Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

Está marcada para as 17 horas, a reunião da executiva nacional do PSDB para discutir se sai ou continua no governo Temer. Uma ala de tucanos novos defende a saída imediata, mas alguns de plumagem de idade mais avançada querem continuar no governo.

Os dois maiores defensores da permanência do PSDB no governo são Aécio Neves e Geraldo Alckmin. Aécio quer ajudar Temer para ganhar em contrapartida o apoio dos senadores tucanos para escapar da cassação no Senado. Alckmin, pelo mesmo motivo de Lula (vide nota abaixo), prefere ver Temer derretendo a ter que enfrentar em 2018 um presidente (eleito por via indireta), que possa se candidatar à reeleição. Isso, claro, partindo do princípio que não afunde com a Lava Jato.

Muita gente acredita que a reunião de hoje do PSDB não decidirá nada, vai esperar mais. Mas quanto mais os tucanos derem apoio e sustentação ao governo Temer, pior será o resultado eleitoral em 2018.