Reprodução do Zero Hora
Reprodução do Zero Hora

Na verdade esse julgamento da chapa Dilma - Temer, na prática, virou o julgamento de Temer. Mas não duvidem que o presidente seja absolvido. O primeiro passo será dado esta tarde. A sessão da manhã foi interrompida para almoço, será retomada às 14h30. Embora os votos formais dos ministros sobre a questão preliminar levantada pelas defesas de Dilma e Temer, a validade ou não da delação da Odebrecht, ainda não tenham sido proferidos, pelos debates da parte da manhã ficou claro o posicionamento dos sete ministros.

Herman Benjamim (relator), Luiz Fux e Rosa Weber defendem a validade da delação da Odebrecht para o julgamento. Gilmar Mendes, Napoleão Maia, Tarcisio Vieira e Admar Gonzaga são contra. Com isso estará aberto o caminho para a absolvição de Dilma e Temer, que causará perplexidade à sociedade brasileira.

Só depois do voto dessa questão é que começará o julgamento, propriamente dito, da chapa. Existe a possibilidade de algum pedido de vistas, mas se isso não ocorrer o julgamento não terminará hoje. O mais provável é amanhã, com possibilidade de se prorrogar até sábado.