Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

O cardeal-arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta e o o reverendo Isaías Maciel, da Ordem dos Ministros Evangélicos do Brasil foram arrolados como testemunhas de defesa de Sérgio Cabral no processo originário da Operação Fatura Exposta, que investiga a roubalheira na saúde estadual. Os advogados de Cabral alegam que os testemunhos de ambos são "imprescindíveis ao exercício da ampla defesa". Os dois religiosos devem estar surpresos e sem saber em que podem contribuir para a defesa do ex-governador. Melhor seria Cabral pedir a eles uma visita para confessar seus pecados e pedir perdão a Deus pelo mal que causou aos servidores estaduais e ao povo do Rio de Janeiro.