O que mais está impressionando as pessoas é a questão da delação da Odebrecht? Como a principal prova do processo pode ser ignorada? Como destacou o ministro Luiz Fux: "É impossível uma corte descobrir e não levar em consideração (os fatos sobre corrupção). Nós somos uma corte. Avestruz é que enfia a cabeça no chão". Pois bem, entendendo ou não o fato é que 4 dos 7 ministros do TSE acham que a delação da Odebrecht não vale para o processo. Dessa forma, como já disse ontem, tudo se encaminha para a absolvição de Dilma e de Temer. A menos que tenhamos alguma enorme surpresa hoje, Dilma poderá se candidatar em 2018 e Temer continuará na presidência, por enquanto, é bom frisar. Porque a absolvição pelo TSE não livrará o presidente Temer de todos os problemas. Vem chumbo grosso por aí, mas falaremos sobre isso no decorrer do dia. A partir de 9 horas recomeça o julgamento no TSE. Vamos aguardar.