaram farpas, apelando até para a vaidade que detectam no opositor. Nada se decidiu hoje. Amanhã, às 9h da manhã, começarão os debates entre todos os ministros sobre a delação da Odebrecht, se vale ou não contará para o processo. Não tenho bola e cristal. A imprensa está noticiando em sucessivas notas que o Palácio do Planalto estaria comemorando um resultado favorável em 4 a 3. Também tem muita especulação. Num julgamento como esse é como partida de futebol, "o jogo só acaba quando termina". Mas se Temer for absolvido gerará uma frustração muito grande na população, 80% são favoráveis à cassação do presidente. E por tudo o que foi apontado no processo não imagina outra decisão a não ser a cassação. Mas amanhã é que vamos começar a sentir a posição de todos os ministros.